9 grupos no Facebook que todo bom leitor deve conhecer

Por Ademir Pascale Todos os dias são criados novos grupos no Facebook sobre assuntos e gostos diversos. Nós leitores e apaixonados...

Mostrando postagens com marcador Lago de histórias. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Lago de histórias. Mostrar todas as postagens

sábado, 3 de agosto de 2019

XXVII Curso de Biblioterapia: Bases Conceituais, Práticas e Acervo, com Cristina Seixas


O XXVII curso em agosto será realizado na Casa Cultural Lago de Histórias, no Rio de Janeiro, dias 24 e 25. Para psicólogos, arteterapeutas, bibliotecários, educadores, profissionais da área da saúde, estudantes, contadores de histórias e todos que enxergam a potência dos livros em cuidar e transformar pessoas.

Entre os objetivos das aulas estão semear e potencializar a dimensão terapêutica da literatura, compartilhar acervo biblioterapêutico, disseminar as bases conceituais e o método na prática e, claro, criar uma rede de pessoas interessadas no tema para promover trocas contínuas.

A Biblioterapia é uma prática pouco conhecida no Brasil e no mundo, mas amplamente utilizada na Inglaterra, que implantou políticas públicas de cuidado através de rodas de leitura e prescrição literária para grupos diversos, com excelentes resultados comprovados cientificamente.

Segundo Cristiana Seixas, a pluralidade literária aplicada de forma dedicada para cuidar contribui de formas diversas: ao nomear angústias, ao promover um espelhamento interno, ao abrir para o diálogo por encontrar afinidade de ideias e sentimentos, ao desconstruir crenças e linguagens cristalizadas, ao expandir perspectivas e possibilidades de ser.

E continua: Prática pouco

conhecida no Brasil e no mundo, mas amplamente utilizada na Inglaterra, que implantou políticas públicas de cuidado através de rodas de leitura e prescrição literária para grupos diversos, com excelentes resultados comprovados cientificamente.

E continua: "há trechos ou obras literárias que atuam como movimentos de ressonância e repercussão. Ressonância, pois penetram mais profundamente e despertam imagens apagadas e repercussão pelo impacto gerador de uma urgência de expressão".

O processo parte da escuta, do oferecimento de trecho ou livro criteriosamente selecionado e abre espaço para a pessoa sentir e narrar o que é evocado pela leitura.

É interdisciplinar e pode ser aplicada a diferentes áreas do saber como: psicologia, literatura, educação, saúde, cultura, contação de histórias, biblioteconomia, arteterapia, dentre outras, de forma individual ou coletiva.

As aulas acontecem das 9h às 16h, na R. Marcehal Cantuaria, 18, na Urca.
Compartilhe:

quarta-feira, 8 de maio de 2019

A escritora e editora da Lago de Histórias, Helena Lima, no círculo de biblioterapia de Cristiana Seixas

Quinta-feira, dia 9/5, a escritora e editora da Lago de Histórias, Helena Lima, participa do círculo de biblioterapia de Cristiana Seixas, a partir das 18h30 (Rua Gavião Peixoto, 182 – Sl. 507, no Center IV, em Icaraí), em Niterói.

Serão lidos trechos do livro Os medos de Bel, Bia sem pressa, Soldado, Contos de encantar o céu (selecionado para o catálogo da Feira do Livro Infantil em Bolonha, na Itália), dentre outros.

"Escrevendo eu tiro as gavetas de dentro de mim, limpo a poeira para depois guardar de novo. E a cada poeirinha que sai, mais espaço fica." antecipa Helena Lima.
Compartilhe:

sexta-feira, 29 de março de 2019

Festa pela Literatura Infantil no Rio de Janeiro

Lançamento de “Meu querido vovô Romano”, dia 14/4, às 16h, marca aniversário de dois anos da Lago de Histórias com atividades para a criançada e avós vivos e eternizados

Em abril comemora-se o Dia Nacional do Livro Infantil (18/4), na data de nascimento do escritor Monteiro Lobato, e também o Dia Internacional dessa categoria literária (2/4). Não poderia faltar uma festa para celebrar o gênero do encantamento e do prazer, e daquele que traz para os pequenos, e os grandes, a chance de reparar o mundo e as suas infinitas possibilidades.

