O mito do blues Robert Johnson, o filme e o livro Encruzilhada

Dizem que um jovem norte-americano, de nome Robert Johnson (1911-1938), tocava violão como ninguém: um som mágico, irreverente e que contagi...

Mostrando postagens com marcador Martins Fontes. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Martins Fontes. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 22 de setembro de 2021

Entrevista com José Alberto Nemer, autor do livro "Almanaque Insólito: visões inusitadas no cotidiano brasileiro"


José Alberto Nemer é artista plástico e doutor em Artes Plásticas pela Universidade de Paris. Pertencente à geração de “desenhistas mineiros” que se afirmou no cenário da Arte Brasileira na década de 1970, seu trabalho é denso e diversificado. Seu foco principal é o processo de criação, onde quer que ele se manifeste. Além de sua pintura, Nemer realiza curadorias temáticas, design e docência. Além do “Almanaque”, á autor ainda de “A Mão Devota; santeiros populares das Minas Gerais nos séculos 18 e 19” (Bem-Te-Vi, 2008). Ministrou em universidades brasileiras e estrangeiras, como a Universidade Federal de Minas Gerais / UFMG e a Universidade de Paris III / Sorbonne. 

ENTREVISTA: 

Conexão Literatura: Poderia contar para os nossos leitores como foi o seu início no meio literário? 

José Alberto Nemer: Meu processo de criação é inquieto. Basicamente me dedico às Artes Plásticas, pintando. Entretanto, navego por outras linguagens como reflexões escritas. 

Conexão Literatura: Você é autor do livro "Almanaque Insólito: visões inusitadas no cotidiano brasileiro". Poderia comentar? 

José Alberto Nemer: O “Almanaque” surgiu ao longo de quatro décadas, quando fui documentando fotograficamente, ao longo desse tempo, situações inusitadas no cotidiano brasileiro. 

Conexão Literatura: Como foram as suas pesquisas e quanto tempo levou para concluir seu livro? 

José Alberto Nemer: Como disse, a documentação fotográfica que originou o livro foi feita ao longo de 40 anos. Fui colecionando as imagens e, num certo momento, resolvi reuni-las em um livro. O designer Gustavo Piqueira se encarregou de fazer a criação gráfica e a Martins Fontes de editar o livro.   

Conexão Literatura: Poderia destacar um trecho que você acha especial em seu livro?  

José Alberto Nemer: Há vários capítulos reagrupados no livro, cada um tem seu interesse. 

Foto integrante do livro Almanaque Insólito: visões inusitadas no cotidiano brasileiro

Conexão Literatura: Como o leitor interessado deverá proceder para adquirir o seu livro e saber um pouco mais sobre você e o seu trabalho literário? 

José Alberto Nemer: O livro está disponível nas livrarias ou pela internet clicando a WMF Martins Fontes. 

Conexão Literatura: Existem novos projetos em pauta? 

José Alberto Nemer: Por enquanto, não. Neste momento, me dedico inteiramente às minhas exposições itinerantes por São Paulo, Porto Alegre e Belo Horizonte. 

Perguntas rápidas: 

Um livro: A Negação da Morte, Ernest Becker       

Um (a) autor (a): Machado de Assis 

Um ator ou atriz: Fernanda Montenegro

Um filme: Rocco e seus irmãos

Um dia especial: Todos

Compartilhe:

quinta-feira, 23 de maio de 2019

"Caminho para ver estrelas” será lançado em São Paulo dia 28 de maio


Livro da psicóloga e educadora Lúcia Teixeira fala de dois adolescentes que têm de ultrapassar as fronteiras interiores para acreditar em si mesmos e viver

Na próxima terça-feira (dia 28), às 18h30, na Livraria Martins Fontes, em São Paulo, a psicóloga e educadora Lúcia Teixeira, lançará seu novo livro “Caminho para Ver Estrelas”, editado pela Editora Cortez.

Com uma narrativa dinâmica que simula um game, muita ação e múltiplos desdobramentos de um mesmo acontecimento, o livro conta a história de dois personagens, Lucas e Ana, adolescentes que foram infectados por uma estranha doença que lhes impede de imaginar e fantasiar, de ter desejos, criar e acreditar em si mesmos.

Ao longo da jornada, eles viverão acontecimentos reais do passado e do presente, mostrando visões apocalípticas de um futuro próximo, levando o leitor a viajar em universos múltiplos, paralelos, sem limites, ao lado de personagens de diferentes épocas, e convidando-o a pensar e ultrapassar fronteiras interiores para enxergar os seus caminhos na vida.

Direcionada para os jovens, mas atingindo também familiares e educadores, a obra alinha a fantasia com preceitos científicos atuais e problemas que preocupam a humanidade, como o meio ambiente, e inspira o leitor a superar os momentos de dificuldades, a encontrar o seu lugar, a sua autoestima e a resgatar sonhos, mostrando que a ação dele no presente pode mudar o futuro.

Um detalhe curioso é que o livro inclui um play list que pode ser acessado por QR Code, com músicas que acompanham os sentimentos e as emoções dos personagens ou as situações em cada capítulo.

