Jane Austen: Livros e Filmes

Jane Austen, Thibaudet e um retrato da burguesia do séc. 18 Nascida em 16 de dezembro de 1775, a britânica Jane Austen foi uma das...

Mostrando postagens com marcador Marisa Fonte. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Marisa Fonte. Mostrar todas as postagens

domingo, 13 de setembro de 2020

Marisa Fonte e seu mais novo livro: Emma, quando o amor fala mais alto, por Cida Simka e Sérgio Simka

Marisa Fonte - Foto divulgação
Fale-nos sobre você.

Moro em Santo André (SP), sou professora de inglês, tradutora pública, psicanalista, coach e palestrante. Psicografo há muitos anos, mas também gosto de escrever coisas minhas. Gosto de ler, ver filmes e passear. 

ENTREVISTA:

Fale-nos sobre o livro que está lançando.

"Emma, quando o amor fala mais alto" conta a história da jovem que deixa a sua pátria e adota o Brasil como seu novo lar. Aqui viverá muitas emoções, sem jamais deixar de lado o seu jeito meigo e amoroso. A história é baseada em fatos reais, e mais uma vez o espírito Roberta nos traz muitos ensinamentos e busca olhar a vida e os seus acontecimentos com gratidão e muita positividade. Emma, nossa personagem, vive o amor e o perdão espalhando em torno de si lições que nos fazem bem quando as assimilamos.    

Fale-nos sobre os seus outros livros.

Apesar da pandemia, este ano está sendo muito produtivo, e os lançamentos dos livros dos quais participo estão a todo vapor. Junto com você, Sérgio Simka, e a professora Cida Simka, tive a honra de participar das antologias de contos “Um fantasma ronda o campus” e “Aquela casa”. Participei também de outra antologia chamada “Contos do isolamento” e escrevi um capítulo sobre Espiritualidade no livro “Autocoaching” da minha colega coach Bia Nóbrega que deverá ser lançado em breve. 

Quanto aos livros que psicografei, antes de Emma vieram o “Pequeno manual de sobrevivência para os dias atuais” (mensagens), “Caminhos cruzados”, “Minha vida do outro lado da vida” e “Histórias do outro lado da vida”. 

Como vê a transição que o planeta Terra está passando?

Segundo a doutrina espírita, esta é a transição planetária que permitirá que a Terra deixe de ser um Mundo de Provas e Expiações, onde, infelizmente, não é o bem que  predomina, e passe a ser um Mundo de Regeneração, no qual as condições de vida serão muito melhores. As tragédias, inclusive as naturais, fazem parte desse processo lento e gradual.

Neste momento que estamos vivendo o mais importante é que reformulemos as nossas atitudes e crenças e que busquemos nos tornar os melhores seres humanos que dermos conta de ser. Vamos fazer a nossa parte cuidando de nós mesmos, pois tudo parte de nós. Quando ficamos sempre culpando o outro pelos nossos problemas e deixamos de tomar responsabilidade pelos nossos atos, impedimos o nosso próprio crescimento, e, por vezes, passamos pela vida sem vivê-la de fato. A pandemia, e todos os inconvenientes que ela traz, nos convidam a refletir e a mudar a nossa atitude no que diz respeito à vida que vivemos até aqui. Talvez seja necessário jogar fora alguns valores e repensar no que temos feito até agora. É preciso dar um novo sentido à nossa nova vida, pois nascemos para sermos plenos e felizes. 
         
Quais os seus próximos projetos?

Até o final do ano imagino que continuarei atendendo e dando aulas on-line. Não sei quando será possível voltar ao consultório e escritório que tenho aqui em Santo André com a Bruna, minha filha, também psicanalista e escritora, dentre outras coisas. Estou com saudade de abraçar as pessoas e de conversar pessoalmente, mas entendo que devemos todos colaborar em preservar a saúde uns dos outros. 
Ainda este ano lançarei outro livro psicografado que deve sair em outubro ou novembro. 
Estou também escrevendo bastante, e logo pretendo lançar um livro escrito por mim. Fora isso tudo, continuarei alimentando diariamente o meu Instagram com mensagens positivas para fazer as pessoas refletirem. Uma das pessoas que me dão a honra de seguir as minhas postagens batizou esse projeto de “Reflexões da janela”. 