No dia 14/4, a partir das 16h, a Editora e a Casa Cultural Lago de Histórias (www.lagodehistorias.com.br), na Urca, comemoram dois anos de vida com música, contação de histórias, oficina de papeis de carta e, claro, lançamento de livro novo.

Uma história de delicadezas em forma de letra cursiva, que viajava entre Rio de Janeiro e Guarapari para encurtar distância e para diminuir a saudade que vovô Romano e a neta sentiam um do outro. As cartas que trocavam estão em Meu querido vovô Romano, de Thais Velloso, com ilustrações de Luciana Grether, e foram a maneira que descobriram de desfrutar tanto quanto podiam o tempo que tinham juntos, ainda que só se vissem uma vez por ano, nas férias.

- Quando a gente gosta muito de uma coisa, quer logo contar para o mundo. É dessa forma que sinto com as minhas memórias vividas e inventadas, as lembranças e saudades de quando eu era criança e trocava cartas com o meu avô. E hoje poder compartilhá-lo com outras pessoas é eternizar meu querido vovô Romano ainda mais no meu coração (e quem sabe nos corações daqueles que se deixarem levar por essa história). E é isso que espero desse livro: tocar as pessoas com afeto, imaginação e poesia. Os livros são as nossas experiências mais pessoais numa roupagem de fantasia que pode tudo... divertir, emocionar, inspirar, curar, conta a autora.

E se a neta guardou cheiros, sons, imagens e sensações dos  momentos vividos com o avô, bastando fechar os olhos para ver o monte de areia branca repousando à frente da casa de seu querido vovô Romano, o leitor também é convidado a reviver, levando os avós fisicamente ou em lembranças, para somar alegrias nesta tarde de festa e atividades na Lago de Histórias.

Meu querido vovô Romano é uma das tantas demonstrações de resultados já comprovados até pela Ciência: na relação entre avós e netos dois lados se beneficiam. Para os avós, a conexão permite contato com uma geração muito mais nova e uma abertura às novas ideias. Para os netos, os idosos oferecem a sabedoria adquirida durante a vida – e esse conhecimento acaba sendo incorporado pelas crianças quando elas se tornam adultas.

A Editora
A Editora Lago de Histórias foi fundada em novembro de 2016 no Rio de Janeiro, na mesma noite de lançamento dos livros Mais felizes do que sempre, Bia sem pressa, Os medos de Bel, e Soldado. Em 2017, o catálogo ganhou reforço de Olga e do título Grande ou pequena?

Ainda em 2017, reforçaram o catálogo: A Moça Artista do Topo do Morro e Vicky, todos de autoria da escritora e pedagoga Helena Lima.

Em agosto de 2018, chegou ao mercado editorial pela Lago o bilíngue Todos os pais do mundo / All the dads in the world, do professor e músico André Tavares, seguido de Bilica Chorona, de autoria da educadora Isabelle Borges, vencedora da I Seleção de Originais da Lago de Histórias. Ainda no segundo semestre daquele ano vieram: Contos de Encantar o Céu, de Helena Lima e Angela Leite Souza, e Um cachorro para Maya, de Roseana Murray.

No ano passado, a Lago de Histórias inscreveu, pela primeira vez, dois livros, dos doze que tem publicados, no Programa Nacional do Livro e do Material Didático (PNLD). E colheu a escolha de ambos pelo Programa: Soldado e A Moça Artista do Topo do Morro levarão afeto às crianças de escolas do Oiapoque ao Chuí em 2019.

Com Olga, a história de uma cobra de óculos, Helena Lima levou o 3º lugar do Prêmio da Biblioteca Nacional, na categoria infantojuvenil. Ainda em 2018, essa cobra danada e Soldado foram selecionados para fazer parte do acervo básico FNLIJ.

Para 2019, a Lago tem algumas novidades, entre elas, a chegada ao mercado do selo adulto, que receberá, não por acaso, o nome de Lago Baikal, o lago mais profundo do mundo.

