9 grupos no Facebook que todo bom leitor deve conhecer

Por Ademir Pascale Todos os dias são criados novos grupos no Facebook sobre assuntos e gostos diversos. Nós leitores e apaixonados...

Mostrando postagens com marcador Depois do sonho. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Depois do sonho. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 18 de agosto de 2020

O poeta André Galvão lança seu segundo livro de poemas, Depois do Sonho, pela Editora Penalux


A obra reflete sobre a realidade e o cotidiano através de percursos poéticos que dão nome aos seus cinco capítulos: A Urbe, O Chão, A Luta, A Alma e O Verso. Trata-se de uma coletânea de poemas que dialogam entre si, por diferentes caminhos, a anunciar a crença de que, depois do sonho, a realidade, a depender de nossas reflexões e ações, pode carregar em si a esperança em tempos melhores para o mundo e para a humanidade.

Para Rita Queiroz, Professora, Filóloga e Poeta, “a poética de André Galvão, desde o seu livro A travessia das eras, se mostra contundente, reflexiva, inquietante. O poeta, como todo sujeito, vive atravessado pelos acontecimentos presentes, passados e os que poderão vir, assujeitado ao seu tempo e às suas ideologias. Depois do sonho está dividido em cinco partes:
1. A urbe, 2. O chão, 3. A luta, 4. A alma e 5. O verso. Em todas, nos deparamos com sentimentos que rasgam a alma: nossos embates de ser e estar no universo, no planeta, no continente, no país, na cidade, em casa. Sentimentos diversos permeiam esse ser e estar, esse encontro doloroso, muitas vezes ou talvez, sempre. O micro está no macro e vice-versa. O lar, às vezes, não é refúgio e sim palco de ódios e medos, revertidos na violência de cada dia”.
Segundo Moisés Alves, Escritor, “O rasgo, a criação de novos usos dos terrenos, a abertura surgem como procedimentos desse trato particularíssimo dado por ele nesse objeto sólido chamado poesia contemporânea. André nos sugere em poema abrir mão das verticalidades, um dos programas de uma das modernidades do Ocidente, para inaugurarmos derivas, desamarrações, dispersões que assumam as vias labirínticas como estratégia de avanço com toda a coreografia própria dos labirintos: curvas, desvios, paradas, suspensões”.

De acordo com Ricardo Henrique Andrade, Professor Universitário, “André Galvão surpreende, inebria, desconcerta. Inova-se ao envelhecer. O doutor em signos e o artista revoltado estão aqui amalgamados em versos maduros, em palavras sopesadas pelo ajuizamento das imagens intercaladas na geografia da sua criação. O resultado é uma obra antropológica, metafísica e melancólica, mas obstinadamente inconformada. O poeta não se entrega, reage, denuncia. A ingenuidade onírica cede a um despertar senil, desencantado, sim, mas vigoroso”.

Depois do Sonho foi publicado pela Editora Penalux, sediada em Guaratinguetá-SP, cuja missão é publicar bons livros com o compromisso de valorizar as produções literárias e acadêmicas no cenário contemporâneo. Uma editora que tem crescido muito no mercado editorial brasileiro, publicando obras de renomados autores brasileiros e estrangeiros.

Sobre o autor:

Nasceu em Salvador e atualmente mora em Amargosa, cidade onde viveu a maior parte da vida. Mestre em Literatura pela UEFS e Doutor em Ciências da Educação pela Universidade do Minho (Portugal). Servidor Técnico-Administrativo da UFRB, lotado no Centro de Formação de  Professores – CFP em Amargosa. Coautor do livro de poemas Redescobrir-se: poesias de fim de século pelo Selo Editorial Letras da Bahia / FUNCEB (1998) e do livro Crítico Intrépido! Filósofo Tímido? Sílvio Romero e o ensino secundário de Filosofia no Brasil, pela Editora CRV (2018). Autor do livro de poemas A Travessia das Eras, pela Editora Penalux (2018) e do livro O Coronelismo na Literatura: Espaços de Poder, pela Editora da UFRB (2018). Integra a Plataforma Virtual Mapa da Palavra (FUNCEB/ SECULT-BA). Participou de antologias literárias no Brasil e em Portugal. Associado ao NALAP – Núcleo de Artes e Letras de Portugal e membro da ANE – Associação Nacional de Escritores (Brasil) e da Academia Independente de Letras (Brasil).