Contato: marisafonte@uol.com.br    
       marisafonte
Facebook: Marisa Fonte   


CIDA SIMKA
É licenciada em Letras pelas Faculdades Integradas de Ribeirão Pires (FIRP). Autora, dentre outros, dos livros O enigma da velha casa (Editora Uirapuru, 2016), Prática de escrita: atividades para pensar e escrever (Wak Editora, 2019) e O enigma da biblioteca (Editora Verlidelas, 2020). Organizadora dos livros: Uma noite no castelo (Editora Selo Jovem, 2019), Contos para um mundo melhor (Editora Xeque-Matte, 2019), Aquela casa (Editora Verlidelas, 2020) e Um fantasma ronda o campus (Editora Verlidelas, 2020). Colunista da Revista Conexão Literatura.

SÉRGIO SIMKA
É professor universitário desde 1999. Autor de mais de seis dezenas de livros publicados nas áreas de gramática, literatura, produção textual, literatura infantil e infantojuvenil. Idealizou, com Cida Simka, a série Mistério, publicada pela Editora Uirapuru. Membro do Conselho Editorial da Editora Pumpkin e colunista da Revista Conexão Literatura. Seu mais novo livro se intitula Pedagogia do encantamento: por um ensino eficaz de escrita (Editora Mercado de Letras, 2020).

Compartilhe:

sexta-feira, 7 de junho de 2019

Marisa Fonte e o livro Histórias do outro lado da vida, por Cida Simka e Sérgio Simka

Marisa Fonte - Foto divulgação
Fale-nos sobre você.

Moro em Santo André (SP), sou professora de inglês, tradutora pública, psicanalista, coach e palestrante. Psicografo há muitos anos, mas também gosto de escrever coisas minhas.

ENTREVISTA:

Fale-nos sobre o livro que está lançando.

"Histórias do outro lado da vida" conta as histórias de alguns dos espíritos que foram acolhidos por Roberta e sua equipe. É muito bonito, pois além de cada história, Roberta fala sobre assuntos como depressão, suicídio, ansiedade, morte de crianças e outros com muita leveza. Ela pretende sempre nos mostrar que acima de qualquer atitude infeliz prevalece o que fazemos depois de tal experiência, isto é, de como nós lidamos com esse aprendizado a fim de que as lições sirvam sempre para que possamos prosseguir na jornada com mais segurança e certeza de que podemos sempre fazer melhor aquilo que já fazemos.     

Fale-nos sobre os seus outros livros.