A Casa Cultural
Na Casa Cultural Lago de Histórias acontecem oficinas de escrita criativa e poética, oficinas de ilustração e contação de histórias. Lançamentos de livros, encontros de escritores e saraus.

Nas visitas literárias para alunos de todas as idades, a editora Helena Lima conta como se dá todo processo de produção de um livro, descobrindo as etapas envolvidas: criação da história, escolha do ilustrador, trabalho do editor junto ao autor e ao ilustrador, envio do material às gráficas e o produto final. Fazem parte do encontro apresentação dos livros e contação de histórias e o ingresso para a vivência é a compra de um livro da editora.

Outra possibilidade é a Lago ir às escolas: Helena apresenta os livros para crianças de idades variadas, conta histórias e promove conversas com os alunos. Entre suas ações está uma conversa sobre processo criativo e o funcionamento de uma editora.

Há ainda participação da Lago de Histórias em feiras literárias e outros eventos da escola e no calendário anual do mercado editorial nacional.

SERVIÇO:

Meu querido Vovô Romano
Editora: Lago de Histórias
Formato: 23x28cm // Páginas: 32 // Preço: R$ 39,90
Autora: Thaís Velloso
Ilustradora: Luciana Grether

Sessão de autógrafos (com música, contação de histórias e oficina de papéis de carta)
14 de abril – sábado // 16h // Casa Cultural Lago de Histórias (R. Marechal Cantuária, 18 – Urca / Rio de Janeiro)

SOBRE A AUTORA:
Thaís Velloso é professora formada em Letras pela PUC-Rio. Seu primeiro livro foi “A baleia que carregou o oceano”.
Compartilhe:

sexta-feira, 12 de outubro de 2018

Palestra gratuita sobre literatura e filosofia no dia 16/10, com Luisa Benevides

Encontro é oportunidade de conhecer o conteúdo da oficina que a poeta e psicóloga vai conduzir no dia 27/10, na Casa Cultural Lago de Histórias

Por que cortar palavras é tão importante num texto literário? O momento de reescrita pode ser um momento lúdico e prazeroso? O que acontece quando escrevemos sem pensar? Devemos escrever sobre nós mesmos, ou antes esquecer de nós mesmos ao escrever? Quando escrevemos um texto transformamos a nós mesmos? Transformamos o mundo? Existe um perigo neste processo?

Na próxima terça-feira, 16 de outubro, às 19h30, a poeta e psicóloga Luisa Benevides faz palestra gratuita na Casa Cultural Lago de Histórias, na Urca sobre questões que envolvem os processos de escrita e o que move cada um a escrever. Além disso, mostra como a filosofia é uma grande aliada da literatura: as duas se debruçam sobre as mesmas questões, compartilham das mesmas alegrias e sofrem dos mesmos embaraços.

A palestra é a oportunidade de conhecer o conteúdo da “Oficina de Literatura e Filosofia”, que Luisa conduz no dia 27 de outubro, sábado, das 9h às 17h30, também  na Lago de Histórias. A oficina, que mescla teoria e prática, irá além do aspecto prático da construção de um texto. O objetivo será também refletir sobre o processo de escrita em si, com ferramentas filosóficas e literárias: a leitura de autores como Gilles Deleuze, Michel Foucault, Antoine Compagnon, Adília Lopes, Chacal, Ana Cristina César, Paulo Leminski, Carlos Drummond de Andrade, entre outros.

“Na oficina vamos ler textos de filosofia, poemas e minicontos, e também assistiremos a um pequeno vídeo de um filósofo bastante inspirador. A ideia é fazer uma breve exposição teórica, permeada pelas leituras, conversas e trocas entre os alunos. Já na parte prática, mais do que criar textos prontos, os exercícios sugeridos terão como objetivo bagunçar modos cristalizados de escrita, instigar o pensamento e movimentar entre os alunos o desejo de escrever”, adianta Luisa.

Público-alvo
Não é necessário nenhum conhecimento prévio em filosofia para participar da oficina. Basta gostar de escrever e ter o desejo de refletir sobre o processo de escrita em si.

