Conexão Nerd: Teoria da Conspiração, por Ademir Pascale

Cena do filme Teoria da Conspiração POR ADEMIR PASCALE Hoje não irei comentar sobre colecionáveis ou heróis, mas sobre um filme, um li...

Mostrando postagens com marcador Marília Lima. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Marília Lima. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 25 de junho de 2018

Azul, novo livro da autora Marília Lima

O azul do oceano e dos céus como convite ao desfrute da liberdade

Marília Lima faz da introspecção um chamado para a comunhão com o mundo. O azul, tão panorâmico da capa do livro, ao mesmo tempo que fala da calmaria, remetendo os olhos do observador para as paisagens bucólicas da natureza, chama ao isolamento, a algo natural e essencial à condição humana.
O texto de orelha dá pistas do que o leitor encontrará no livro: “A vida é ambígua; por um lado, as coisas mais simples e delicadas estendem-se à vista, no céu azul e aberto, na figura dos pássaros livres e seus cantos; no entanto, figuras tão frágeis, perdem suas forças na impossibilidade de voar amplamente, devido as prisões das gaiolas”.
De fato, os poemas de Marília Lima carregam essa mensagem de liberdade e contemplação da natureza. Sua poesia, no entanto, também aponta para a existência das dificuldades, as inúmeras pedras encontradas pelo caminho, que são os desdobramentos das coisas desordenadas e caóticas de um mundo, muitas vezes, propício a tristezas e tragédias. Versos duros e cortantes “como a rigidez / do cão morto na sarjeta, / o vizinho que se suicidou”.
A obra busca ainda retratar o vasto universo que é o interior do ser humano, tão socialmente contido, mas, ainda assim, essencialmente livre. Não à toa a figura dos pássaros voando amplamente, desenvoltos no céu azul, acaba por ser uma recorrência na poética da autora. Para a escritora Stella Florence, existe um lugar secreto, repleto de enigmas e sentimentos, sendo que “ao poeta cabe o universo num punhado de palavras; cabe tornar o detalhe, infinito”. E é isso o que Marília Lima faz neste conjunto de poemas enfeixados neste Azul, livro publicado pela editora Penalux.
A liberdade paira escancaradamente nessas páginas. “Em criança, cuidei de passarinhos”, diz a poeta. “Ficou em mim esta fugacidade. Num segundo, estar aprisionado entre mãos; no outro, a amplidão da liberdade”.
Fica ao leitor o convite para voar na poética de Marília Lima.
O lançamento do livro ocorre no dia 30 de junho, sábado, na Champanharia Sacra Rolha (Rua Rio Grande, 304, São Paulo, SP.)

SERVIÇOS
Livro: Azul, de Marília Lima.  Poesia. Formato: 14X21, 94 p., 2018.
Preço: 34 reais.
Disponível em: http://editorapenalux.com.br/loja/azul


SOBRE A AUTORA

Marília Lima  é paulistana, licenciada em Letras pela PUCC (Pontifícia Universidade Católica de Campinas) e leciona Português para Estrangeiros. Participou de algumas antologias, entre elas: “Vento a Favor”, “Antologia Rio 2001” e “Painel Brasileiro de Novos Escritores 13 - Câmara Brasileira de Jovens Escritores”. Mantém a página “Chuva na Vidraça” no Facebook. E, sim, acredita totalmente na frase de Ferreira Gullar: “A arte existe porque a vida não basta.”
Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Posts mais acessados da semana

ANTOLOGIAS LITERÁRIAS

POEME-SE

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

CEDRIK - ROBERTO FIORI

Leitores que passaram por aqui

Labels