Mafalda: uma garotinha com visão aguçada, por Ademir Pascale

Mafalda Muitos leitores nascidos no final da década de 80 ou 90, provavelmente nunca ouviram falar da personagem Mafalda. Criada em 19...

Mostrando postagens com marcador Lucia Moysés. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Lucia Moysés. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 5 de março de 2020

Lucia Moysés e o livro Educação para um mundo melhor, por Cida Simka e Sérgio Simka

Lucia Moysés - Foto divulgação
Fale-nos sobre você.

Venho de uma família grande. Sou a terceira de sete filhos. Tive uma infância feliz, em Cachoeiro de Itapemirim (ES), onde vivi até o início da adolescência. Transferida a família para Niterói, aqui moro desde então. A religiosidade sempre fez parte da minha vida. Meus avós paternos trouxeram do Líbano a tradição católica e, do lado materno, tenho o privilégio de ser bisneta de espírita, religião que vem sendo passada de geração a geração, na minha família. Profissionalmente, tenho formação em Educação, tendo atuado em todos os níveis do magistério.

ENTREVISTA:

Fale-nos sobre o livro "Educação para um mundo melhor". O que a motivou a escrevê-lo?

O livro Educação para um mundo melhor é uma compilação de artigos que publico no Correio Espírita, órgão que é veiculado em bancas de jornal. A cada mês, procuro escrever sobre questões e acontecimentos do dia a dia, analisando-os à luz do Espiritismo. Meu objetivo é alcançar o leitor que passa pela rua e se interessa pelo jornal, sendo ou não espírita. Daí os artigos serem escritos em uma linguagem de fácil compreensão, na tentativa de fazer o leitor se interessar em aprofundar seus conhecimentos espíritas.

Você é autora de vários livros. Neles, sobressai o seu olhar de professora. Como vê a educação hoje, de maneira geral? E à luz do Espiritismo?

Como professora, é com o coração apertado que vejo o estado da educação no Brasil hoje, situação que é fruto de anos de falta de políticas sérias que a priorizem. Faço coro com aqueles que afirmam que somente pela educação chegaremos um dia a transformar, para melhor, este país. 
Quanto à educação espírita, minhas andanças pelo Rio de Janeiro e demais estados brasileiros me convencem de que estamos avançando, a cada ano, sobretudo com a contribuição efetiva do Departamento de Infância e Juventude da FEB, conduzido pela equipe de Miriam Dusi. Penso que um bom termômetro é o número de jovens que anseiam por participar dos encontros anuais de juventude, como o COMBRAJE.

Como analisa a questão da leitura no país? Como vê o mercado editorial espírita no Brasil?

Sobre o hábito da leitura, no país, há dados do IBOPE, de 2016, que o número de leitores brasileiros vem crescendo ano após ano e ultrapassava, à época, os 108 milhões, dado bastante expressivo para um mercado que no ano passado amargou uma sensível crise. Vale salientar que há pesquisas que confirmam ser o espírita um leitor mais assíduo que a média do brasileiro, em geral. A julgar pelo número de edições alcançado por inúmeros livros espíritas, de diferentes editoras, como a EME, por exemplo, penso que ainda é um mercado promissor. Sabemos que o livro espírita esclarece, consola e liberta o leitor.

O que tem lido atualmente? Quais os seus próximos projetos?

Minhas últimas leituras foram de obras publicadas por uma editora nova, de Juiz de Fora, chamada SEP (Cartas do Evangelho e Diálogos Espíritas, ambos excelentes). E, no momento, estou terminando de ler uma obra de fôlego, escrita por Eduardo Guimarães: Fé e razão: a teologia de Paulo e o Espiritismo. Além disso, estou buscando, por diferentes meios, entender o Transtorno do Espectro Autista, tema do meu próximo livro. Pretendo oferecer subsídios aos educadores espíritas que os ajudem a incluir pessoas com autismo e deficiências intelectuais na evangelização.


CIDA SIMKA
É licenciada em Letras pelas Faculdades Integradas de Ribeirão Pires (FIRP). Autora, dentre outros, dos livros O enigma da velha casa (Editora Uirapuru, 2016), Prática de escrita: atividades para pensar e escrever (Wak Editora, 2019) e O enigma da biblioteca (Editora Verlidelas, 2020). Organizadora dos livros: Uma noite no castelo (Editora Selo Jovem, 2019), Contos para um mundo melhor (Editora Xeque-Matte, 2019), Aquela casa (Editora Verlidelas, 2020) e Um fantasma ronda o campus (Editora Verlidelas, 2020). Integrante do Núcleo de Escritores do Grande ABC e colunista da Revista Conexão Literatura.

SÉRGIO SIMKA
É professor universitário desde 1999. Autor de mais de seis dezenas de livros publicados nas áreas de gramática, literatura, produção textual, literatura infantil e infantojuvenil. Idealizou, com Cida Simka, a série Mistério, publicada pela Editora Uirapuru. Membro do Conselho Editorial da Editora Pumpkin, integrante do Núcleo de Escritores do Grande ABC e colunista da Revista Conexão Literatura.
Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Posts mais acessados da semana

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA
clique sobre a capa

DO INCISIVO AO CANINO - BERT JR.

MAFRA EDITIONS

ANTOLOGIAS LITERÁRIAS

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

DIVULGUE O SEU LIVRO

FUTURO! - ROBERTO FIORI

Leitores que passaram por aqui

Labels