Segundo a autora, que já tem 11 livros publicados, ”uma das mensagens da obra é que as pessoas não desistam, olhem para suas imperfeições e medos, se fortaleçam e valorizem a amizade, a compaixão e a empatia com quem está ao seu lado”.

Os leitores que acompanham a produção literária da autora reconhecem os personagens em dois livros anteriores – Tudo é Possível, de 2006, e O Segredo da Longa Vida, de 2008 – voltados para o mesmo público, mas que foram lançados em períodos em que tanto os leitores quanto os personagens tinham outras idades, compondo uma trilogia progressiva que acompanha suas diversas fases de crescimento e amadurecimento.

Sobre a autora – Lúcia Teixeira é Mestre e Doutora em Psicologia da Educação, educadora, psicóloga e escritora. Foi indicada ao prêmio Jabuti e recebeu outros relevantes prêmios. Autora, entre outros, de “Fruto proibido – um olhar sobre a mulher”; “Autoridade do professor – meta, mito ou nada disso”; da trilogia “Pagu – livre na imaginação, no espaço e no tempo”; “Croquis de Pagu” e “Viva Pagu – fotobiografia de Patrícia Galvão”; e “A claridade da noite – o aluno do ensino superior”. Suas pesquisas sobre o Ensino Superior embasaram o Plano Nacional de Educação. É presidente do Colégio e Universidade Santa Cecília (Santos–SP), diretora do Sistema Santa Cecília de Comunicação – Rádio e TV Educativas, e 3ª vice-presidente do Semesp.

Serviço:
“Caminho para Ver Estrelas”
Autora: Lúcia Teixeira
Data: 28 de maio
Horário: das 18h30 às 21 horas
Local: Livraria Martins Fontes Paulista
Endereço: Av. Paulista, 509  – próximo à Estação Brigadeiro do Metrô.
Compartilhe:

segunda-feira, 29 de abril de 2019

Inocêncio em busca do grande Homem é o novo livro de Valdi Ercolani

Valdi Ercolani - Foto divulgação
Obra será lançada no dia 7 de maio, na livraria Martins Fontes, em São Paulo, e é quarto volume da saga criada pelo autor

No quarto livro da jornada existencial de Inocêncio, o personagem principal do escritor Valdi Ercolani, de 80 anos, continua seu longo processo de autodescoberta, questionando o absurdo das realidades e examinando o paradoxo das relações entre os homens. Chamado à aventura de viver, Inocêncio em busca do grande Homem (265 pgs / R$ 65), obra a ser lançada pela Selene Editora no dia 7 de maio, na Livraria Martins Fontes, avenida Paulista, em São Paulo, segue uma rota para surpreender o leitor com uma trajetória de crescimento espiritual.

O ponto da história ocorre em um momento muito significativo da história do Brasil, com as dificuldades que o presidente João Goulart enfrentava nas relações Brasil-Estados Unidos em 1963, a sua deposição pelas Forças Armadas em 1964 e a perseguição implacável dos órgãos de repressão contra os opositores do governo militar.

Inocêncio entra num estado de perturbação quando percebe que esta nova visão de mundo se mostra contrária à verdade que lhe foi ensinada. Passa a enfrentar situações que trazem problemas éticos, que dizem respeito às suas escolhas, as quais exigem um juízo de valor entre o que é considerado o bem e o mal, o certo e o errado.

Mas as informações registradas na infância não se apagam da memória. Aquilo que o avô ensinara, transformou-se numa semente que germinou oculta durante anos, até vir à luz na maturidade. “Inocêncio, já tens provisões o bastante para ir em busca do grande Homem, a fim de que um dia tu possas ser livre e governar a ti mesmo”, disse o avô, na véspera de sua morte.

Quem é o grande Homem?, questiona Inocêncio, permitindo que seus pensamentos vagueiem em busca de uma resposta. É aquele que age seguindo as normas da justiça e da moral? Um tirano cruel? Quem comeu muito e cresceu de tamanho? Quais são seus atributos? Onde encontrá-lo? Como entender sua grandeza?

Inocêncio reflete sobre sua vivência no Brasil e depois nos Estados Unidos da América, países jovens, com pouco mais de 500 anos, onde não conseguiu distinguir com clareza quais são as qualidades de um grande Homem. Pensa, então, no Velho Continente, berço de grandes pensadores, uma civilização superior, que ocultaria um saber milenar, uma cultura mais avançada do que o nosso ainda imaturo continente.

Disposto a sacrificar suas ilusões para poder crescer e aprender, Inocêncio decide partir para a Europa em busca do grande Homem, esperando que um dia ele possa ser livre e governar a si mesmo.


Serviço:
Lançamento de 'Inocêncio em Busca do Grande Homem' (Selene Editora)
Dia 7 de maio, das 18h30 às 21h30
Livraria Martins Fontes - Avenida Paulista, 509
Estacionamento conveniado: Rua Dr. Manoel da Nóbrega, 88 e 95
Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Posts mais acessados da semana

ANTOLOGIAS LITERÁRIAS

POEME-SE

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

CEDRIK - ROBERTO FIORI

Leitores que passaram por aqui

Labels