Jane Austen: Livros e Filmes

Jane Austen, Thibaudet e um retrato da burguesia do séc. 18 Nascida em 16 de dezembro de 1775, a britânica Jane Austen foi uma das...

Mostrando postagens com marcador Marcio Zanini. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Marcio Zanini. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2021

Marcio Zanini anuncia livro com vampiro para adultos


O artista tornou escritor tradicional do Grupo Editorial Coerência e lançará terceiro livro ainda este ano

Com o sucesso da HQ brasileira de “Anne de Green Gables” e “Matadouro de Pecados”, o autor e ilustrador Marcio Zanini tornou-se escritor tradicional no Grupo Editorial Coerência e aproveitou a oportunidade para anunciar o lançamento de um terceiro livro ainda este ano.

Ambientada em 1560, o livro narra a história Markus e apresenta uma narrativa de vampiro para adultos com cenas de sexo, violência física e emocional.

No momento, a obra está em processo de edição e a previsão de lançamento é para o 1° semestre de 2021.

Biografia: Marcio Zanini mora atualmente em Bauru, São Paulo. Já trabalhou como editor, desenhista, e foi selecionado em diversas antologias. Atualmente trabalha como preparador de texto e escreve seus próprios livros, entre eles, Crônicas de Markus, que teve unanimidade em críticas positivas. Apaixonado por filmes, séries, desenhos, videogames e todo o universo da cultura pop, tem preferência em escrever histórias com profundidade psicológica, thriller e suspense, onde os personagens se veem em situações que os obrigam a mudar para sobreviver e evoluir. Nas horas vagas, faz amizade e conversa com outros apaixonados por leitura nas redes sociais e passeia com sua cachorrinha: Cassie.

Saiba mais em:
@marciozanini_autor
@comunicahype
http://editoracoerencia.com.br/author/marcio-zanini/
Compartilhe:

segunda-feira, 22 de junho de 2020

Marcio Zanini e o selo Epifania Comics, por Cida Simka e Sérgio Simka


Fale-nos sobre você.

Eu trabalho com desenhos e quadrinhos desde muito jovem. Aos quinze anos já trabalhava no jornal de minha cidade como jovem aprendiz em um encarte dominical infantil, fazendo desenhos e passatempos. Já trabalhei em várias editoras de quadrinhos na Grande São Paulo no início dos anos 2000. Só depois migrei para os livros, deixando os desenhos de lado por um tempo. Hoje escrevo e ilustro. No final de 2019 recebi o convite do Grupo Editorial Coerência para publicar com eles, pela nova editora, Plus. E posteriormente o convite para ser coordenador editorial do Epifania Comics. É desafiador acumular algumas funções (escritor, desenhista e coordenador), mas muito satisfatório quando os trabalhos ficam prontos e os leitores reagem de forma positiva. É isso que amo fazer, não me vejo trabalhando com mais nada.

Você é o coordenador editorial do selo Epifania Comics, focado em graphic novel. fale-nos sobre ele, sobre seu trabalho, projetos etc. (todas as informações que puder passar, inclusive o site, contato, como se deu o convite etc.)

O Grupo Editorial Coerência tem crescido de forma firme e estável, marcando sua presença no mercado literário com livros de forma tradicional e paga. Ambos com um padrão de qualidade alto.
Epifania Comics surgiu da ideia de entrar no mercado de quadrinhos com o mesmo padrão, produzindo HQs de qualidade com histórias empolgantes para os leitores. É notório que a produção de uma HQ é diferente de um livro. Recebi o convite da Lilian Vaccaro para administrar esse selo, por já ter experiência e conhecimento nesse mercado específico.
Meu trabalho consiste desde o desenvolvimento e escolha do projeto, analisando mercado, público e venda. Trabalhando na criação e produção desse material junto aos criadores para que alcance sempre um padrão de qualidade alto. Além de ser o porta-voz do selo para a editora.
Nosso primeiro projeto já está em desenvolvimento, a Graphic Novel baseada no livro Anne The Green Gables. Os projetos futuros ainda estão sendo analisados. Para acompanhar as novidades basta seguir a editora nas redes sociais:
Instagram: @epifaniacomics @grupoeditorialcoerencia
Facebook: https://www.facebook.com/grupoeditorialcoerencia/
Site: http://editoracoerencia.com.br/
Meu perfil no instagram: @marciozanini78

Quem quiser publicar por ele, quais os procedimentos?

Estaremos constantemente buscando talentos. Alguns para desenhar as páginas, outros para ilustrações de pôster ou capa etc.
Quem se interessar em trabalhar conosco deve enviar um e-mail se apresentando e mostrando seu material. Não é necessário anexar os desenhos, basta colocar o link do seu site ou rede social com seus trabalhos.
Para os que querem apresentar um projeto para Graphic Novel. Precisa enviar um e-mail com seus dados, um resumo da história com spoiler e a arte do desenhista.
Todos os projetos serão analisados e estudados para se adequar ao mercado.
Lembrando que não é necessário enviar todo o material pronto. Somente o projeto dessa HQ.
Pode entrar em contato comigo nas redes sociais ou enviar um e-mail para: epifania@editoracoerencia.com.br.

