Participe da antologia (e-book) POEMAS CONTEMPORÂNEOS. Leia o edital

Participe da antologia (e-book) POEMAS CONTEMPORÂNEOS .  Leia o edital:  CLIQUE AQUI.

Mostrando postagens com marcador Eu Não Sou Um Anjo. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Eu Não Sou Um Anjo. Mostrar todas as postagens

domingo, 24 de abril de 2022

Entrevista com Shokoofeh Jabbari, Poeta Iraniana e Autora da Obra “Eu Não Sou Um Anjo” (Paradise Ocean Books)


Nascida no Irã, na cidade de Shiraz, no Irã, em 2 de maio de 1986, e crescida na cidade de Yazd, Jabbari é graduada na área de Artes Gráficas, diretora de cinema e Mestre em Literatura Dramática pela Universidade de Tarbiat Modares. 

Em 2011, ela foi uma das dez melhores poetas da Fundação Jaleh Esfahani de Londres, tendo feito dois curtas-metragens com o nome "Bell (2013)" e "The Food Is Prepared (2014)".

            Além disso, seus poemas são publicados em várias revistas, incluindo: Straylight, Literati Quarterly, A Narrow Fellow & Artifact Nouveau (San Joaquin Delta College).

Sinopse:

             De uma forma delicada, mas também forte e contundente, através do uso de palavras incisivas, Shokoofeh Jabbari vem mostrar, através de sua poesia, as percepções distintas da vida moldadas, sobretudo, pelas experiências individuais em meio a um grande emaranhado de sentimentos oriundos do mundo e de outras pessoas, que ora se entrelaçam, ora se repelem.

             Nesta coletânea de poemas, a autora trata, mesmo que, às vezes, de forma subentendida, da formação da identidade de uma pessoa, especialmente da mulher, cuja força é retratada e bastante vívida em seus versos. As cicatrizes de diferentes formas de amor são mescladas com a arte do cotidiano e com seus sentimentos de liberdade. Grande expressão dessa linha artística está nas imagens e artes gráficas da própria autora, que também fazem parte deste livro, deixando sua leitura, além de visual, tátil, de uma maneira que só a arte da poesia feita com todas as forças e todos os sentidos é capaz de fazer.

Conexão literatura: Você poderia contar aos nossos leitores sobre seu início no mundo literário?

Autora: Desde que me lembro, sempre fui fascinada por artes cênicas e livros. Eu também era obcecada em manter um diário quando era criança. Foi uma maneira saudável de expressar meus sentimentos e me conhecer, revelando meus medos, pensamentos e emoções mais íntimos. Além disso, me deixou curiosa sobre como escrever histórias analisando livros, e consegui publicar meu primeiro romance aos 18 anos e me tornei a primeira jovem escritora em um pequeno município onde meu pai trabalhava como fazendeiro em terras ao redor. Meu interesse inato por Drama, Literatura e Arte me levou a estudar cinema e literatura dramática em meu bacharelado e mestrado. Em 2011, fui uma das dez melhores poetas da Fundação Jaleh Esfahani (Londres). Além disso, meus poemas  foram publicados em várias revistas, incluindo “Straylight, Literati Quarterly, A Narrow Fellow e Artifact Nouveau (San Joaquin Delta College)”. Enfim, a literatura sempre me faz entender cada caminhada da minha vida e aprender sobre quem eu sou e quem eu quero ser. 

Conexão literatura: Você é autora de um livro de poesias em Língua Portuguesa, poderia comentar?

Autora: A coleção de poesias “Eu Não Sou um Anjo” vem das alegrias e garras de uma mulher que precisa iluminar sua identidade feminina. Todo mundo sempre quer que eu seja uma dama perfeita, mas eu não me importo de ser um anjo para os outros. Eu preciso de uma mulher com uma voz. Muitas mulheres dizem que é difícil ser mulher, mas para mim é melhor acender uma vela, amar e perder tudo, dançar com nossas sombras até o último suspiro só por gostar de ser mulher por dentro e por fora. Este livro foi traduzido em Língua Portuguesa por Jamila Mafra, uma escritora admirada e talentosa. Eu amo seus livros e atitude sobre a vida. Devo mencionar que sou membro da equipe artística do Paradise Ocean que é liderada pelo poeta Seyed Morteza Hamidzadeh.

Conexão literatura: Como foi o processo de escrita do trabalho e quanto tempo levou para concluir seu livro?

Autora: Vocês devem saber que a maioria dos poetas costuma passar por diferentes etapas na produção de uma obra de poemas e que o processo raramente é rápido. Para mim, acho que levei dois anos para terminar meu livro. Quando tenho inspiração, gosto de pintar com palavras. Eu planejo minha abordagem, escolho minhas cores, escolho minhas ferramentas e materiais, tento contar uma história e expresso minhas emoções. Se o material não me convence, eu o coloco de lado. Então tento descobrir sentimentos que perdi e encontrei. Concordo com a ideia de que um poema deve fazer o leitor sentir algo profundamente, não dizendo a ele o que sentir, mas evocando o sentimento diretamente.

Conexão literatura: Você poderia destacar um trecho que você considera especial em seu livro?

