Conexão Nerd: Teoria da Conspiração, por Ademir Pascale

Cena do filme Teoria da Conspiração POR ADEMIR PASCALE Hoje não irei comentar sobre colecionáveis ou heróis, mas sobre um filme, um li...

Mostrando postagens com marcador Mário Lourenço evangelista Júnior. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Mário Lourenço evangelista Júnior. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 6 de março de 2017

Mário Lourenço Evangelista Júnior comenta sobre seu novo livro Serpente – 60 Botes Certeiros



Mário Lourenço Evangelista Júnior nasceu em Londrina/PR, tem 28 anos e é funcionário público. Fez seis meses de Administração e outros seis de Filosofia, ou seja, perdeu um ano de sua vida e não possui nenhum título acadêmico para ostentar, como fazem os escritores de verdade. Além disso, leva uma vida absolutamente comum, sem grandes acontecimentos, o que faz com que essa minibiografia seja realmente mini.

ENTREVISTA:

Conexão Literatura: Poderia contar para os nossos leitores como foi o seu início no meio literário?

Mário Lourenço Evangelista Júnior: Acho que, como acontece com todos os escritores, o que me levou a escrever foi o hábito da leitura, principalmente de crônicas e contos, formas que, devido ao seu poder de dizer muito em poucas palavras, sempre me encantaram. Após ter descoberto a duras penas que não levo jeito para escrever romances e diversas participações em concursos literários, com alguns bons resultados, resolvi organizar este livro de crônicas, estilo no qual me sinto mais à vontade.

Conexão Literatura: Você é autor do livro "Serpente – 60 Botes Certeiros" (Multifoco). Poderia comentar?

Mário Lourenço Evangelista Júnior: Como o nome indica, são 60 textos (ou botes) que tratam de diversos assuntos, como política, economia e religião, sempre de uma forma irônica e bem humorada, mas sem perder a capacidade crítica da crônica. Acredito ser possível dizer coisas profundas e levar as pessoas à reflexão sem fazê-las bocejar. A verdade não precisa usar terno e gravata. Textos rebuscados, repletos de termos técnicos e resultados de pesquisas científicas podem ser mais mentirosos do que uma boa piada. 

Conexão Literatura: Como foram as suas pesquisas e quanto tempo levou para concluir seu livro?

Mário Lourenço Evangelista Júnior: Como alguém (não me lembro quem exatamente) já disse, o Brasil é o país da piada pronta. Para quem escreve textos de humor por aqui, não é preciso ir muito longe em pesquisas para encontrar material. Além disso, o mundo de um modo geral está de cabeça para baixo, o que ajuda ainda mais qualquer autor incapaz de levar a vida a sério, como eu. É tudo uma questão de burilar acontecimentos que pedem para ser comentados e, acima de tudo, ridicularizados de alguma forma. O livro ficou pronto em três meses, no final de 2016.

Conexão Literatura: Poderia destacar um trecho do qual você acha especial no seu livro?

Mário Lourenço Evangelista Júnior: Há um trecho que considero especial e que usei na contracapa do livro. Ele faz parte da crônica “Best Seller da Dilma”.
Dilma está tentando dar um rumo à vida, que continua, afinal de contas. Recebeu proposta da Record para participar do reality show A Fazenda e diz estar analisando com carinho. Também pode vir a comentar jogos da seleção brasileira na Globo ao lado de Galvão Bueno, caso a proposta financeira seja mais interessante. Uma terceira alternativa é a criação de um canal no YouTube, onde ela seria uma espécie de Kéfera Buchmann da terceira idade, dando dicas sobre assuntos que conhece bem, como economia doméstica, beleza e relacionamentos”.

Conexão Literatura: Se fosse escolher uma trilha sonora para o seu livro, qual seria?

Mário Lourenço Evangelista Júnior: Essa pergunta é interessante porque eu só consigo escrever ouvindo música. Prefiro as músicas ruins, já que elas me fazem focar no texto, enquanto as boas acabam chamando minha atenção e tirando meu foco. Desta forma, acho que uma boa trilha sonora para o livro pode ser qualquer CD de música gospel ou sertanejo universitário.

Conexão Literatura: Como o leitor interessado deverá proceder para adquirir o seu livro e saber um pouco mais sobre você e o seu trabalho literário?

Mário Lourenço Evangelista Júnior: O livro está à venda no site da editora Multifoco (CLIQUE AQUI). Eu não participo de redes sociais (ninguém acredita quando digo isso), apesar de considera-las um instrumento interessante, principalmente para a divulgação de autores iniciantes como eu. Mas deixo meu endereço de e-mail (mariolejr@hotmail.com) para quem, porventura, queira entrar em contato comigo. Talvez um dia eu venha a ter um site, uma página no Facebook ou qualquer outra coisa do tipo, porém, por enquanto, continuo achando que estou velho demais para essas modernidades.

Conexão Literatura: Existem novos projetos em pauta?

Mário Lourenço Evangelista Júnior: Minha produção é constante, escrevo pelo menos uma crônica por dia. Já tenho material para outro livro, nos mesmos moldes desse que estou lançando. Preciso apenas revisar os textos e definir a ordem em que aparecerão. O nome, a princípio, será Bom Humor Negro.

Perguntas rápidas:

Um livro: Poema Sujo – Ferreira Gullar
Um (a) autor (a): Rubem Braga
Um ator ou atriz: Denzel Washington
Um filme: Clube da Luta
Um dia especial: Hoje

Conexão Literatura: Deseja encerrar com mais algum comentário?

Mário Lourenço Evangelista Júnior: Não me levem a sério.

Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Posts mais acessados da semana

ANTOLOGIAS LITERÁRIAS

POEME-SE

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

CEDRIK - ROBERTO FIORI

Leitores que passaram por aqui

Labels