Conexão Nerd: Teoria da Conspiração, por Ademir Pascale

Cena do filme Teoria da Conspiração POR ADEMIR PASCALE Hoje não irei comentar sobre colecionáveis ou heróis, mas sobre um filme, um li...

Mostrando postagens com marcador Instituto Estação das Letras. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Instituto Estação das Letras. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 29 de dezembro de 2020

O jornalista e escritor Arthur Dapieve comanda a Oficina de Crônica pelo Instituto Estação das Letras


O jornalista e escritor Arthur Dapieve  comanda a Oficina de Crônica pelo Instituto Estação das Letras, com a finalidade de  definir, apreciar e praticar a crônica, considerado gênero jornalístico-literário que alguns estudiosos veem como essencialmente brasileiro. A “Oficina da Crônica” será realizada virtualmente dias 11, 13 e 15/01, das 19h às 21h. 

Dapieve provocará os alunos já na primeira aula, quando prevê falar sobre a história deste gênero. Leitura de crônicas clássicas e comentários sobre a produção dos participantes fazem parte do escopo das aulas.

 

No mesmo dia, Suzana Vargas começa a sua oficina introdutória sobre “Gêneros Literários”. E segue com a programação 13, 14 e 15/01, das 19h às 21h. O objetivo é identificar os procedimentos técnicos que caracterizam cada um dos gêneros literários: prosa, poesia, romance, conto e crônica, além de desenvolver o estudo e a criação de textos a partir da leitura de diversas modalidades textuais.

 

Inscrições e informações pelo e-mail iel@estacaodasletras.com.br e pelo whatsApp  (21) 99127-4088. 

 

Sobre o Instituto Estação das Letras:

O IEL nasceu do legado da Estação das Letras, instituição pioneira na formação de leitores, escritores e profissionais do livro, fundada em 1996 pela poeta, escritora e professora Suzana Vargas, hoje diretora do Instituto. 

Com programações culturais e ações de capacitação voltadas para criação literária e para o mercado editorial, coleciona em sua cartela de cursos, oficinas e workshops os principais nomes do mercado do livro e da literatura brasileira. 

Por suas salas de aula passaram talentos publicados e premiados no Brasil e no exterior. São mais de 500 livros editados e, pelo menos, 48 mil pessoas impactadas com a programação cultural e formativa, que somam 6.600 eventos e 4.000 professores capacitados.

 

Em 2020, passou a disponibilizar sua programação de aulas e eventos de forma virtual, em virtude da necessidade de isolamento social, chegando aos quatro cantos do país e recebendo também alunos de fora do Brasil, um desejo que nutria há algum tempo.

Compartilhe:

terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Mergulho no conto - O foco narrativo


O contista, que coleciona os prêmios Mario Quintana, Josué Guimarães e Off-Flip João Paulo Vaz conduz, dias 14, 15 e 16/1, das 18h30 às 21h30, a oficina Mergulho no Conto - o foco narrativo.

A conversa faz parte da programação de férias do Instituto Estação das Letras e vai girar em torno de "A carteira", de Machado de Assis; "Queijo do sertão", de Marlene de Lima; e "Planta circular", de Marta Barcellos.

O objetivo é ir além da abordagem teórica e fazer uma ilustração do conceito de foco narrativo.

A aula acontece na Marquês de Abrantes, 177, no Flamengo.
O investimento é de R$ 250,00. Inscrições: 21 3237-3947.

Programação completa das férias pode ser consultada em http://estacaodasletras.com.br/category/cursos-de-ferias-janeirode-2018/ e tem nomes super relevantes na literatura e para o mercado editorial. Entre eles: Marina Colasanti e Luiz Antonio de Assis Brasil.

O IEL e a ESTAÇÃO DAS LETRAS

O Instituto é um desdobramento da história da Estação das Letras e seus mais de quatro mil eventos, cursos e oficinas realizados ao longo de mais de duas décadas de atuação, com programações culturais e oficinas de criação literária em gêneros diversos  bem como formação de mão de obra para o mercado editorial .

