Resenha da série Altered Carbon (NetFlix), baseada no livro de mesmo título, por Ademir Pascale

SOBRE O LIVRO: Carbono alterado é o eletrizante thriller de ficção científica que inspirou a série da Netflix. No século XXV, a humanidade ...

Mostrando postagens com marcador Edmir Camargo. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Edmir Camargo. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 22 de setembro de 2021

Norma Camargo, Edmir Camargo e o livro Encontros e reencontros, por Cida Simka e Sérgio Simka


BIOGRAFIAS


NORMA CAMARGO - Nasci em Jundiaí, SP, sou pedagoga pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de São Bernardo do Campo, SP, com pós-graduação em Psicopedagogia pela Universidade de Franca. Fui professora e diretora de Unidade Escolar na rede pública do município de Santo André.
Escrevo crônicas e contos e participei da antologia Contos Reunidos Para Ler Separadamente.
Sou integrante do Núcleo de Escritores do Grande ABC, grupo formado por voluntários ligados ao fazer literário e que tem como função social despertar no cidadão o hábito da leitura e escrita, bem como o aprendizado e entendimento a priori da nossa língua. O Núcleo promove oficinas de escrita criativa e concursos literários direcionados principalmente a jovens de escolas públicas e instituições filantrópicas.
Leitora crítica e revisora dos livros “Pequenas Histórias, Grandes Lembranças”, dos autores Edmir Camargo e Álvaro J. C. Ferreira; “Os olhos da Fera”, “Turbulência”, de Edmir Camargo e dos textos publicados na página CRÔNICAS E CONTOS DE GAVETA, do mesmo autor.

EDMIR CAMARGO - Nasci em Santo André, SP, sou formado em Comunicação Social pela Universidade Metodista de São Bernardo do Campo, SP. Atuei nas áreas de vendas e marketing das indústrias metalúrgicas da região do ABC, às quais presto atualmente consultoria ministrando palestras técnicas e motivacionais.
Criei a página CRÔNICAS E CONTOS DE GAVETA no Facebook, onde há cinco anos publico textos variados.
Participo do Núcleo de Escritores do Grande ABC.

Trabalhos publicados:
- Pequenas Histórias, Grandes Lembranças – livro de crônicas e contos escrito com Álvaro Ferreira;
- “E” de Elefante! – livro sobre a importância do bom e correto atendimento a clientes;
- Os olhos da fera – romance;
- Turbulência – romance.

Participação em antologias:
- IX Prêmio Literário Livraria Asabeça (poesias) – Editora Scortecci;
- Uma Noite no Castelo – Editora Selo Jovem;
- Aquela Casa – Editora Verlidelas.
- Contos Reunidos para Ler Separadamente.

MOTIVAÇÃO

Uma das atividades do Núcleo de Escritores do Grande ABC é a leitura de materiais produzidos pelos integrantes. Em uma reunião, a Norma leu um conto que escreveu sobre uma história de amor com seus encontros e desencontros. A reação do grupo foi positiva, com todos querendo saber mais sobre o desenrolar e a conclusão daquela história. Algum tempo depois, coincidentemente nós pensamos em transformar o conto em um romance. Aproveitamos o tempo de isolamento social e trabalhamos com afinco na ideia.
Inscrevemo-nos em um edital da Secretaria de Cultura de Santo André, que através da Lei Aldir Blanc promove atividades culturais no município. Fomos contemplados e passamos a direcionar nossos esforços para completarmos o trabalho.
Foram meses de muita dedicação e o resultado foi gratificante.

O QUE ESTAMOS LENDO (OU RELENDO)

Somos ecléticos nesta questão e temos sempre leituras em andamento. Atualmente, Nicholas Sparks, Elena Ferrante, Frederick Forsyth, Anthony Doerr, Robin Cook estão na ordem do dia, mas frequentemente cedem espaço para trabalhos dos autores do nosso Núcleo.

A QUESTÃO DA LEITURA EM NOSSO PAÍS

Somos um povo que lê e escreve pouco. Faltam incentivos e oportunidades, o que percebemos claramente quando, através do Núcleo, ministramos a jovens as oficinas voltadas à leitura e escrita e promovemos concursos literários entre eles. A reação é imediata, com a produção de textos bem elaborados e o aumento de interesse e frequência nas bibliotecas das escolas em que atuamos.