Fale-nos sobre o livro "crônicas de Markus" (mencionarei o site)

Crônicas é uma história de Vampiro, seguindo a vida de Markus no ano de 1560 quando ele é transformado contra sua vontade e a maneira em que ele vai se adaptar para sobreviver a partir disso. Mostrando sua vida antes e depois, e das pessoas que ele usa nesse caminho para dar uma razão a sua existência.

Sou aficionado por vampiros e já li inúmeros livros sobre o tema, por isso mesmo, me senti confortável em escrever esse gênero, pois sabia que conseguiria criar algo com conteúdo diferenciado sobre. É um livro aconselhável para maiores de 18 anos. Tem temas adultos, assim como violência e cenas de sexo. Os vampiros são bestiais e sensuais.
É uma trilogia e os dois primeiros já foram lançados. Tem na Amazon versão física e e-book.

Link para o livro:
Amazon: Clique aqui. 

Há planos para muitas HQs?

Produzir uma HQ (Graphic Novel) de entorno de 140 páginas é trabalhoso. Precisa de dedicação, disciplina e foco. Não é um processo rápido. É sempre desafiador encontrar profissionais que, além de trabalhar com páginas de quadrinhos, tenha a disciplina necessária e cobre um valor justo para o mercado brasileiro. Por esses motivos, não lançaremos várias HQs por ano. Mas as que lançarmos serão de extrema qualidade.

CIDA SIMKA
É licenciada em Letras pelas Faculdades Integradas de Ribeirão Pires (FIRP). Autora, dentre outros, dos livros O enigma da velha casa (Editora Uirapuru, 2016), Prática de escrita: atividades para pensar e escrever (Wak Editora, 2019) e O enigma da biblioteca (Editora Verlidelas, 2020). Organizadora dos livros: Uma noite no castelo (Editora Selo Jovem, 2019), Contos para um mundo melhor (Editora Xeque-Matte, 2019), Aquela casa (Editora Verlidelas, 2020) e Um fantasma ronda o campus (Editora Verlidelas, 2020). Colunista da Revista Conexão Literatura.

SÉRGIO SIMKA
É professor universitário desde 1999. Autor de mais de seis dezenas de livros publicados nas áreas de gramática, literatura, produção textual, literatura infantil e infantojuvenil. Idealizou, com Cida Simka, a série Mistério, publicada pela Editora Uirapuru. Membro do Conselho Editorial da Editora Pumpkin e colunista da Revista Conexão Literatura. Seu mais novo livro se intitula Pedagogia do encantamento: por um ensino eficaz de escrita (Editora Mercado de Letras, 2020).

Compartilhe:

terça-feira, 26 de novembro de 2019

Marcio Zanini e o livro Vidas mórbidas, por Cida Simka e Sérgio Simka

Marcio Zanini - Foto divulgação
Fale-nos sobre você.

Sou escritor, desenhista e apaixonado por videogames, filmes e toda cultura pop. Minhas obras são: O Destino de Minerva, com ilustrações próprias, a trilogia Crônicas de Markus e o suspense Vidas Mórbidas. Vivo em Bauru, (interior de São Paulo). Já morei em outros lugares, em São Paulo e em Toronto. Mas agora voltei e aqui ficarei.

ENTREVISTA:

Fale-nos sobre o livro "Vidas mórbidas". O que o levou a escrevê-lo?

Eu gosto de histórias de suspense. Aquelas que prendem o leitor e cativam a continuar a leitura para desvendar o mistério. Gosto de colocar um personagem em uma situação caótica, algo horrível que acontece que o força a repensar sua vida e melhorar, aquele tipo de situação que é necessário se adaptar para continuar em frente. Na vida, aprendemos pelo amor ou pela dor, o que me faz acreditar que somente diante do “abismo” o ser humano mostra seu lado mais nobre. Escrever o Vidas mórbidas foi colocar no papel esses meus pensamentos. Foi um longo processo, incluindo meses de copidesque e coaching com a agência Increasy para deixar o livro original e fluido. Tenho muito orgulho do resultado.
 
Fale-nos sobre seus outros livros.

Desde adolescente sou apaixonado por vampiros, e desde jovem tenho pensando nesse tipo de história. Justamente por saber que o mercado andou por muito tempo saturado por história variadas desses seres, demorei a escrever uma e só fiz quando me senti seguro o suficiente para criar algo original nesse tema. Foram anos trabalhando nesse livro. Recentemente relancei uma versão revisada e atualizada, o que quer dizer de certa maneira que ainda estava trabalhando nesse livro, o Crônicas de Markus. Tive um feedback entusiasmado de quem leu. É uma alegria ver que todo o esforço valeu a pena e os leitores gostaram. Logo lançarei o terceiro e último livro da série. Ainda tenho muita história para contar de Markus e dos personagens secundários, mas de certa maneira estou jogando a responsabilidade de decisão ao leitor se devo escrever mais ou não, tudo depende do quanto o leitor desejar ler mais sobre a vida de Markus. É sempre o leitor quem manda.
 