SERVIÇO

Palestra “Literatura e Filosofia”, com Luisa Benevides
DIA/HORA: 16 de outubro, às 19h30
LOCAL: Casa Cultural Lago de Histórias – Rua Marechal Cantuária, 18/sobrado – Urca
ENTRADA GRATUITA

Oficina de Literatura e Filosofia com Luisa Benevides
DIA/HORA: 27 de outubro, das 9h às 17h30
LOCAL: Casa Cultural Lago de Histórias – Rua Marechal Cantuária, 18/sobrado – Urca
VALOR: R$ 280,00
INSCRIÇÕES E MAIS INFORMAÇÕES: contato@lagodehistorias.com.br // (21) 3518-5549
Whatsapp – (21) 97631-6131

FB: @lagodehistorias
Instagram: @lago_de_historias
www.lagodehistorias.com.br
Compartilhe:

terça-feira, 25 de setembro de 2018

Machado de Assis é tema de dois encontros no Rio de Janeiro


O curso acontece na Lago de Histórias, dias 6 e 20 de outubro, e faz paralelo entre a obra do escritor e a sociedade brasileira atual

A sociedade brasileira é fruto de eventos históricos diversos que foram retratados e problematizados no século XIX na obra de Machado de Assis. A afirmação é da professora Eva Leones, para quem essa sociedade apresenta uma série de questões relacionadas ao modo como, enquanto brasileiros de diferentes classes e matizes culturais e sociais, nos relacionamos uns com os outros.

Machado de Assis é tema do curso O Brasil de Machado de Assis, na Casa Cultural Lago de Histórias, na Urca, nos sábados 6 e 20 de outubro, das 9h30 às 15h30, e busca estabelecer relações entre a produção do autor e sua interpretação do país e da literatura brasileira. Por ter sido um dos escritores e intelectuais mais conhecidos e influentes de seu tempo e por ter vivido na pele as muitas agruras sofridas pela população pobre e marginalizada antes de se tornar um autor de sucesso, o escritor foi capaz de produzir um retrato do país e colocar em evidência as hipocrisias e preconceitos de nossa sociedade.

“O processo de dizimação ou de conversão dos povos indígenas, que é mostrado, ainda que de modo indireto no poema 'Potira', constante de Americanas, e o sistema de produção econômica e de riquezas baseada em mão de obra escrava (com o correspondente comércio de pessoas ou transformação dessas pessoas em mercadoria) representam algumas das contradições de um país que, na teoria, queria ser liberal e capitalista e foram tema de diversos textos de Machado”, exemplifica Eva, afirmando que tais contradições impediram e continuam impedindo nosso desenvolvimento.

A partir da leitura de contos e trechos de romances - passando pela abordagem de poemas, crônicas, peças de teatro e exercícios de crítica literária - escritos pelo autor, serão estudados, entre outros, os seguintes temas: o lugar de Machado no Romantismo e no Realismo; a ironia machadiana frente ao cientificismo e ao evolucionismo importados da Europa - responsáveis por certo bovarismo brasileiro; os ensaios de transgressão da mulher na sociedade patriarcal; e as relações de poder na sociedade escravocrata. 

A Casa Cultural Lago de Histórias fica na R. Marechal Cantuária, 18 – Sobrado, na Urca.

Inscrições pelo contato@lagodehistorias.com.br

Investimento: R$ 440,00. Será distribuído material para leitura, além de mais cinco horas de aulas em áudio e em audiovisual, complementares às aulas presenciais.
Compartilhe:

quarta-feira, 4 de abril de 2018

Filosofia e Literatura em oficina no Rio de Janeiro

Aulas acontecem no mês de maio no Espaço Cultural Lago de Histórias

Alguém definiu que a filosofia que não é útil na vida prática pode ser jogada no lixo, uma vez que filósofos são como amigos. São os amigos Gilles Deleuze, Michel Foucault e Octávio Paz, acompanhados de Clarice Lispector, Guimarães Rosa, entre outros, que norteiam a Oficina Literatura & Filosofia, no Espaço Cultural Lago de Histórias, em maio, com a psicóloga e poeta Luisa Benevides.