O primeiro de todos foi um livro de mensagens que publiquei de maneira independente em 2001. Além de Roberta, mais 9 espíritos falam sobre um mesmo tema de forma muito delicada. Esse livro recebeu o nome de “Pequeno manual de sobrevivência para os dias atuais”.  
No início dos anos 2000 veio a primeira publicação do livro “Minha vida do outro lado da vida” pela Editora Panorama, que infelizmente fechou as portas. Anos depois, o escritor e palestrante Richard Simonetti (falecido em outubro do ano passado) veio de Bauru para fazer algumas palestras por aqui. (Em Bauru existe o CEAC – Centro Espírita Amor e Caridade – que faz um trabalho muito grande por lá e tem a editora CEAC por onde saíram os outros livros.) No sábado eu fui assistir a uma palestra do Richard, conversei com ele, e no domingo entreguei um exemplar do livro “Minha vida” para que ele levasse para a editora. Na segunda-feira Richard entregou o livro para o Renato, meu editor até hoje, que imediatamente se encantou com o livro. Segundo ele me contou, não conseguiu parar de ler e se emocionou muito com a leitura. Pouco tempo depois o livro foi publicado pela CEAC e mais uma vez ele fez sucesso. Acabou se esgotando na editora, e neste ano foi reimpresso mais uma vez. 
Esse livro conta a história da Roberta a partir do momento em que ela “mudou de endereço”, como ela gosta de dizer. Ela foi para o outro lado da vida em um domingo, no final da tarde. Estava com 23 anos. Nós trabalhávamos juntas em uma escola de inglês, mas naquela época não éramos amigas. Nos víamos em alguns intervalos em alguns dias da semana. Sempre me chamou muita atenção o largo sorriso que ela sempre oferecia. Aliás, ela insiste muito no fato de sorrirmos sempre, pois “o sorriso enfeita o nosso rosto e alegra a vida daqueles que estão ao nosso redor”. Ela me ensinou a sorrir sempre, mesmo nas horas em que não há motivo para fazê-lo, pois isso deixa a vida mais leve. 
Depois que Roberta partiu para o mundo espiritual eu a via sempre e ela apenas sorria e desaparecia sutilmente. Ela sempre foi muito doce. Quando começamos o nosso trabalho ela escrevia muito para a família, com quem, aliás, meus filhos e eu mantemos contato até hoje. Eles são muito especiais para nós e sempre apoiaram o nosso trabalho. Em 31 de março deste ano fizemos o lançamento do livro novo junto com eles. 
O livro “Caminhos cruzados” conta a história da família de Mariana e de como tudo mudou quando Felipe entrou na vida deles. É uma história real e muito emocionante. É um projeto muito bonito de uma equipe da Roberta. 

Como vê a transição que o planeta Terra está passando? 

A transição planetária permitirá que a Terra passe da condição de Mundo de Provas e Expiações para Mundo de Regeneração. Esse processo é lento e gradual, e dele fazem parte as tragédias naturais que acontecem no mundo todo todos os dias. 
No livro Transição Planetária, psicografado por Divaldo Pereira Franco, Manoel Philomeno de Miranda nos diz: "[...] Mas o fato é que logo, logo, nossa querida e sofrida Terra deixará de ser uma esfera de provas e expiações. É um degrau, ainda dos muitos que devemos subir, para alcançar a posição de ´mundo feliz´. E para cada fase, uma limpeza deve ser feita. Não é que os espíritos deixarão de existir, pois Deus, nosso Pai é soberanamente justo e bom. Mas haverão de ser exilados em outros planetas que correspondam ao grau evolutivo ao qual se assemelham.”
A meu ver, precisamos entender e aceitar o que estamos presenciando no momento, e confiar que está tudo certo, pois como somos imortais não existe morte – a não ser a do corpo físico. Dessa forma, o que nos compete fazer é amar ao próximo e a nós mesmos, sermos solidários e entender as dores daqueles que nos cercam, sabendo que ao final da jornada todos sairemos vitoriosos, cada qual dentro do seu próprio tempo.

Quais os seus próximos projetos?

A psicografia é um compromisso semanal que assumi com a espiritualidade. Portanto, continuarei a fazer esse trabalho. Já tenho vários livros prontos da Roberta e de outros autores também. Espero publicar mais um trabalho em breve, e fazer isso sem interrupções, pois certamente cada uma dessas obras é uma luz que ilumina a vida de alguém.  
Também continuarei fazendo palestras, que é uma atividade que amo, sempre buscando levar conforto, e dividir o que aprendo com aqueles que me escutam.
Fora isso, sigo aqui com o meu trabalho cotidiano sempre procurando tornar cada dia único e especial, pois como diz a Roberta, cada novo dia é um presente que deve ser desembrulhado com carinho e gratidão.    


Cida Simka é licenciada em Letras pelas Faculdades Integradas de Ribeirão Pires (FIRP). Coautora do livro Ética como substantivo concreto (Wak, 2014) e autora dos livros O acordo ortográfico da língua portuguesa na prática (Wak, 2016), O enigma da velha casa (Uirapuru, 2016) e “Nóis sabe português” (Wak, 2017). Organizadora dos livros Uma noite no castelo (Selo Jovem, 2019) e Contos para um mundo melhor (Xeque-Matte, 2019). Integrante do Núcleo de Escritores do Grande ABC.