DICAS PARA QUEM DESEJA SER ESCRITOR

Quem deseja escrever precisa, por princípio, ser observador de detalhes que não são normalmente notados. Muitas vezes, fatos comuns permitem o surgimento de histórias originais e criativas. Aparentemente simples, esta colocação só privilegia quem estiver focado nos acontecimentos em seu entorno e com o objetivo claro de transformá-los em algo interessante.
Mas para viabilizar um projeto de escrita é necessário o hábito da leitura. É essencial ler, ler muito, ler tudo, não somente o que gosta e o que está na moda. Ler é o que permite identificar a linha que se pretende seguir e evita o lugar-comum.
Sempre disponibilize, de alguma forma, o que escrever. Mostre o que produz e encontre leitores. 

Link para o livro:

https://www.verlidelas.com/product-page/encontros-e-reencontros-saga-de-um-amor-perdido

 

CIDA SIMKA

É licenciada em Letras pelas Faculdades Integradas de Ribeirão Pires (FIRP). Autora, dentre outros, dos livros O enigma da velha casa (Editora Uirapuru, 2016), Prática de escrita: atividades para pensar e escrever (Wak Editora, 2019), O enigma da biblioteca (Editora Verlidelas, 2020), Horror na biblioteca (Editora Verlidelas, 2021) e O quarto número 2 (Editora Uirapuru, 2021). Organizadora dos livros Uma noite no castelo (Editora Selo Jovem, 2019), Contos para um mundo melhor (Editora Xeque-Matte, 2019), Aquela casa (Editora Verlidelas, 2020), Um fantasma ronda o campus (Editora Verlidelas, 2020), O medo que nos envolve (Editora Verlidelas, 2021) e Queimem as bruxas: contos sobre intolerância (Editora Verlidelas, 2021). Colunista da revista Conexão Literatura.

SÉRGIO SIMKA

É professor universitário desde 1999. Autor de mais de seis dezenas de livros publicados nas áreas de gramática, literatura, produção textual, literatura infantil e infantojuvenil. Idealizou, com Cida Simka, a série Mistério, publicada pela editora Uirapuru. Colunista da revista Conexão Literatura. Seu mais recente trabalho acadêmico se intitula Pedagogia do encantamento: por um ensino eficaz de escrita (Editora Mercado de Letras, 2020) e seu mais novo livro juvenil se denomina O quarto número 2 (Editora Uirapuru, 2021). 

Compartilhe:

quinta-feira, 15 de março de 2018

Edmir Camargo e o livro Turbulência, por Sérgio Simka e Cida Simka

Edmir Camargo - Foto divulgação
Fale-nos sobre você.

Sou Edmir Camargo (Edmir Vieira Camargo), nasci em Santo André (SP) no dia 17 de agosto de 1945. A despeito de ter viajado profissionalmente com muita frequência por todo o Brasil, sempre morei por aqui. Sou formado em Comunicação Social pela Metodista.
Sou casado com a Norma e tivemos dois filhos: Alexandre e Giuliana. A Giu, infelizmente, faleceu precocemente há cerca de quatro anos; o Alexandre trabalha com cinema de animação e é casado com a artista plástica e ilustradora Camila. Temos uma netinha, a Luna, de dois anos, o foco de nossa vida atualmente.
Eu e a Norma já tivemos o enorme prazer e o privilégio de viajarmos pelo Brasil e para o exterior algumas vezes. 

ENTREVISTA:

Fale-nos sobre seus livros.

Tenho atualmente cinco trabalhos publicados:
- Pequenas Histórias, Grandes Lembranças – livro de crônicas e contos que escrevi com o amigo Álvaro Ferreira;
- “E” de Elefante! – livro sobre a importância do bom e correto atendimento a clientes, um tema sempre importante;
- Os olhos da fera – romance;
- Turbulência – romance;
clique aqui.
- Crônicas e Contos de gaveta – página do Facebook na qual publico semanalmente textos que vou produzindo. Já são aproximadamente duzentos trabalhos.

