Mostrando postagens com marcador Black mirror. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Black mirror. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 23 de setembro de 2019

Black Mirror – quinta temporada



Black Mirror é uma série curiosa. Gostar ou não gostar está diretamente relacionado ao que reverbera em cada espectador. O que é genial para uns, é decadência para outros. Episódios de outras temporadas que foram apontados como prova da decadência da série, hoje são apontados por muitos como pontos altos. Talvez o fato de falar de um fenômeno que está à nossa volta torne uma análise mais fria impossível – daí as críticas apaixonadas.
Nesta temporada temos apenas três episódios, todos escritos pelo criador da série, Charlie Brooker. Em pelo menos dois o tema principal é o mundo de simulacro hiper-real em que vivemos. Abaixo as análises episódio por episódio.
“Striking Vipers” mostra dois amigos unidos pelo videogame. O episódio foi gravado em São Paulo, mas uma Sampa de FC no qual o protagonista faz um churrasco em seu aniversário com hamburgeres e salsichas e em determinado momento atende o celular em pleno viaduto de santa Ifigênia. Essa incoerência parece refletir, sem querer, o cerne de alguns dos melhores episódios de BK: o mundo irreal que nos chega através da mídia, mas que parece tão fascinante e interessante. Ou seja: black mirror acaba sendo aquilo que ela mesma denuncia. O roteiro mostra os protagonistas apaixonados por personagens de videogame – quem joga diz que já viu algo assim. O final poderia ter sido mais interessante, mas a discussão levantada é realmente válida: quando o simulacro se torna tão importante que é capaz de provocar sentimentos de amor e paixão que o mundo real não consegue.
“Smithereens” mostra um homem que sequestra um funcionário da mais famosa rede social do mundo e exige falar com o dono. É um bom triller, muito bem construído, com atuações realmente de destaque, que seguram a atenção do espectador mesmo ocorrendo dentro de um carro e essencialmente com duas pessoas. Mas fica a impressão de: “afinal, por que ele está realmente fazendo isso?” - algo confirmado no momento em que o sequestrador diz, ao dono da rede social, que pouco importa como ele vai usar isso.
“Rachel, Jack e Ashley Too” é o mais interessante e mais controverso. Pode ir do pior episódio da temporada ao melhor, dependendo de como se encara. Na história, a identidade de uma cantora pop é transferida para uma boneca – com um bloqueador que deixa que ela diga apenas frases motivacionais. O episódio alterna entre narrativas paralelas: de um lado a garota que comprou a boneca, do outro a cantora pop, interpretada por Miley-Cyrus. A discussão é muito interessante: num mundo de simulacro até que ponto os ídolos são pessoas reais ou produtos fabricados pela mídia? E o que sobra da pessoa real por trás desse produto? Mas, como o episódio é protagonizado por Miley-Cyrus, ela mesma uma cantora pop (que provavelmente Charlie Brooker tentou agradar)  a crítica não vai muito longe e o roteiro passa a ter um tom de “vamos salvar o dia” e  acaba tendo um final otimista que destoa do tom distópico do restante da série. É possível que, retiradas essas limitações, com a abordagem, por exemplo, do drama de uma pessoa real aprisionada em uma boneca, fosse um dos melhores episódios de todas as temporadas. Aliás, bastava uma cena a mais para resignificar aquele final, deixando-o realmente com a cara de Black Mirror.  

Compartilhe:

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Black Mirror: quais os 5 melhores episódios da série?


Black Mirror é uma série de Ficção Científica que ganhou popularidade há pouco tempo, quando passou a fazer parte do catálogo da Netflix, mas sua estreia aconteceu em 2011, no pequeno canal britânico Channel 4. O sucesso foi tamanho que a Netflix encomendou mais temporadas da série. A terceira já está disponível no serviço de streaming e a quarta vem por aí em 2017.

Influenciada por séries como Além da Imaginação, Black Mirror tem episódios com histórias isoladas, sem conexões umas com as outras. O que as une é a forma realista e perturbadora de pensar o futuro enquanto faz o expectador refletir sobre o presente.

Nessa lista, selecionamos os 5 melhores episódios de Black Mirror (sem spoilers). Confira a seguir:


Hino Nacional (The National Anthem S01E01)


Black Mirror já começa com o pé na porta e mostra o dilema do primeiro-ministro britânico que tem a filha sequestrada e, como única exigência para o resgate, é pedido que ele faça sexo com um porco com transmissão ao vivo pela TV. O problema é que o vídeo feito pelos sequestradores com a exigência foi postado no Youtube, o que gerou um verdadeiro frisson na população. Aqui, a forma como lidamos com o mórbido e o drama alheio são levados ao extremo e chega a ser perturbador pensar que tudo no capítulo poderia ser real.


Urso Branco (White Bear S02E02)


Uma mulher acorda sem memória em uma cidade pequena, ela sai na rua sem nem mesmo lembrar o próprio nome e se depara com pessoas mascaradas com armas que tentam matá-la. O restante da população, em vez de ajudá-la, simplesmente tira foto e filma com seus celulares. Se você ainda não assistiu a Urso Branco, isso é tudo o que pode saber sem receber spoiler. O clima de tensão que acontece em toda a história e o final surpreendente são o grande mérito deste episódio.


Natal (White Christmas S02E04)


Lançado originalmente como um especial de Natal, White Christmas traz a história de dois homens em uma área gélida e isolada que contam o que os levou a aceitar o emprego para trabalhar em um lugar tão distante de tudo e praticamente sem comunicação com o mundo. Conforme as histórias de ambos vão se desenrolando, uma reviravolta une todos os pontos e finaliza o capítulo de forma brilhante.


Queda Livre (Nosedive S03E01)


Em um futuro próximo, as pessoas utilizam o celular para ranquear as outras com notas em um aplicativo. Ter uma boa nota permite privilégios, como morar em um lugar melhor. Na esperança de conseguir um ranking maior, uma mulher aceita fazer uma longa viagem para ser a dama de honra de um casamento influente. Queda Livre nos faz refletir sobre a importância que damos às redes sociais atualmente, e como muitas vezes mentimos sobre quem somos apenas para agradar e sermos bem vistos.


Engenharia Reversa (Men Against Fire S03E05)


Um soldado vai para sua primeira missão em um futuro onde monstros deformados, chamados de baratas, atacam e roubam a população. É difícil falar sobre o Engenharia Reversa sem dar spoiler, mas é impossível não lembrar de Hitler e da Segunda Guerra Mundial.


Achou que algum episódio deveria estar nessa lista? Diga qual nos comentários.


Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Receba nossas novidades por e-mail (você receberá um email. Basta confirmar ):

Anuncie e Divulgue Conosco

Posts mais acessados da semana

CLUBE DO LIVRO UNIÃO

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

FUTURO! - ROBERTO FIORI

SROMERO PUBLISHER

Leitores que passaram por aqui

Labels