Mostrando postagens com marcador Marina Maria. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Marina Maria. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2021

Marina Maria e o livro Os fantasmas de Mary Black, por Cida Simka e Sérgio Simka

Fale-nos sobre você. 

Moro em Nova Iguaçu - RJ, tenho 25 anos, e sou autora de romances, contos e poemas, transitando pelos gêneros do terror, suspense e fantasia. Sou professora, graduada em Letras - Português/ Inglês/ Literaturas (UFRRJ) e Tecnologia em Marketing (UNIG). Meu romance de estreia, "Os Fantasmas de Mary Black" (2015), foi lançado pela Editora Buriti; também tive a oportunidade de participar das seguintes antologias: "Buriti 100" (2015), com o conto "Sangue Falso", e "Mundos 6" (2018), com o conto "O Senhor Maravilha", ambos publicados pela mesma editora. Filha de uma professora e de um artista plástico, desde pequena sempre tive a literatura pulsando em minha vida, assim como a escrita e, com o passar do tempo, fui me interessando cada vez mais por esse universo, participando de pequenos concursos de redação e poesia na escola e, até mesmo, de um roteiro de teatro e diversas apresentações em saraus, já na faculdade. Sigo, até hoje, escrevendo e buscando inspirações através de várias formas de arte, seja a música, a literatura ou o cinema (principalmente o de horror), por exemplo. Atualmente, tenho trabalhado na revisão de um segundo romance, agora de fantasia, e postado poemas autorais nas minhas páginas do facebook e instagram.  

ENTREVISTA:

Fale-nos sobre o seu livro. O que a motivou a escrevê-lo? 

Bem, posso dizer que uma das inspirações que tive ao escrever a história de Mary Black foi o excelente álbum conceitual intitulado “Metropolis Pt. 2: Scenes from a Memory”, da banda Dream Theater, por exemplo; além de várias coisas que gosto, como as histórias de fantasmas e os filmes de suspense. Mary é uma protagonista que possui, em seu cotidiano, interesses como filmes, livros, música etc. No livro, também há um personagem chamado Julian, que é o vocalista da banda de rock Sombra do Destino, que se torna muito próximo da jovem, então trago um pouco desses elementos que mencionei para o enredo, como a questão da música novamente.

A narrativa se concentra na viagem de Mary para a casa de campo da família. Após um embaraçoso incidente envolvendo seus pais, uma faca de cozinha e sua súbita insanidade, ela busca se afastar dos seus problemas e conflitos íntimos, como o fato de se manter longe de amizades; no entanto, a garota terá de lidar não somente com os seus fantasmas interiores, mas com figuras verdadeiramente sobrenaturais, como a ruiva de branco, uma sombra com voz familiar e... um menininho sem rosto! – tais personagens a conduzirão a um mistério a ser resolvido, que prenderá a atenção do leitor até o final.  

Como analisa a questão da leitura no país? 

Bem, recentemente, tivemos a proposta do governo para a arrecadação de impostos sobre os livros, o que dificulta ainda mais o acesso à leitura, já que, de acordo com a difícil realidade brasileira, o livro é colocado, frequentemente, como um objeto distante das pessoas, alheio ao cotidiano como um item de caráter não essencial. Por outro lado, tenho visto as redes sociais e seus clubes de leitura como ferramentas poderosas, não somente na divulgação do trabalho de autores, principalmente os nacionais, mas no movimento de promoção de diálogos sobre literaturas, na troca de conhecimentos entre pessoas de diversos lugares e meios. Sobretudo em tempos de escassez de posturas reflexivas e críticas acerca dos mais variados temas, são necessárias ações que viabilizem o acesso da população à leitura e ao livro, não o contrário.  


O que tem lido atualmente? 

Recentemente, li um livro de crônicas da maravilhosa Marina Colasanti: “Os Últimos Lírios no Estojo de Seda”, a escrita dessa autora me encanta e é uma inspiração para mim através das imagens que ela constrói em suas narrativas. Li há pouco, também, um clássico da literatura de ficção científica, de Robert Louis Stevenson: “O Médico e O Monstro”, que é uma obra fundamental para os apreciadores do gênero. No mais, sempre gosto de ver um pouco de poemas visuais nas páginas que acompanho na internet, além de outros textos de autores menos conhecidos do público.  

Como o leitor interessado pode conhecer mais sobre seu trabalho? 

O leitor ou leitora pode adquirir meu livro “Os Fantasmas de Mary Black” na minha página do facebook por inbox (https://www.facebook.com/OsFantasmasdeMaryBlack); as cópias são limitadas, então aproveitem a chance! (risos). Para acompanhar as publicações dos meus poemas, e conhecer mais sobre o meu trabalho, também é possível acessar minha página no facebook Palavras e coisas que explodem (https://www.facebook.com/Palavrasecoisasqueexplodem), bem como o perfil no instagram (https://www.instagram.com/palavrasecoisasqueexplodem).  

Quais são seus próximos planos/ projetos? 

Estou em busca de uma nova editora para fazer o relançamento de “Os Fantasmas de Mary Black”, então espero que em breve mais pessoas tenham acesso e possam conhecer essa trama. Quem sabe venha um filme, se houver oportunidade? (risos). Também pretendo finalizar o processo de revisão do meu segundo romance, de fantasia – um projeto que venho desenvolvendo já há bastante tempo –, e publicá-lo da melhor maneira possível; além de continuar divulgando meus textos, sejam romances, contos ou poemas.


CIDA SIMKA

É licenciada em Letras pelas Faculdades Integradas de Ribeirão Pires (FIRP). Autora, dentre outros, dos livros O enigma da velha casa (Editora Uirapuru, 2016), Prática de escrita: atividades para pensar e escrever (Wak Editora, 2019), O enigma da biblioteca (Editora Verlidelas, 2020) e Horror na biblioteca (Editora Verlidelas, 2021). Organizadora dos livros Uma noite no castelo (Editora Selo Jovem, 2019), Contos para um mundo melhor (Editora Xeque-Matte, 2019), Aquela casa (Editora Verlidelas, 2020) e Um fantasma ronda o campus (Editora Verlidelas, 2020). Colunista da revista Conexão Literatura.

SÉRGIO SIMKA

É professor universitário desde 1999. Autor de mais de seis dezenas de livros publicados nas áreas de gramática, literatura, produção textual, literatura infantil e infantojuvenil. Idealizou, com Cida Simka, a série Mistério, publicada pela editora Uirapuru. Membro do conselho editorial da Editora Pumpkin e colunista da revista Conexão Literatura. Seu mais novo livro infantojuvenil se intitula Horror na biblioteca (Editora Verlidelas, 2021).


Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Posts mais acessados da semana

ANTOLOGIAS LITERÁRIAS

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

CEDRIK - ROBERTO FIORI

SROMERO PUBLISHER

Leitores que passaram por aqui

Labels