Mostrando postagens com marcador Mauro Felippe. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Mauro Felippe. Mostrar todas as postagens

sábado, 30 de maio de 2020

Conheça o livro Palavras têm vidas, do autor Mauro Felippe

Mauro Felippe, poeta catarinense, reúne os maiores sucessos de suas quatro obras, “Humanos”, “Nove”, “Ócio” e “Espectros”. Nessa antologia sem igual, permanece o jogo com as palavras, as críticas, as reflexões e as provocações. Endossada por críticos literários e nomes consagrados da literatura brasileira, como o escritor Fernando Jorge, a nova obra também marca a nova fase desse nobre e humilde escritor, que faz das suas poesias uma forte união de versos que imprimem a realidade da humanidade, seja no caos das adversidades ou pela doçura das crianças. Um título para todos que desejam ter acesso ao universo que só a literatura é capaz de criar.

Confira entrevista com o autor: Clique aqui.

Para saber mais ou adquirir o livro: Clique aqui.
Compartilhe:

sexta-feira, 29 de maio de 2020

Mauro Felippe e o livro Palavras têm vidas

Mauro Felippe - Foto divulgação
Mauro Felippe é natural de Urussanga, Santa Catarina. Advogado há 26 anos ininterruptos, já chegou a cursar Engenharia de Alimentos antes de se decidir pela carreira em Direito. Autor das coletâneas poéticas “Nove”, “Humanos”, “Espectros” e “Ócio”, já preencheu diversos cadernos em sua infância e adolescência com textos e versos, dos simples aos elaborados - a predileção pelo segundo evidente em sua escrita. As temáticas de suas obras são extraídas de questões existenciais, filosóficas e psicológicas, compreendidas em seu dia a dia, sendo que algumas advém dos longos anos de advocacia, atendendo a muitas espécies de conflitos e traumas. Por meio da literatura, pretende viver dignamente e deixar uma marca positiva no mundo, uma prova inequívoca de sua existência como autor. Possui dois filhos, Anne - hoje com quatorze anos, e Gabriel com sete anos de idade, ambos com participações também em todas as obras que lançou.

ENTREVISTA:

Conexão Literatura: Poderia contar para os nossos leitores como foi o seu início no meio literário?

Mauro Felippe: Comecei a escrever cedo, com 16 anos, em uma fase de conflitos adolescentes que despertaram o meu desejo de compreender o comportamento humano e suas relações interpessoais. Em 2014, após 21 anos ininterruptos de experiência no intermédio dos mais diversos conflitos, como advogado, senti que era hora de resgatar minha poesia, voltar a deixar o pensamento correr solto, ir além. Do caderno da adolescência resgatei algumas reflexões, mas a maior parte diz respeito a minha fase madura, atual. Entendo que revelo em meus livros um modo peculiar de interpretar o cotidiano, num jogo de palavras sagaz, contundente, penetrante, mas sempre sensível. 
Conexão Literatura: Você é autor do livro “Palavras têm vidas”. Poderia comentar? 

Mauro Felippe: “Palavras Têm Vidas” reúne os maiores sucessos das minhas quatro obras anteriores, “Nove” (2014), “Ócio” (2016) e “Espectros” (2016) e “Humanos” (2017). Nessa antologia permanece o jogo com as palavras, as críticas, as reflexões e as provocações aos temas realistas. É endossada por críticos literários e nomes consagrados da literatura brasileira, os mesmos que elegeram os textos escolhidos. Conforme mencionou o prefaciador de “Palavras Têm Vidas”, o escritor e jornalista Fernando Jorge, “A nova obra também marca uma nova fase desse nobre e humilde escritor, que faz das suas poesias uma forte união de versos que imprimem a realidade da humanidade, seja no caos das adversidades ou pela doçura das crianças. Um título para todos que desejam ter acesso ao universo que só a literatura é capaz de criar.” Fiquei honrado com tais palavras de um dos maiores literatos que já conheci.

Conexão Literatura: Como foram as suas pesquisas e quanto tempo você levou para concluir seu livro? 

