Tirinhas do Snoopy foi uma das primeiras a ter representação racial

Conheça cinco curiosidades dos quadrinhos mais inteligentes e irônicas que impactaram gerações ganham livros colecionáveis em homenagem aos ...

Mostrando postagens com marcador Bruno Gaudêncio. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Bruno Gaudêncio. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 18 de abril de 2018

Bruno Gaudêncio e a HQ "Ariano Suassuna em Quadrinhos"

Bruno Gaudêncio - Foto divulgação
Escritor, jornalista, historiador e professor, Bruno Gaudêncio nasceu em Campina Grande, Paraíba, em dezembro de 1985. É formado em jornalismo e história pela Universidade Estadual da Paraíba; mestre em História pela Universidade Federal de Campina Grande; e atualmente cursa o doutorado em História Social pela Universidade de São Paulo. É Professor concursado da Secretária de Educação da Paraíba e foi professor substituto de História na Universidade Estadual da Paraíba. É autor de mais de 10 livros, entre coletâneas de poemas, contos, ensaios e roteiros de quadrinhos biográficos.

ENTREVISTA:

Conexão Literatura: Poderia contar para os nossos leitores como foi o seu início no meio literário?


Bruno Gaudêncio: Desde a adolescência sou um leitor impulsivo. Frequentei bibliotecas públicas. Encantei-me pelo objeto livro e suas potencialidades. Já adulto comecei a criar estratégias de inclusão no chamado campo literário. Muita leitura, contatos via mundo virtual, publicações em revistas e sites culturais. Dediquei-me principalmente a poesia. Mas também a outros gêneros como a biografia e o ensaio. Em 2009 lancei O Ofício de Engordar as sombras, um livro raquítico de poemas, que banquei graças a ajuda de amigos e parentes. Teve uma boa repercussão. De lá pra cá, vem crescendo o número de livros publicados. Uma paixão.

Conexão Literatura: Você é autor da HQ “Ariano Suassuna em Quadrinhos”. Poderia comentar?

Bruno Gaudêncio: Em 2013 fui convidado pela editora Patmos, de João Pessoa a participar enquanto roteirista de um projeto chamado Primeira Leitura. O projeto consistia em biografar personalidades culturais e políticas nascidas na Paraíba e com destaque na História Brasileira. Fiz primeiramente Pedro Américo em Quadrinhos (isso em 2014) e depois vieram Ariano Suassuna em Quadrinhos (em 2015) e mais recentemente Horácio de Almeida em Quadrinhos e Paulo Pontes em Quadrinhos (2016 e 2017). De todos evidentemente o que alcançou melhor repercussão foi Ariano Suassuna em Quadrinhos. Lancei em vários estados e o livro já alcançou algumas reimpressões.

Conexão Literatura: Como foram as suas pesquisas e quanto tempo levou para concluir seu roteiro?

Bruno Gaudêncio: Foram cerca de cinco meses de pesquisa e mais dois ou três de ajustes. Utilizei os próprios livros do Ariano, suas entrevistas e aulas espetáculos e algumas biografias publicadas sobre ele no mercado editorial brasileiro. Foi um dos trabalhos mais divertidos que fiz até o momento.

Conexão Literatura: Poderia destacar um trecho do qual você acha especial em sua HQ?

Bruno Gaudêncio: Acho que o momento em que Ariano se torna o Ariano que todos conhecemos. De uma intelectual atuante no Nordeste, principalmente no Recife, ele se torna um show-men (a expressão ele odiaria). Momento este quando o Auto da Compadecida se torna um sucesso nacional, suas obras ganham reedições  e são reestudadas na academia. Isso tudo durante a década de 1990. Foi o momento do reconhecimento.

Conexão Literatura: Como o leitor interessado deverá proceder para adquirir um exemplar da HQ e saber mais sobre os seus outros livros?


Bruno Gaudêncio: Com a própria editora, Patmos, comigo (a vantagem do autógrafo) e claro no site nas livrarias, como a Cultura. Na Paraíba e Pernambuco você encontra em quase todas as livrarias.

Conexão Literatura: Existem novos projetos em pauta?

Bruno Gaudêncio: Vou publicar alguns livros novos este ano. Agora em abril sairá o Ensaios, perfis e (quase) memórias, pela Editora Ideia, de João Pessoa. Em junho sairá o meu novo livro de poemas, a Cicatriz que canta o incêndio da raiz, pela Editora Moinhos, de Belo Horizonte. Vou lançar em São Paulo e depois na Paraíba, meu estado natal. Estes dois são os certos. Tenho ainda mais dois livros prontos. Um acadêmico e outro juvenil.

Perguntas rápidas:

Um livro: Crime e Castigo.
Um (a) autor (a): No momento, Alberto da Cunha Melo.
Um ator ou atriz: Fernanda Montenegro.
Um filme: O Sétimo Selo.
Um dia especial: Os que chovem ou fazem sol. Sim, os nublados também.

Conexão Literatura: Deseja encerrar com mais algum comentário?

Bruno Gaudêncio: Seguimos nesta luta no campo literário, escrevendo, publicando, encantando, desencanto o mundo.
Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Posts mais acessados da semana

ANTOLOGIAS LITERÁRIAS

POEME-SE

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

CEDRIK - ROBERTO FIORI

Leitores que passaram por aqui

Labels