Qual o motivo que o levou a escrevê-los?


Bem, são motivos diferentes para cada trabalho:
- Pequenas Histórias... surgiu de um material que eu e o amigo Álvaro publicávamos em um jornal semanal que dirigíamos em um clube de serviço. Associamos a vontade de publicarmos algo a um material que já estava disponível. Foi um agradável trabalho de compilação e parceria;

-“E” de Elefante! foi uma necessidade profissional que o gerou. Eu estava ministrando muitas palestras sobre atendimento a clientes e senti que deveria oferecer um material impresso aos participantes. O livro supriu e supre bem essa carência;

- Os olhos da fera foi o meu primeiro exercício mais longo de escrita com a construção de personagens. Foi muito agradável ver a história tomando forma. É uma sensação deliciosa o resultado deste tipo de trabalho;

- Turbulência foi de certa forma espelhado no enredo e no resultado do livro anterior. Como no Os olhos... o atual cenário político de nosso país deu a matéria-prima necessária para criar e desenvolver a trama central. O resultado está agradando aos leitores.

- Crônicas e Contos... é uma aventura diferente. O uso da rede social para divulgar o que se escreve funciona como uma missão sem data para terminar e cria uma obrigatoriedade saudável. O compromisso assumido comigo mesmo exige que eu produza constantemente. E o fato de o material a ser publicado não ser predeterminado dá a liberdade criativa que julgo necessária.

Como analisa a questão da leitura no país?

Esta questão é extremamente grave e motivo de muita preocupação e tristeza. Atualmente, quando encontramos alguém, jovem ou não, que demonstra apreciar a literatura nos sentimos como em contato com um ET. Infelizmente nossas escolas e nossas famílias, na sua maioria, não conseguiram demonstrar a importância da leitura e o resultado é o que temos: gerações inteiras de não leitores. Quem não lê não escreve. E quem não lê e não escreve fica à mercê dos que o fazem. O resultado desta triste equação são as notas baixíssimas nas provas de redação do ENEM, que impedem aos jovens o acesso a boas escolas.

O que tem lido ultimamente?

Sou um leitor voraz de romances. Alguns leio e releio. Minhas últimas leituras: Noite sobre as águas (Ken Follett); Origem (Dan Brown) e os três primeiros volumes (no total são cinco) do Ramsés (Christian Jacq).

Quais os seus próximos projetos?

Fora o trabalho da página semanal de crônicas e contos, tenho um projeto de ficção que ainda está em fase embrionária. Estou pesquisando o assunto e trabalhando...

Você faz parte do Núcleo de Escritores do Grande ABC. Fale-nos um pouco sobre ele.

O Núcleo é uma das boas coisas que me aconteceram nos últimos tempos. Além do contato com um pessoal agradável e com objetivos semelhantes aos meus, tenho a oportunidade de ser útil com a comunidade. Um dos principais objetivos do Núcleo é formar leitores proporcionando aos jovens oportunidades de envolvimento com literatura, seja através do contato com livros, realização de oficinas sobre escrita nas escolas e concursos de redação. É claro que estamos numa fase inicial, mas é importante entender que estamos construindo algo nesse sentido. Os resultados serão, com certeza, bons.

*Sérgio Simka é professor universitário desde 1999. Autor de cinco dezenas de livros publicados nas áreas de gramática, literatura, produção textual, literatura infantil e infantojuvenil. Idealizou, com Cida Simka, a coleção Mistério, publicada pela Editora Uirapuru.

Cida Simka é licenciada em Letras pelas Faculdades Integradas de Ribeirão Pires (FIRP). Coautora do livro Ética como substantivo concreto (Wak, 2014) e autora dos livros O acordo ortográfico da língua portuguesa na prática (Wak, 2016), O enigma da velha casa (Uirapuru, 2016) e “Nóis sabe português” (Wak, 2017).
Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Posts mais acessados da semana

ANTOLOGIAS LITERÁRIAS

POEME-SE

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

CEDRIK - ROBERTO FIORI

Leitores que passaram por aqui

Labels