Autora: Bem, a poesia sempre me trouxe crescimento pessoal, e acho que a Poesia é uma  busca e nos ajuda a encontrar nossa voz interior. Como uma mulher iraniana que cresceu na cultura tradicional, experimentei algumas limitações que me forçaram a expressar diferentes significados de mim mesma em minhas atividades diárias. Então, eu sempre uso palavras para curar e ser um pássaro azul livre. Meus poemas mostram meu mistério interior para mulheres que querem ser elas mesmas e serem amadas. Adoro atuar como uma fotógrafa que quer saber onde ficar e evitar que um momento fuja. Adoro poder desfocar meus olhos e olhar para mim mesmo a 30 metros de distância, e quero que os leitores experimentem isso também.

Conexão literatura: Como o leitor interessado deve proceder para adquirir seu livro e conhecer um pouco mais sobre você e sua obra literária?

Autor: Eles podem comprar a edição Kindle na Amazon. Se os leitores quiserem saber mais sobre mim e minha experiência de trabalho, eles podem visitar meu site "www.shokoofehjabbari.com". Adoro receber seus e-mails e opiniões sobre meu livro e suas emoções lá. Gosto de ver o dia em que todos nos sentamos em nossos tapetes mágicos e percorremos um milhão de quilômetros para ver nossos rostos nas janelas que queremos. Agradeço todo o apoio, orientação e incentivo.

Conexão literatura: Há novos projetos na agenda?

Autora: Estou pesquisando para descobrir como nosso corpo fala. Pretendo escrever sobre os papéis mais importantes que desempenhamos com nossos corpos para dar sentido ao mundo, porque estou ansiosa para descobrir elementos que nos ajudem a nos sentir presentes, prazerosos, seguros e no controle de nossos corpos. Estou determinada a estudar dramaterapia e aprender maneiras de estar em paz com nossos corpos. Na minha opinião, nossos corpos são história. Eles contêm histórias e canções; escrevemos a partir de suas experiências vividas. Assim, meus novos poemas serão o mundo mágico que será criado entre minha alma e meu corpo.

Perguntas rápidas:

Um livro: “Mulheres que Correm Com os Lobos” de Clarissa Pinkola Estés

Um autor: Anton Tchekhov

Um ator ou atriz: Sophia Loren e Marcello Mastroianni

Filme: “Um Dia Especial” de Ettore Scola

Um dia especial: O primeiro dia da primavera

Conexão literatura: Quer encerrar com mais comentários ou mensagens aos leitores?

Autora: Obrigado por ser tão paciente e pela oportunidade que você me concedeu de conversar com os leitores. Espero que os leitores gostem de ler meu livro. Ler poemas de mulheres em todo o mundo nos ajuda a descobrir como as mulheres foram definidas naturalmente por culturas e sociedades. Não só é útil para os homens saberem como amar uma mulher, mas também abre o coração das mulheres para amar um homem. E isso é a vida. Amar e ser amado. Não é mesmo?

PARA SABER MAIS OU ADQUIRIR O LIVRO: CLIQUE AQUI.

Compartilhe:

sexta-feira, 28 de maio de 2021

Shokoofeh Jabbari e o livro "Eu Não Sou Um Anjo" (Paradise Ocean Books)


Nascida no Irã, na cidade de Shiraz, no Irã, em 2 de maio de 1986, e crescida na cidade de Yazd, Jabbari é graduada na área de Artes Gráficas, diretora de cinema e Mestre em Literatura Dramática pela Universidade de Tarbiat Modares.

Em 2011, ela foi uma das dez melhores poetas da Fundação Jaleh Esfahani de Londres, tendo feito dois curtas-metragens com o nome "Bell (2013)" e "The Food Is Prepared (2014)".

Além disso, seus poemas são publicados em várias revistas, incluindo: Straylight, Literati Quarterly, A Narrow Fellow & Artifact Nouveau (San Joaquin Delta College).

Sinopse do livro "Eu Não Sou Um Anjo": 

De uma forma delicada, mas também forte e contundente, através do uso de palavras incisivas, Shokoofeh Jabbari vem mostrar, através de sua poesia, as percepções distintas da vida moldadas, sobretudo, pelas experiências individuais em meio a um grande emaranhado de sentimentos oriundos do mundo e de outras pessoas, que ora se entrelaçam, ora se repelem.

Nesta coletânea de poemas, a autora trata, mesmo que, às vezes, de forma subentendida, da formação da identidade de uma pessoa, especialmente da mulher, cuja força é retratada e bastante vívida em seus versos. As cicatrizes de diferentes formas de amor são mescladas com a arte do cotidiano e com seus sentimentos de liberdade. Grande expressão dessa linha artística está nas imagens e artes gráficas da própria autora, que também fazem parte deste livro, deixando sua leitura, além de visual, tátil, de uma maneira que só a arte da poesia feita com todas as forças e todos os sentidos é capaz de fazer.

PARA ADQUIRIR O LIVRO: CLIQUE AQUI.

Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Posts mais acessados da semana

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA
clique sobre a capa

DO INCISIVO AO CANINO - BERT JR.

MAFRA EDITIONS

ANTOLOGIAS LITERÁRIAS

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

DIVULGUE O SEU LIVRO

FUTURO! - ROBERTO FIORI

Leitores que passaram por aqui

Labels