Sérgio Simka é professor universitário desde 1999. Autor de cinco dezenas de livros publicados nas áreas de gramática, literatura, produção textual, literatura infantil e infantojuvenil. Idealizou, com Cida Simka, a Série Mistério, publicada pela Editora Uirapuru. Organizador dos livros Uma noite no castelo (Selo Jovem, 2019) e Contos para um mundo melhor (Xeque-Matte, 2019). Membro do Conselho Editorial da Editora Pumpkin e integrante do Núcleo de Escritores do Grande ABC.
Compartilhe:

quinta-feira, 26 de abril de 2018

Marisa Fonte e os livros Minha vida do outro lado da vida e Caminhos cruzados, por Sérgio Simka e Cida Simka

Fale-nos sobre você.

Sou professora de inglês e espanhol, tradutora pública e intérprete comercial, palestrante, psicanalista e coach.

Pode parecer muita coisa, mas se você prestar atenção tudo está interligado.
Gosto de escrever, ler, ouvir música, ir ao cinema, teatro e shows. Gosto de passear e conhecer lugares novos também.

ENTREVISTA:

Fale-nos sobre seus livros.

Tenho três livros publicados. Foram psicografados.
 
O primeiro, "Pequeno manual de sobrevivência para os dias atuais", é composto de mensagens. Dez espíritos falam sobre um mesmo assunto, dando, cada um deles, o seu parecer sobre o tema. É um livro muito delicado, que na época lancei de forma independente. Está esgotado.

O segundo, "Minha vida do outro lado da vida", conta a história de Roberta. Nós nos conhecemos quando trabalhávamos juntas em uma escola de inglês. Seu sorriso e simpatia sempre chamaram a minha atenção. Ela era muito jovem e dedicada ao seu trabalho. Pedi demissão da escola, e, algum tempo depois, fui avisada que ela havia ido "para o outro lado da vida". Algum tempo depois comece a vê-la - sou médium -, até que começamos a escrever juntas. No início eram mensagens para os familiares, mas logo chegaram mensagens sobre assuntos diversos, e a turma começou a crescer. Psicografei muitos espíritos e foi uma fase linda, pois produzimos muito. Tenho material que daria mais uns quatro volumes de livros de mensagens pelo menos.
Um dia, ela me convidou para fazer um livro sobre o que acontecera com ela desde a sua "mudança de endereço". E foi assim que nasceu "Minha vida do outro lado da vida", no qual ela conta em detalhes tudo o que ocorreu a partir do momento em que ela deixou o corpo carnal. É um livro comovente, que as pessoas amam, pois toca muito fundo os corações - especialmente daqueles que já viram partir algum ente querido.

O terceiro trabalho, "Caminhos cruzados", conta a história real de Felipe, um jovem que viveu a última existência de maneira equivocada. O livro traz muitos ensinamentos e trata com muita sensibilidade dos diversos temas apresentados. É lindo também!

Fora os livros acima, tenho um livro pronto que não foi psicografado, "Histórias que a vida inspirou". Escrevi com base em histórias verdadeiras. É um livro simples que pretende mostrar como superar os desafios aos quais estamos expostos o tempo todo. Ainda não sei como quero publicá-lo, mas tenho certeza de que no momento certo ele chegará às mãos daqueles que sentem necessidade de fortalecimento e coragem para prosseguir na caminhada.   

Como o leitor interessado deverá proceder para saber um pouco mais sobre você e o seu trabalho?