O IEL funciona com um colegiado de alunos, professores e escritores e tem a finalidade de ampliar projetos que já existiram, como Rodas de Leitura; Caravana de Escritores; Estação Pensamento e Arte, além de implantar ações para promover o desenvolvimento artístico e educacional com o apoio de leis federais, estaduais e municipais de incentivo à cultura sempre disseminando a leitura e a escrita.
Compartilhe:

segunda-feira, 29 de outubro de 2018

Pela primeira vez, Ruy Castro fala de gêneros além da biografia e Frei Betto conduz aula sobre escrita

Inscrições estão abertas e aulas acontecem em novembro no Instituto Estação das Letras

Conhecido pelas aulas e dicas preciosas sobre biografia, Ruy Castro conduz, pela primeira vez, curso sobre outros movimentos literários: 5x Ruy Castro: Jornalismo, biografia, reconstituição histórica, ficção histórica e crônica - Cinco encontros com quem praticou (e pratica) esses cinco gêneros acontecem em novembro, no Instituto Estação das Letras.

Também inédito é o workshop Ofício de escrever, ministrado por Frei Betto, outro ícone do cenário nacional, autor de mais de 60 livros publicados e obras traduzidas em 23 idiomas, vencedor por duas vezes do Prêmio Jabuti. A aula acontece dia 9/11, das 16h às 19h, no IEL. “Os participantes terão sua experiência como autores posta à prova de modo direto, sem tantas subjetividades, mas de forma a perceberem em um breve espaço de tempo os possíveis problemas e/ou qualidades de seus textos”, adianta Suzana Vargas.

Segundo ela, em ambos os casos, um dos objetivos do Instituto é colocar os alunos e interessados em contato com grandes nomes do jornalismo e da literatura para que aprendam diversas  formas de produzir textos. 

- No caso de Ruy Castro, autor de sucesso em muitos gêneros, as pessoas poderão conhecer de perto a carpintaria  do autor  (como biógrafo, cronista, ensaísta, jornalista, romancista) que lerá e comentará textos de sua autoria. Posteriormente, o  público também realizará alguns exercícios tendo seus trabalhos comentados do ponto de vista técnico-estilístico pelo professor, diz.

As aulas com Ruy serão nas segundas-feiras 05, 12, 19, 26 /11 e 03/12, das 18h às 21h, tratando, respectivamente, de Jornalismo e as figuras de repórter, repórter especial, redator, chefe de redação, editor de cadernos, editor de revista, enviado especial, colunista, a partir da experiência do professor; Ciência e a arte da Biografia e a escolha do biografado – quem é e quem não é biografável. Por que Ruy Castro resolveu biografar Nelson Rodrigues, Garrincha e Carmen Miranda, e não outras pessoas? Todo mundo fala em "pesquisa" – mas o que importa mesmo é a "investigação". A busca incansável das fontes de informação. Como se preparar para uma entrevista. Como organizar o material durante a longa fase da apuração. A técnica de escrever – macetes, truques e muitas dicas úteis.

E, por fim, como sobreviver aos herdeiros do biografado.

Na sequência, Ruy Castro trata da Reconstituição histórica e como remodelar um período em que todas as fontes possíveis já estão mortas. Até que ponto um escritor pode se permitir "imaginar" como foi que isto ou aquilo aconteceu?, pergunta. Além disso,  Ficção histórica, tomando como ponto de  partida dois romances que misturam história e ficção, dão corpo ao curso, que na última aula, dia 03/12, mostra de onde tirar assuntos para sustentar a coluna que Ruy assina desde 2007 no jornal Folha S. Paulo: que assuntos merecem entrar num texto? E como conseguir condensar o pensamento num texto de menos de dois mil caracteres?

Cada um dos módulos do curso custa R$ 250,00, sendo que quem fizer dois deles ganha 10% de desconto e três ou mais módulos, 20%.

Já em seu workshop, no dia 9/11, Frei Betto tem como finalidade trabalhar textos produzidos pelos participantes através de leituras diversas e exercícios práticos. A análise de cada texto pretende desenvolver técnicas de aperfeiçoamento da expressão escrita sob vários pontos de vista, entre eles, a capacidade de comunicação, de fabulação, de operar com o vocabulário adequado, a imagem certa numa escrita mais elegante e densa.

O encontro custa R$ 200,00.