O objetivo das aulas é refletir sobre o processo de escrita em si usando como ferramentas textos filosóficos e literários. Questões que envolvem o solitário ofício do escritor: Por que cortar palavras? O que acontece quando escrevemos sem pensar? Planejar ou não planejar o texto? O que é o ritmo de um texto e como alcançá-lo? O que se passa quando atingimos uma experiência com a escrita? O que é, afinal, literatura e qual é a sua função? serão trabalhadas em quatro encontros.

Além da discussão desses textos de filosofia e de literatura previamente fornecidos aos participantes, serão propostos exercícios de escrita e a leitura compartilhada dos textos produzidos.

Para Luisa Benevides, é a curiosidade que ajuda o escritor a pensar diferente, fugir dos clichês e atingir uma autenticidade na escrita. “O fluxo de leitura deve ser incessante e voraz, incluindo não somente literatura, mas todo e qualquer livro que ajude a compreender e a sentir o que é ser humano”, explica, afirmando que é só através de muito estudo que teremos de fato algo de novo para contar, construindo personagens intrigantes e tramas sutis e sensíveis. “A filosofia, nesse sentido, é certamente uma grande aliada da literatura: as duas se debruçam sobre as mesmas questões, compartilham das mesmas alegrias e sofrem dos mesmos embaraços”.

As aulas acontecem na R. Marechal Cantuária, 18, a partir de 8/5, das 19h às 21h, sempre às terças-feiras, e vão até 29 do mesmo mês.

Informações e inscrições:
contato@lagodehistorias.com.br / (21) 3518-5549

Whatsapp – (21) 97631-6131
FB: @lagodehistorias
Instagram: @lago_de_historias
www.lagodehistorias.com.br
Investimento: 480,00 o curso todo
Compartilhe:

segunda-feira, 26 de março de 2018

Clube do Conto na Urca quer leitura como prazer e inicia suas atividades em maio com bolo e chá para inspirar

Aulas acontecem no Espaço Cultural Lago de Histórias

Ler, interpretar, conhecer autores diversos e ampliar o universo literário dos participantes foi o que motivou a abertura do Clube do Conto do Espaço Cultural Lago de Histórias, na Urca, que estão com as atividades previstas para maio, sempre às sextas-feiras, das 16h30 às 18h30.

Em cada aula, o professor Marcos Alvito, autor de Histórias do samba e A Rainha de chuteiras: um ano de futebol na Inglaterra, vai levar um ou mais contos, apresentar autor (a), e ler o texto na íntegra, para comentários e debate.

- O Clube não tem pretensões professorais ou didáticas. O que queremos mesmo é aprofundar a sensibilidade literária através desses materiais, destacando autores, gêneros e épocas, com a única obrigação de tomar a leitura como prazer, diz Alvito, professor de História na Universidade Federal Fluminense (UFF) durante 32 anos e desde 2016 à frente de cursos abertos de literatura, regados a bolo e chá em seus intervalos para inspirar ainda mais.

As aulas acontecem na R. Marechal Cantuária, 18, onde também há um clube para os pequenos frequentadores.

Informações e inscrições:
contato@lagodehistorias.com.br / (21) 3518-5549

Whatsapp – (21) 97631-6131
FB: @lagodehistorias
Instagram: @lago_de_historias
www.lagodehistorias.com.br

Investimento: 350,00/mês.

Editora e Espaço Cultural Lago de Histórias
O Espaço Cultural Lago de Histórias é um desdobramento da editora homônima, fundada em novembro de 2016 no Rio de Janeiro, na mesma noite de lançamento dos livros Mais felizes do que sempre, Bia sem pressa, Os medos de Bel, e Soldado, todos de autoria de Helena Lima, - pedagoga, professora com mais de duas décadas de experiência no ensino básico, editora fundadora do Espaço.

Com uma proposta rara no Rio de Janeiro, de oferecer oficinas de criação literária e de artes regulares para crianças e adulto, o Espaço Cultural Lago de Histórias abriu suas portas em abril de 2017.

É voltado também para pais, professores e todos que desejam despertar ou aperfeiçoar sua escrita e leitura.

A Editora tem atualmente oito livros publicados.
Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Posts mais acessados da semana

ANTOLOGIAS LITERÁRIAS

POEME-SE

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

CEDRIK - ROBERTO FIORI

Leitores que passaram por aqui

Labels