Meu site ainda está sendo construído, mas quem quiser me seguir no Instagram (Instagram@coachmarisafonte) e no Facebook (facebook.com/coachmarisafonte) terá conteúdos bem interessantes para ler. Meu trabalho visa ao desenvolvimento pessoal, por isso sempre divulgo e crio material para que o caminho que percorremos durante a nossa viagem pela vida seja mais leve. O autoconhecimento é importante, e, como acredito que a morte só existe para o corpo físico, levamos conosco tudo o que aprendemos. Dessa forma, todo aprendizado vai sendo acumulado, e quanto antes começarmos a cuidar do nosso próprio bem-estar, melhores e mais felizes estaremos para construir ao nosso redor um mundo de mais compreensão, amor e positividade.
 
Como analisa a questão da leitura no país? E a literatura espírita?

Pena que as pessoas não têm o hábito de ler mais! (Eu não saio de casa sem algo para ler se souber que vou ter que esperar. Nunca reclamo de esperar, pois sempre tenho um livro à mão.) Hoje as pessoas gastam um tempo enorme olhando para o celular e, infelizmente, perdem cada vez mais o hábito de ler livros. Ler livros é bem diferente. O livro provoca a imaginação, abre horizontes, e mostra novas ideias e oportunidades. É uma escolha: se você decide investir em si mesmo e buscar conhecimento, verá que já não encontra tempo para ler coisas que não tragam algo que contribua para o seu crescimento. Acredito que novas ideias geram novos hábitos e comportamentos que ao longo do tempo contribuem para que nós cresçamos e para que cresçam também as nossas habilidades.
Seria ótimo se incentivássemos as nossas crianças e jovens a adquirirem o hábito da leitura. Ler abre novas portas e ideias. Existe um filme chamado "Mãos talentosas" no qual podemos comprovar a diferença que faz a leitura na vida de alguém. É a história do neurocirurgião mundialmente famoso, Ben Carson. Paupérrimo, criado pela mãe à custa de muito sacrifício, ele e o irmão deram uma guinada na vida utilizando os conhecimentos adquiridos por meio da leitura. A mãe, pessoa extremamente simples, incentivou seus filhos a lerem, o que prova que esse estímulo deve vir de casa! 
Quanto à literatura espírita, a meu ver, ela está se modernizando, lidando com assuntos bem atuais, fazendo com que as pessoas sintam que a espiritualidade está trazendo os temas que podem nos fortalecer para que consigamos entender melhor o que se passa aqui na Terra. Temas como transição planetária, política, ansiedade e outros que fazem parte do nosso cotidiano estão disponíveis para quem tiver interesse em buscar tais conhecimentos.      

O que tem lido ultimamente?

Tenho lido coisas que trazem conhecimento para que desenvolva cada vez melhor o meu trabalho. Alguns dos autores que estou lendo no momento são: Jung, Tony Robbins, livros da série psicológica de Joanna de Ângelis e Ermance Dufaux, textos diversos em inglês e espanhol, textos sobre PNL e TFT.    
Tenho do lado da cabeceira uma grande pilha de livros que aguarda para ser lida! 

Quais os seus próximos projetos?


Quero escrever mais um livro, quero fazer palestras em todos os lugares que puder, pois tenho muitas mensagens positivas para dividir com as audiências, e quero transformar para melhor a vida das pessoas através do meu trabalho em qualquer segmento no qual esteja atuando.   

*Sérgio Simka é professor universitário desde 1999. Autor de cinco dezenas de livros publicados nas áreas de gramática, literatura, produção textual, literatura infantil e infantojuvenil. Idealizou, com Cida Simka, a coleção Mistério, publicada pela Editora Uirapuru.

Cida Simka é licenciada em Letras pelas Faculdades Integradas de Ribeirão Pires (FIRP). Coautora do livro Ética como substantivo concreto (Wak, 2014) e autora dos livros O acordo ortográfico da língua portuguesa na prática (Wak, 2016), O enigma da velha casa (Uirapuru, 2016) e “Nóis sabe português” (Wak, 2017).
Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Posts mais acessados da semana

ANTOLOGIAS LITERÁRIAS

POEME-SE

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

CEDRIK - ROBERTO FIORI

Leitores que passaram por aqui

Labels