As aulas acontecem na sede do IEL, Rua Marquês de Abrantes, 177 - lojas 107 e 108, no Flamengo. As inscrições estão abertas pelo iel@estacaodasletras.com.br e 21 3237-3947. No mesmo período, ocorre também o Somos Todos Clarice Lispector: Oficina de Leitura e Criação de textos curtos. Quem conduz é o doutor em Literatura Comparada pela Uerj, poeta e jornalista Cesar Garcia Lima. As aulas serão às quartas, dias 14, 21 e 28 de novembro, das 14h às 16h, e o investimento é de R$ 300,00.

O IEL e a Estação das Letras

O Instituto é um desdobramento da história da Estação das Letras e seus mais de quatro mil eventos, cursos e oficinas realizados ao longo de mais de duas décadas de atuação, com programações culturais e oficinas de criação literária em gêneros diversos  bem como formação de mão de obra para o mercado editorial. 

O IEL funciona com um colegiado de alunos, professores e escritores e tem a finalidade de ampliar projetos que já existiram, como Rodas de Leitura; Caravana de Escritores; Estação Pensamento e Arte, além de implantar ações para promover o desenvolvimento artístico e educacional com o apoio de leis federais, estaduais e municipais de incentivo à cultura sempre disseminando a leitura e a escrita.
Compartilhe:

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Escrita Criativa e Construção de Personagens, com Jorge Pereira, no Instituto Estação das Letras

O editor-chefe da Revista Philos (publicação de Literatura da União Latina), Jorge Pereira, produtor cultural pernambucano, estará no Rio de Janeiro de 21 a 25 de maio para a oficina Escrita Criativa e Construção de Personagens I e II, no Instituto Estação das Letras (www.estacaodasletras.com.br).

As aulas serão pautadas na discussão de grandes obras da literatura, autores e artistas, com foco nos aspectos da escrita criativa e da construção de personagens.

A Oficina está dividida em duas partes independentes.

O módulo I (“A matéria apropriada à ficção não existe” e “Letras sobre a tela”) acontece dias 21 e 22 e o segundo módulo (“Movimentos de Fuga e Peregrinação” e “A idade da escrita” ), dias 24 e 25, sempre das 13h às 18h. No dia 23, não há aula.

Inscrições e informações: estacaodasletras@estacaodasletras.com.br e 21 3237-3947.
O IEL fica na R.Marquês de Abrantes, 177, no Flamengo.

Investimento:
Módulo I: R$ 150,00
Módulo II: R$ 150,00
Módulos I + II: R$ 250,00

Ementa da Oficina:

Módulo I
“A matéria apropriada à ficção não existe”

Através da obra de Clarice Lispector, “A paixão segundo G.H.”, será demonstrado que textos literários podem ter temáticas banais, partindo de assuntos inusitados, como a morte da barata no apartamento da personagem G.H., que gerou uma reflexão sobre suas angústias emocionais. A exposição do tema terá como suporte teórico alguns ensaios da escritora inglesa, Virginia Woolf. Ao final, os inscritos farão uma produção textual depois da retirada de objetos distintos de uma caixa preta, escrevendo literatura realista ou fantástica. Todo o processo de produção e criação da narrativa será acompanhado pelo facilitador.

“Letras sobre a tela – literatura e pintura na efervescência da modernidade”

Se as obras ficcionais da escritora inglesa Virginia Woolf fossem telas, certamente elas teriam sido pintadas pelo artista Claude Monet, um pintor francês, cuja obra mais famosa foi “Impressão, sol nascente”, que deu nome ao movimento impressionista. Dando destaque à obra “Passeio ao farol”, de Virginia, mostraremos como em ambos os artistas tudo é esboço, sensação, instante, pontilhados da rotina – uma necessidade do início do século XX em captar o presente para eternizar o seu frescor. Ao final, os inscritos farão um exercício de construção de personagens a partir de fenômenos emocionais, permeando a mesma temática.

