Jane Austen: Livros e Filmes

Jane Austen, Thibaudet e um retrato da burguesia do séc. 18 Nascida em 16 de dezembro de 1775, a britânica Jane Austen foi uma das...

Mostrando postagens com marcador Editora Edipro. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Editora Edipro. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 20 de outubro de 2020

LIVE de lançamento do "Livro V - Terpsícore" traz curiosidades sobre Heródoto de Halicarnasso

 


Bate-papo virtual será mediado pela Doutora Maria Aparecida de Oliveira Silva, também responsável pela tradução da coleção Histórias da Editora Edipro

Livro V – Terpsícore”, quinto volume da coleção dos clássicos de Heródoto, o Pai da História, publicado pelo Grupo Editorial Edipro terá lançamento on-line dia 26 de outubro (segunda-feira), às 19h no Instagram oficial da editora (@editoraedipro).

A LIVE contará com a tradutora da coleção, Dra. Maria Aparecida de Oliveira Silva – professora da USP emestre em História Econômica. O bate-papo virtual será sobre a expansão do Império Persa, curiosidades das obras do geógrafo e historiador grego, Heródoto de Halicarnasso, além de tirar todas as dúvidas dos espectadores.

Sobre a tradutora: Maria Aparecida de Oliveira Silva é graduada em História, mestre em História Econômica e doutora em História Social (USP). Também é pós-doutora em Estudos Literários (UNESP) e pós-doutora em Letras Clássicas (USP). 

Serviço do evento:
Lançamento Livro V – Terpsícore – Histórias
Dia: 26 de outubro (segunda-feira)
Horário: 
19h00
Onde: 
Instagram da Editora Edipro (@editoraedipro).
Mediação: Professora Dra. Maria Aparecida de Oliveira Silva

Sinopse: Neste Livro V – Terpsícore, Heródoto continua a narrativa do livro anterior sobre a expansão do Império Persa na Trácia e na Macedônia, registra episódios que marcaram a estada dos persas na região e a manutenção do seu poder sobre a Iônia, após conter os revoltosos contra o rei Dario. O principal acontecimento deste livro é a Revolta Iônia, a qual Heródoto relata em detalhes, desde os primeiros movimentos até o seu desfecho desastroso, que foi a derrota para o Império Persa. Heródoto destaca que a interferência do rei persa na política das cidades por conta da instituição de tiranos amigos do Império Persa e as manobras dos tiranos Aristágoras e de Histieu, ambos de Mileto, culminaram na malfadada insurreição dos iônios, que se tornou um preâmbulo para as Guerras Persas.

Ficha técnica 
Editora: Edipro 
Assunto: História 
Preço: R$ 59,00 
ISBN: 9788552101093 
Edição: 1ª edição, 2020 
Altura: 21 
Largura: 14 
Profundidade: 1,6 
Número de páginas: 208 
Link de venda: Amazon

Compartilhe:

segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

Crítica à burguesia e a ruptura dos padrões literários

A coleção de contos Pequenos Poemas em Prosa, a obra-prima de Charles Baudelaire, mostra a crítica corrosiva de um dos líderes do movimento Simbolista

Até a primeira metade do século XIX, a literatura era vista como uma forma de representar a burguesia e uma exaltação da vida ideal. Conduzida pelo Parnasianismo, a poesia tinha como objetivo retomar a cultura clássica da escrita. Porém em meados de 1860, diversos poetas começaram a se rebelar contra esse padrão, já que não se sentiam representados pela burguesia.

Liderado pelo poeta francês Charles Baudelaire, surgiu o movimento conhecido como Simbolismo, que visava retratar a realidade cotidiana, renunciando o ideal. A expressão dos poetas se dava por meio de símbolos, rompendo totalmente os padrões da linguística, dando espaço aos chamados versos livres. Uma das obras de Baudelaire que representa essa descontinuação é Pequenos Poemas em Prosa – O Spleen de Paris, que ganha nova edição publicada no Brasil pelo selo Via Leitura, do Grupo Editorial Edipro.

Com uma tradução criteriosa, a obra conta com texto de apresentação de Marcelo Jacques de Moraes - professor titular de Literatura Francesa na Universidade Federal do Rio de Janeiro. O livro é composto por uma coleção de cinquenta poemas escritos pelo francês, publicados de forma póstuma em 1869, dois anos após a morte de Baudelaire, e fazem parte do IV tomo de obras completas do escritor.

Críticos da burguesia, que não aceitava ser alvo de julgamentos, muitos livros da época tiveram suas edições proibidas por serem considerados imorais e obscuros. As obras retratavam, sem cerimônia, temas como a sexualidade, o uso de drogas, a melancolia, o satanismo e críticas severas contra a religião e a moral.

Charles Baudelaire, junto de Arthur Rimbaud, foi a grande figura do Simbolismo. Ao lado de um brilhante grupo de poetas, entre eles, Paul Verlaine e Stéphan Mallarmé, ficaram conhecidos como os Poetas Malditos, que fundaram as bases das futuras vanguardas. Pequenos Poemas em Prosa representa uma ruptura com a poesia clássica, o embrião de uma nova estética literária, a obra-prima de um dos maiores poetas da história... e talvez algo mais.

