Quem foi Charles Dickens?, por Ademir Pascale

Charles Dickens "Com poucos anos de idade, Dickens carregava o peso de sustentar a devedora e pobre família." *Por Ademir Pasc...

Mostrando postagens com marcador Cleberson kadett. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Cleberson kadett. Mostrar todas as postagens

domingo, 26 de fevereiro de 2017

Cleberson Kadett comenta sobre o livro Quando o céu é o limite, publicado pela Drago Editorial

Cleberson Kadett é um escritor e compositor brasileiro. Nascido e criado em Brasília-DF. O jovem autor desde cedo demonstrou aptidão para as artes, como a música e a escrita, talento que foi notado desde cedo pelos seus primeiros professores. Escreveu seus primeiros poemas aos nove anos de idade, a partir daí a escrita tornou-se algo rotineiro. Toda folha de papel servia para escrever suas histórias, contos e desenhos. Sua imaginação ia tomando forma e não havia limites para a sua criatividade. Já no final da adolescência e início da fase adulta histórias mais sérias, com caráter histórico e científico marcam uma nova fase, dando origem aos livros “A Arte de Matar – Os Ideais de um Comandante”, publicado em 2015 pela Garcia Edizioni e a trilogia “Quando o Céu é o Limite”, como seu primeiro volume publicado em 2016 pela Drago Editorial.

ENTREVISTA:

Conexão Literatura: Poderia contar para os nossos leitores como foi o seu início no meio literário?

Cleberson Kadett: Desde os oito anos eu me interessava por histórias de ficção científica, contos medievais, fábulas, música e poesia. Assim, tive contato muito cedo com a literatura e demais expressões artísticas. Por isso não tardou para eu que também tivesse o sonho de me tornar um dia um escritor. Comecei reunindo os contos que escrevia, poesias e rascunhos, para finalmente montar um livro. Embora tenha iniciado a escrita em poemas, principalmente, na escola, ainda não tenho nenhum livro publicado nesse gênero. Mas, pretendo fazê-lo no futuro.

Conexão Literatura: Você é autor do livro "Quando o céu é o limite" (Drago Editorial). Poderia comentar?

Cleberson Kadett: O livro "Quando o céu é o limite" relata acontecimentos incomuns e inexplicáveis sob a ótica de um físico americano, que cria uma teoria para explicar o desaparecimento de pessoas em todo o mundo. Nesse sentido, a obra desperta a curiosidade desde as primeiras páginas, fazendo-nos racionalizar sobre o que os mais dogmáticos chamam de arrebatamento, já que um cientista encontra uma hipótese capaz de explicar o que vem acontecendo. Nesse embate, o leitor é trazido para dentro do contexto, entre casos e mais casos, teorias e investigações. Ele próprio, no final, irá atrás da verdade, questionando se as teorias se tornaram a realidade, ou se a realidade está se tornando uma teoria.

Conexão Literatura: Como foram as suas pesquisas e quanto tempo levou para concluir seu livro?

Cleberson Kadett: Minhas pesquisas foram baseadas em teorias populares de física quântica, como a viagem no espaço-tempo, a existência de dimensões ou universos paralelos, os buracos-negros e a Teoria das Cordas e da Relatividade, que vemos em livros, filmes e seriados. Contudo, a obra se torna inédita porque dentro deste cenário são criadas hipóteses jamais levantadas pelos especialistas. Tanto isso é verdade, que no decorrer da narrativa, os cientistas mais conservadores taxam o físico americano de pseudocientista, na tentativa de expô-lo ao ridículo. Mas, conforme novos desaparecimentos vêm à tona, sua credibilidade é reconhecida. Em que se pese ao tempo de trabalho na obra, do início até sua conclusão foram cerca de 10 meses.

Conexão Literatura: Poderia destacar um trecho do qual você acha especial no seu livro?

Cleberson Kadett: “Não há como estar em dois lugares ao mesmo tempo. Isso é fisicamente impossível. Tampouco, é possível se deslocar na velocidade da luz, tornando real o dom da bilocação. Entretanto, se conseguirmos alterar o espaço-tempo haveria, então, uma possibilidade. Estar na neve ou no deserto, por exemplo, seria apenas um ponto de vista”.

Conexão Literatura: Se você fosse escolher uma trilha sonora para o seu livro, qual seria?

Cleberson Kadett: Seriam essas: "Cygnus X-1" da banda Rush, "39" da banda Queen e “Heart of Courage” da produtora musical Two Steps From Hell.

Conexão Literatura: Como o leitor interessado deverá proceder para adquirir o seu livro e saber um pouco mais sobre você e o seu trabalho literário?

Cleberson Kadett: No site da Livraria Drago Editorial e na Amazon, bem como na Livraria Leitura no Shopping Metropolitano na Barra da Tijuca (Rio de Janeiro), em relação ao livro Quando o Céu é o Limite. Quanto à obra A Arte de Matar - Os Ideais de um Comandante, a mesma pode ser adquirida no site da Editora Garcia, na Garcia Book Store ou diretamente comigo, através do e-mail cleberlee@msn.com. Para saber mais sobre o meu trabalho basta visitar o meu blog pessoal, pelo link: www.clebersoncadete.blogspot.com.br, minha página no facebook: https://www.facebook.com/cleberson.kadett ou meu canal no YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCQiCeoA1vNI-JZFv2Vf6AWw.

Conexão Literatura: Existem novos projetos em pauta?

Cleberson Kadett: Sim! Tenho muitos projetos em andamento que gostaria de vê-los publicados. Mas, o objetivo por ora é lançar a Trilogia completa do livro “Quando o Céu é o Limite”, junto a Drago Editorial”. Como novo projeto em mente, tenho mais uma obra de ficção que trata sobre o futuro do Planeta Terra com conflitos mundiais, fome, o aquecimento global, a carência de água potável e o desejo de conquista por territórios afastados, ainda repletos de recursos a serem explorados.

Perguntas rápidas:

Um livro: A Guerra dos Mundos de H. G. Wells (que estou lendo no momento).
Um (a) autor (a): J. R. R. Tolkien.
Um ator ou atriz: Morgan Freeman.
Um filme: Um sonho de liberdade.
Um dia especial: o Natal.

Conexão Literatura: Deseja encerrar com mais algum comentário?

Cleberson Kadett: Primeiramente, gostaria de agradecer a equipe da Revista Conexão Literatura pela oportunidade. Bem como, dizer que a literatura nacional é um mundo a ser descoberto. Existem muitos talentos a serem encontrados, e o legal disso tudo é que os leitores estão cada vez mais antenados com a literatura brasileira, pois sabem que existe muita coisa boa no nosso meio.

Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Posts mais acessados da semana

ANTOLOGIAS LITERÁRIAS

POEME-SE

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

CEDRIK - ROBERTO FIORI

Leitores que passaram por aqui

Labels