Como analisa a questão da leitura no país?

A resposta poderia render uma tese de doutorado. (rs)
Nessa resposta falarei exclusivamente do autor nacional, já que a venda de autores estrangeiros é diferente.
Acredito que as pessoas estão interessadas por livros e boas histórias. Não temos um número surpreendente de leitores como em alguns países, mas o que temos são leitores entusiasmados, apaixonados por literatura, fiéis e que estão constantemente tentando influenciar seus gostos para outras pessoas através das redes sociais (o que atrai mais leitores e isso é ótimo). A quantidade de leitores que temos é influenciada diretamente pela economia e qualidade de vida do nosso país. Temos 13 milhões de desempregados, e no Brasil, a questão de prioridades na hora de gastar dinheiro é que influencia todos os mercados, não só o literário. Ainda assim, hoje em dia, é muito mais fácil se lançar como escritor (por causa da internet, Amazon e sites on-demand), e muito mais fácil ler (também graças à internet e livros gratuitos). Isso ajuda a literatura a estar em evidência, mas precisamos evoluir mais em questão de rentabilidade. Poucos escritores nacionais têm acesso a esse dinheiro que circula. Não podemos esquecer (em alguns casos) que ser escritor é uma profissão, não um hobby. Gasta-se muito dinheiro e tempo produzindo um bom livro.

O que tem lido ultimamente?

Ultimamente tenho me dedicado a ler autores desconhecidos, fora do meio dos famosos (e não me refiro apenas aos nacionais), já li muitos livros de autores best-sellers de grandes editoras (Stephen King etc.).
Tem muito autor bom que não está em evidência na mídia que merece ser lido. Tenho encontrado histórias diferentes e originais que fogem da zona de conforto que muitas editoras grandes impõem e colocam o dedo na história para evitar polêmica com o público e correr o risco de ser mal falada nas redes sociais. Essas descobertas têm sido cativantes.
 
Que dica poderia fornecer a um escritor principiante?


Há uma enorme diferença entre escrever por hobby e postar no Wattpad e escrever de forma a se profissionalizar e tentar ganhar dinheiro com suas histórias. Decida qual você prefere, pois sua resposta vai mudar completamente o jeito em que você deve se posicionar nas redes sociais e como deve trabalhar seu manuscrito. Como, por exemplo, o dinheiro que você vai investir. Lançar um livro e cobrar por ele exige muito mais trabalho e gasto do que publicar no Wattpad ainda testando sua escrita.
Temos que deixar a paixão um pouco de lado na hora de escrever e vender o livro. Estamos produzindo e vendendo um produto e o leitor se torna um consumidor que tem seus direitos de exigências.
Ninguém nasce pronto sabendo de tudo, precisamos de outras pessoas, outros pontos de vista sobre nossa história, outras opiniões de gente mais experiente. Não podemos nos dar ao luxo de aprender por nossos erros somente, quanto mais erros você comete menos livro você vende, pois a primeira impressão é a que fica e um leitor conta suas experiências para o outro de forma abrangente através das redes sociais.
Façam copidesque e leitura crítica e aprenda com elas, use-as para errar o mínimo possível.
O que mais tenho visto são escritores iniciantes que são rígidos a qualquer mudança sugerida no seu texto e acabam inundando a Amazon com história sem o mínimo de revisão (e não me refiro à ortografia).
Nós, como escritores nacionais, receberemos mais exigências do que um escritor internacional que tem livro, filme, série e o suporte de uma editora gigante.
Por último e mais importante, LEIA MUITO.


Cida Simka é licenciada em Letras pelas Faculdades Integradas de Ribeirão Pires (FIRP). Coautora do livro Ética como substantivo concreto (Wak Editora, 2014) e autora dos livros O acordo ortográfico da língua portuguesa na prática (Wak Editora, 2016), O enigma da velha casa (Editora Uirapuru, 2016), “Nóis sabe português” (Wak Editora, 2017) e Prática de escrita: atividades para pensar e escrever (Wak Editora, 2019). Organizadora dos livros Uma noite no castelo (Editora Selo Jovem, 2019) e Contos para um mundo melhor (Editora Xeque-Matte, 2019). Integrante do Núcleo de Escritores do Grande ABC.

Sérgio Simka é professor universitário desde 1999. Autor de mais de cinco dezenas de livros publicados nas áreas de gramática, literatura, produção textual, literatura infantil e infantojuvenil. Idealizou, com Cida Simka, a série Mistério, publicada pela Editora Uirapuru. Organizador dos livros Uma noite no castelo (Editora Selo Jovem, 2019) e Contos para um mundo melhor (Editora Xeque-Matte, 2019). Autor, dentre outros, do livro Prática de escrita: atividades para pensar e escrever (Wak Editora, 2019). Membro do Conselho Editorial da Editora Pumpkin e integrante do Núcleo de Escritores do Grande ABC.
Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Posts mais acessados da semana

ANTOLOGIAS LITERÁRIAS

POEME-SE

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

CEDRIK - ROBERTO FIORI

Leitores que passaram por aqui

Labels