Participe da antologia (e-book) CONTOS E POEMAS ASSOMBROSOS - VOL. VI. Leia o edital

  Participe da antologia (e-book) CONTOS E POEMAS ASSOMBROSOS - VOL. VI.  Leia o edital:  CLIQUE AQUI.

Mostrando postagens com marcador Academia Feminina de Letras do Paraná. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Academia Feminina de Letras do Paraná. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2022

Crônica "Síndrome de Pilatos", por Rafael Caputo


Recentemente, atendi um pai de aluno que simplesmente me disse: “Professor, eu lavo as minhas mãos.” Pasmem, o assunto que discutíamos era a falta de comprometimento do seu próprio filho em assistir as videoaulas e o comportamento inadequado do garoto nos encontros presenciais, atitudes que vinham comprometendo todo o sucesso do binômio ensino-aprendizagem. Uma verdadeira afronta aos inúmeros profissionais da Educação que estavam se virando nos trinta para dar conta do recado em plena pandemia. Por conta do que dizia Paulo Freire: “não há educação sem amor”, tal afirmativa acabou me lembrando uma passagem bíblica, foi inevitável.

Provavelmente, você já deve ter ouvido falar em Pôncio Pilatos, o governador da província da Judeia, que – literalmente – lavou as mãos em um dos julgamentos mais importantes da história da humanidade. O réu em questão era um “rebelde” considerado fora dos padrões que chamava a atenção de todos e, consequentemente – ainda que só pregasse o amor –, incomodava os poderosos da época (líderes políticos e religiosos). Pilatos, como representante do poder na região, tinha total autoridade para julgar e decidir – por sua própria análise de mérito – se o acusado era culpado ou inocente; mas adivinhe? Ele não o fez.

O que me intriga é o fato de que, mais de dois mil anos depois, a história se repete, se repete e se repete. Fico me perguntando: Quantos pais, líderes, governantes – e, inclusive, colegas de profissão – também não sofrem com essa que chamo de Síndrome de Pilatos?

Por outro lado, o que me conforta é saber que na contramão da história, vez ou outra, “rebeldes” aparecem para – justamente – quebrarem o modus operandi padrão. Obrigado, Senhor!

Pouco tempo atrás, por exemplo, na terra do Improvável – apelidada de Brasil –, um representante do poder não se fez omisso e julgou aqueles que mereciam (e deveriam) ser julgados. Ao invés de lavar as mãos, lavou à jato. Depois disso, virou Ministro. Porém, não durou muito. Realmente, é impossível agradar a todos! Ainda assim, durante o curto tempo que ficou no cargo, teve não só a autoridade, mas também o carisma e quiçá um pouco do respeito de um povo que – ironicamente – ainda o via como um salvador, mas que, no fim, voltou a escolher Barrabás. Vai entender?!

Se somente a Educação tem o poder de transformar o mundo, e não há como falar de Educação sem Amor. Seja presencial ou à distância. A solução parece simples, mas não é. Amar dá trabalho, exige tempo, dedicação e paciência. É muito mais fácil lavar as mãos (com ou sem álcool em gel). Infelizmente, é só o que continuamos a ensinar dois mil anos depois de Cristo, e de Pilatos. 

Ecce homo”.

🙌

Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Posts mais acessados da semana

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA
clique sobre a capa

DO INCISIVO AO CANINO - BERT JR.

MAFRA EDITIONS

ANTOLOGIAS LITERÁRIAS

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

DIVULGUE O SEU LIVRO

FUTURO! - ROBERTO FIORI

Leitores que passaram por aqui

Labels