Módulo II
“Movimentos de fuga e peregrinação”

Vencedores do Prêmio Nobel de Literatura, Alice Munro e Gabriel García Marquez não partilham grandes similaridades em suas escritas. Porém, em suas obras o leitor depara-se com movimentos que geram reações inesperadas, como nas histórias de ninar, em que tudo se passa calmamente até que surge o elemento do desequilíbrio. Em Fugitiva, Alice deixa cada personagem fora de órbita, atraídos e repelidos por forças cujas origens eles, e mesmo o narrador, desconhecem. Em Doce cuentos peregrinos, Gabriel García Marquez espera dezoito anos para dar fuga aos seus personagens em doze contos abrasivos e insaciáveis em uma rara experiência criativa. Pautados na fuga e na criação de narrativas que fogem das obviedades e surpreendem, essa masterclass quer proporcionar o alívio duradouro de voltar para casa onde as palavras, nuas, nos dão fugas.

“A idade da escrita”

Dentro das tendências neovanguardistas do modernismo tardio português, a escritora Ana Hatherly faz nascer a escrita pela poesia visual, em que a visualidade dos signos torna, com frequência, o seu conteúdo semântico integrando-se com a obra visual que se mostra em galerias de artes e museus. A poética e as experiências pictóricas da cidade do Rio de Janeiro serão o centro desse masterclass de criação livre acerca das fábulas e anti-fábulas cotidianas. Ao final os inscritos farão uma produção textual de caráter experimental.

Saiba mais: www.estacaodasletras.com.br
Compartilhe:

terça-feira, 17 de abril de 2018

Mergulhão nas Histórias - Workshop de Contação, com Francisco Gregório Filho, no Instituto Estação das Letras

O escritor e contador de histórias Francisco Gregório Filho promove o workshop de contação Mergulhão nas histórias no próximo dia 5/5, das 10h às 17h, no Instituto Estação das Letras (R. Marquês de Abrantes, 177, Flamengo).

A proposta da oficina é promover uma experiência de sensibilização com pessoas de diferentes áreas e interesses para uma prática de ouvir e contar histórias.

Ouvir, contar, ler e ver. As narrativas e as diferentes práticas leitoras. O texto, a oralidade, as imagens e as escrituras. A ação, reação e interação dos contadores de histórias e seus públicos. A leitura em voz alta. A relação espacial e o corpo/voz. Dinâmicas de ações dramáticas. Apresentação de filmes de animação estão entre os temas a serem trabalhados.

Serão realizados leitura de textos, contação de histórias, apresentação de audiovisual (documentários sobre o tema), exercícios de práticas de leitura e de narração.

Inscrições e informações: 21 3237-3947.
Compartilhe:

quarta-feira, 28 de março de 2018

A partir de 2/4, a escritora Claudia Lage conduz a Oficina do Conto: Concepção e Técnica, no Instituto Estação das Letras

A partir de 2/4, a escritora Claudia Lage conduz a Oficina do Conto: Concepção e Técnica, no Instituto Estação das Letras (R. Marques de Abrantes, 177, Flamengo).

O curso abordará diversas possibilidades criativas da concepção do conto, por meio da leitura e análise de contos de escritores brasileiros e estrangeiros. O aluno também escreverá seus contos a partir de exercícios propostos em sala, considerando os elementos da narrativa, como estrutura, personagens e narrador, entre outros.

As aulas vão até dia 25/6, sempre às 2ª feiras, das 18h45 às 20h45.

Inscrições e informações: 21 3237-3947 e estacaodasletras@estacaodasletras.com.br.

*Prof.ª Claudia Lage – Formada em Letras e em Teatro. Mestre em Estudos de Literatura. Publicou, entre outros, A pequena morte e outras naturezas e Mundos de Eufrásia (finalista do Prêmio São Paulo de Literatura 2010, na categoria Romance Estreante). Autora da telenovela Lado a Lado – Prêmio Emmy Internacional 2013. Lançou em 2013 o livro Labirinto da Palavra, com ensaios-crônicas sobre literatura e criação literária, publicadas anteriormente no Jornal Rascunho, que recebeu o segundo lugar no Prêmio de Literatura de Brasília em 2014 e foi finalista do Prêmio Portugal Telecom em 2014.
Compartilhe:

segunda-feira, 19 de março de 2018

Cintia Moscovich abre o Laboratório de Leitura Escrita, Vivência Literária, do Instituto Estação das Letras

Cintia Moscovich - Foto divulgação
A escritora, jornalista e mestre em Teoria Literária Cintia Moscovich abre o Laboratório de Leitura Escrita, Vivência Literária, do primeiro semestre do Instituto Estação das Letras, nesta sexta, 23 (das 18h às 21h), e sábado, 24/3 (das 10h às 13h).