Sobre o livro: Depois do Sonho
Autor: André Galvão
Ano de publicação: 2020
Gênero: Poesia
Páginas: 86
Editora: Penalux

Vendas:
Editora Penalux
Amazon
Americanas.com

Contato com o autor:
E-mail: almgalvao@uol.com.br
Instagram: @andregalvao77

Compartilhe:

segunda-feira, 17 de agosto de 2020

André Galvão e o livro Depois do Sonho

André Galvão - Foto divulgação
Doutor em Ciências da Educação (Universidade do Minho). Autor dos livros de poemas A Travessia das Eras (Penalux, 2018) e Depois do Sonho (Penalux, 2020) e do livro O Coronelismo na Literatura: Espaços de Poder (UFRB, 2018). Coautor do livro Redescobrir-se: poesias de fim de século (Selo Editorial Letras da Bahia, 1998) e do livro Crítico Intrépido! Filósofo Tímido? Sílvio Romero e o ensino secundário de Filosofia no Brasil (CRV, 2018). Participou de antologias literárias no Brasil e em Portugal. Associado ao NALAP – Núcleo de Artes e Letras de Portugal e membro da Associação Nacional de Escritores (Brasil) e da Academia Independente de Letras (Brasil).

ENTREVISTA:

Conexão Literatura: Poderia contar para os nossos leitores como foi o seu início no meio literário?

André Galvão: Creio que começou como a maioria das pessoas, escrevendo alguns textos na adolescência, e guardando na gaveta, com um sonho de um dia publicar, mas sem coragem pra mostrar... Até que um dia, junto com alguns amigos, tomei coragem de submeter alguns poemas em edital e deu certo. Aí tudo começou...

Conexão Literatura: Você é autor do livro “Depois do sonho”. Poderia comentar? 

André Galvão: Depois do sonho, o meu segundo livro solo de poemas, trata do sonho, da esperança, mas acima de tudo do contato com a realidade. Porque escrever, pra mim, sempre foi um exercício de reflexão sobre o mundo que me cerca. Logo, a minha poesia tem a realidade, o cotidiano, as reflexões sobre a vida e o mundo como matérias-primas. Assim, é uma obra em que a poesia desvela um olhar inquieto sobre a realidade, sem perder a esperança em tempos melhores.

Conexão Literatura: Como foram as suas pesquisas e quanto tempo levou para concluir seu livro?

André Galvão: Esse livro teve uma maturação relativamente pequena, cerca de um ano, ou pouco mais. Reuní poemas anteriores ao meu último livro, A Travessia das Eras, e, pensando em muitas análises desse livro que tive a oportunidade de ler, organizei textos novos para consolidar esse novo projeto. 

Conexão Literatura: Poderia destacar um trecho do seu livro especialmente para os nossos leitores?  

André Galvão: Trata-se de um livro de poemas, então, trarei uns versos apenas: “Hoje o que sou / É um resumo estendido / Do balanço entre sonhos / E derrotas que tenho sofrido / Eis o que essa lida construiu: / Em volta de meus erros constantes
Insculpiram-se em mim / As lições mais importantes” (Todas as batalhas).

Conexão Literatura: Como o leitor interessado deverá proceder para saber mais sobre o seu livro e um pouco mais sobre você? 

André Galvão: O meu novo livro, assim como o anterior, A Travessia das Eras, ambos publicados pela Editora Penalux, estão à venda no site da editora e de grandes lojas virtuais. Quanto a mim, o leitor pode me seguir nas redes sociais @andregalvao77 (Instagram) ou facebook.com/andregalvao077 (Facebook).

Conexão Literatura: Quais dicas daria aos autores em início de carreira?

André Galvão: Escrevam, publiquem! Aproveitem o universo das redes sociais, que são uma ótima oportunidade para mostrar seu trabalho. E escutem sempre, ouçam as críticas e aprendam com elas. Humildade é tudo.

Conexão Literatura: Existem novos projetos em pauta? 

André Galvão: Sempre. Há um novo livro quase pronto, de poesia, com uma temática mais específica, cuja publicação deve ser em 2021. 

Perguntas rápidas:

Um livro: Cem anos de solidão (Gabriel García Márquez)
Um (a) autor (a): Paulo Leminski
Um ator ou atriz: Denzel Washington
Um filme: O clube do Imperador
Um dia especial: O nascimento de meus filhos

Conexão Literatura: Deseja encerrar com mais algum comentário? 

André Galvão: Quero lembrar a todos da importância da leitura, principalmente em tempos difíceis, como o que vivemos. A leitura é sempre o melhor caminho para preencher nossa mente de boas reflexões e criatividade. E a Literatura, nesse contexto, é o universo em que podemos reinventar nossas experiências e a nossa liberdade.
Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Posts mais acessados da semana

ANTOLOGIAS LITERÁRIAS

POEME-SE

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

CEDRIK - ROBERTO FIORI

Leitores que passaram por aqui

Labels