Ficha técnica:
Editora: Via Leitura/ Edipro
Assunto: Poesia
Preço: R$ 29,00
ISBN: 9788567097626
Edição: 1ª edição, 2019
Tamanho: 21x14cm
Número de páginas: 112 
Para adquirir o livro: clique aqui.

Sobre o autor: Charles-Pierre Baudelaire (1821-1867) foi poeta e teórico da arte francesa, sendo considerado um dos pais da tradição moderna de poesia. Rebelde durante toda a sua vida, chegou a ser expulso do colégio na infância e enviado pelo padrasto à Índia em 1840. Nunca chegou ao continente asiático; retornou a Paris assim que possível. Depois de herdar a fortuna do pai, entregou-se a uma vida boêmia, o que fez com que sua mãe lhe retirasse o controle da herança. Uma acusação de ultraje à moral pública fez com que sua obra As flores do mal fosse recolhida e o autor e a editora fossem multados. Morreu de sífilis em 1867 sem nunca conhecer a fama em virtude da genialidade de seus poemas.
Compartilhe:

quarta-feira, 29 de agosto de 2018

Os fatos mais importantes que marcaram toda a sociedade


A Editora Edipro lança a esperada edição de História Concisa do Mundo, escrita pela renomada historiadora Merry E. Wiesner-Hanks que detalha cada acontecimento social e cultural da humanidade

Finalmente! Após 11 obras da série História Concisa das Nações, que integra relatos de países como Itália, Grécia, Espanha, México, França, EUA, Portugal, Rússia, Índia Moderna, Grã-Bretanha e Japão, chega às livrarias a História Concisa do Mundo, publicada pela Editora Edipro em parceria com a Universidade de Cambridge.

Editora chefe da célebre coletânea e renomada historiadora social e cultural, Merry E. Wiesner-Hanks conta nesta nova obra a história do mundo desde as tradições mais antigas até os momentos mais atuais. Examina a evolução de forma global, percorrendo temáticas como famílias e grupos familiares, hierarquias na sociedade e de gênero, sexualidade, raça e etnia, trabalho, religião, consumo, materialismo e a interação entre comunidades.

Como não é impossível compilar e ler todas as histórias de todas as populações em apenas um livro ou mesmo em uma vida, a autora se atentou nas histórias dos seres humanos como produtores e reprodutores, compreendendo esses termos em um sentido cultural, social e material. E, também, destaca as mais marcantes mudanças e interações entre sociedades durante os milhares de anos da humanidade. Porém, os movimentos políticos e militares não foram ignorados, mas sim repassados sob a perspectiva de como foram moldados pelos fatores humanísticos.

Nos capítulos, os aficionados e curiosos pelos acontecimentos do planeta Terra poderão encontrar os temas família coletoras e agricultoras (até 3.000 a.C.), cidades e sociedades clássicas (3.000 a.C. a 500 d.C.), expansão das redes de interação (500 d.C. a 1.500 d.C.), um novo mundo de conexões (1.500 d.C. a 1.800 d.C.) e industrialização, imperialismo e desigualdade (1.800 d.C. a 2.015 d.C.).

Os pontos fortes da história englobam episódios como: caminhos da urbanização, vida na cidade, intercâmbio de costumes e religioso, cultura cortesã, colonização, império, comércios, propagação de doenças, guerras, drogas, comercialização do lazer, comércio do açúcar, tráfico de escravos, expansão e transformação da indústria, movimentos sociais, novo imperialismo, pós-industrialização, pobreza e a sociedade que caminha para o terceiro milênio.

Ainda, aborda a criação de uma rede mundial de comércio, incorporando coletores, agricultores e operários, bem como xamãs, escribas e secretários.

Esta incrível obra apresenta comparações e generalizações, além de notas às diversidades e particularidades, pois examina as questões sociais e culturais que estão no centro das grandes questões da atual história do mundo.

Ficha técnica:
Editora: Edipro
Gênero: História
Preço: R$ 79,00
ISBN: 9788552100263
Edição: 1ª edição, 2018
Tamanho: 19x23 cm
Número de páginas: 416

Sobre o autor: Merry E. Wiesner-Hanks é professora com distinção e presidente do Departamento de História da Universidade de Wisconsin-Milwaukee. Ela é autora ou editora de vinte livros, dentre eles, os diversos volumes do The Cambridge World History (2015), do qual é editora-chefe, Early Modern Europe 1450-1789 (Cambridge, 2. ed. 2013), Women and Gender in Early Modern Europe (Cambridge, 3. ed. 2008), Christianity and Sexuality in the Early Modern World: Regulating Desire e Reforming Practice and Gender in History: Global Perspectives. Ela também escreveu uma série de livros didáticos inovadores para uso em sala de aula, incluindo Discovering the Global Past: a Look at the Evidence, um livro para jovens adultos, An Age of Voyages, 1350-1600, e um livro para os leitores em geral, The Marvelous Hairy Girls: The Gonzales Sisters and their Worlds.
Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Posts mais acessados da semana

ANTOLOGIAS LITERÁRIAS

POEME-SE

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

CEDRIK - ROBERTO FIORI

Leitores que passaram por aqui

Labels