Serão dez encontros sobre o ato de escrever, particularmente no que diz respeito à prosa de ficção, e os participantes serão estimulados a produzir textos, discuti-los e analisá-los em conjunto.

A partir das demandas teóricas surgidas de necessidades específicas serão introduzidos elementos de teoria literária e de processo de criação. Neste curso, a leitura crítica dos textos alheios torna-se ferramenta fundamental para a elaboração de uma escrita criativa.

O segundo escritor confirmando é Ronaldo Wrobel, em abril.

As aulas acontecem no IEL – R. Marquês de Abrantes, 177, no Flamengo.

Inscrições e informações: 21 3237-3947 e estacaodasletras@estacaodasletras.com.br.
Compartilhe:

terça-feira, 6 de março de 2018

Leitura e Escrita no IEL


Cintia Moscovich é uma das grandes apostas da programação do primeiro semestre do Instituto Estação das Letras (www.estacaodasletras.com.br), dentro da programação do Laboratório de Leitura e Escrita, Vivência Literária.

As aulas começam dias 23 e 24/3 e seguem em 27 e 28/4; 25 e 26/5; 22 e 23/6; e 20 e 21/7, das 18h às 21h durante a semana e de 10 às 13h, nos sábados.

O ato de escrever, principalmente prosa de ficção, estará no centro do debate e os participantes serão estimulados a produzir e discutir textos. Esta interface das produções constituir-se a na matéria-prima chave do curso.

Cláudia Lage (Oficina do Conto – Concepção e Técnica) e Lilian Fontes (Atelier de Leitura e Escrita) também fazem parte da grade de cursos do primeiro semestre do IEL (R.Marquês de Abrantes, 177, no Flamengo).

As inscrições estão abertas pelo 21 3237-3947 e estacaodasletras@estacaodasletras.com.br.
Compartilhe:

sábado, 30 de dezembro de 2017

Oficina Mergulho no Conto, com Bráulio Tavares

Bráulio Tavares - Foto divulgação/Arquivo pessoal
O colunista de literatura fantástica Bráulio Tavares, organizador das antologias de Edgar Allan Poe e de H.G. Weels, Borges, e outros de fantasia, ministra , em janeiro, a Oficina Mergulho no Conto pela programação de férias do Instituto Estação das Letras (https://goo.gl/ffR8Wx), no Rio de Janeiro.

Definição e conceituação do conto; leitura de textos clássicos e contemporâneos, escolhidos de modo a explicitar os diferentes períodos e movimentos da literatura brasileira e universal e permitir a análise e a discussão sobre a carpintaria da escritura deste gênero literário estão entre os pontos de análise do especialista.

As aulas acontecem nos dias 22, 24 e 25/jan., das 18h30 às 20h30, na Marquês de Abrantes, 177, no Flamengo.

Informações e inscrições: www.estacaodasletras.com.br e 21 3237-3947.

SOBRE O INSTITUTO ESTAÇÃO DAS LETRAS:
Após 21 anos como reduto da literatura nacional no Rio de Janeiro, no início de 2017, a Estação das Letras passou a ser Instituto Estação das Letras (IEL): um colegiado de alunos, professores e escritores com a finalidade de ampliar projetos que já existiram, entre eles Estação Pensamento & Arte, Rodas de Leitura e Caravana de Escritores, e investir em muitos outros através de apoio de leis federais, estaduais e municipais de incentivo à cultura.

A grade de aulas disponibiliza cursos regulares, que duram até quatro meses, oferecidos nas modalidades Introdução e Avançado, e cursos mais rápidos de um ou dois meses, workshops, ciclos de palestras, além de aulas rápidas aos sábados.
Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Posts mais acessados da semana

ANTOLOGIAS LITERÁRIAS

POEME-SE

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

CEDRIK - ROBERTO FIORI

Leitores que passaram por aqui

Labels