Mauro Felippe: Conforme descrevi, “Palavras Têm Vidas” se trata de uma antologia, uma compilação de muitos textos que mais agradaram os críticos e leitores em todo o País. É muito subjetivo. Então, estão nela contidos escritos meus entre 2014 a 2017, interstício que coincide aos lançamentos dos meus primeiros quatro livros citados. Não houve pesquisas em si para escreve-los, pois tratam de ideias que fluem do imediato, do pensamento do momento, seja de uma ocorrência na vida ou um fato que sensibilizou e ainda sensibiliza. Quanto ao tempo para concluir este novo livro, desde a primeira ideia até a impressão da obra, o amadurecimento, tratativas com editora, ilustrações e diagramação, durou quase um ano, entre 2018 e 2019.
Conexão Literatura: Poderia destacar um trecho que você acha especial em seu livro?
Mauro Felippe: Sinceramente, considero todos os meus textos especiais, pois todos possuem um significado ímpar do momento que foram paridos, quase que uma biografia fragmentada. Todos os textos têm suas mensagens muito profundas, desde momentos de vida, dos humanos, dos sentimentos, da morte, da saudade, dos sonhos, enfim, dos temas que aparecem de forma imediata, todos com aportes psicológicos ou filosóficos. Sua pergunta é muito difícil de responder, mas arrisco a citar, então um deles – “A poça”:

“A poça”

“Na lama inerte 
Intacta – assentada
Exposta ao céu...
Uma poça. 

Poça de água parada
Sobre a terra – sobre o barro
Feita pela chuva
Que sempre a transborda e após recua. 

Na lama – aquela poça
Cristalina e crua 
Sobre o humus barrento
Que no seu reflexo vê-se a lua” 

Conexão Literatura: Como o leitor interessado deverá proceder para adquirir os seus livros e saber um pouco mais sobre você e o seu trabalho literário? 

Mauro Felippe: Meus livros estão disponíveis em todo o País, através de livrarias físicas, mas principalmente, com vendas online através do Site e Redes Sociais da Editora Coerência, de São Paulo-SP, como também na Amazon, Livrarias Cultura, Grupo de Livrarias Curitiba, dentre muitas outras. Através do meu site www.maurofelippe.com ou pelo link http://linktr.ee/maurofelippe os livros são direto e imediatamente localizados de qualquer Estado do País. Minhas demais redes sociais são: Instagram @maurofelippe, Facebook/Mauro Felippe e YouTube/Mauro Felippe.

Conexão Literatura: Existem novos projetos em pauta? 

Mauro Felippe: Tenho um projeto, desde 2014, denominado “Sociedade dos Poemas Vivos”, utilizado através de palestras e tarefas em escolas para incentivo da leitura e escrita, principalmente de crianças, adolescentes e demais pessoas que não tiveram oportunidade de lançar seus textos autorais impressos. Com a devida autorização dos diversos autores sonhadores os publico também em livros antológicos e, após, têm distribuição gratuita a quem pretender. Quanto a outros projetos dos meus próprios livros, tenho sim planos para lançamentos de outros futuros, com textos inéditos, sendo que o próximo está quase saindo do forno.

Perguntas rápidas:

Um livro: Anjos do Tempo, baseado nas letras de Neil Peart (Rush).
Um (a) autor (a): Machado de Assis
Um ator ou atriz: Charles Chaplin
Um filme: A fuga de Alcatraz
Um dia especial: Aliás, são dois: os dos nascimentos dos meus dois filhos.

Conexão Literatura: Deseja encerrar com mais algum comentário? 

Mauro Felippe: Continuemos repassando os valores verdadeiros da vida, com respeito e humildade.

------------------------------------------------------------------------------------

Especificações sobre “PALAVRAS TÊM VIDAS”:
•  Capa em Guache: 222 páginas 
•  Editora: Coerência; Edição: 1ª (9 de Maio de 2019) 
•  Idioma: Português 
•  ISBN-10: 855327179X 
•  ISBN-13: 978-8553271795 
•  Dimensões do produto: 20,8 x 14 x 1,2 cm 
•  Peso de envio: 272 g
Compartilhe:

sábado, 11 de agosto de 2018

Poesia não vende? Poeta catarinense prova o contrário

Em edição requintada e 100% colorida, Humanos, do advogado catarinense Mauro Felippe, é uma crítica e um reflexo profundo da sociedade atual

Qual a maneira que o ser humano age no mundo? Interagimos com o que há ao nosso redor? Com as pessoas que encontramos? Sempre estamos atentos e solícitos ou deixamos o lado sombrio transparecer mais do que deveria? O ser humano é complexo e entender suas relações e ações (boas ou ruins) é uma tarefa árdua. Pode-se pensar que a única forma de encontrar tais respostas na arte seria por meio de grandes nomes como o de Carlos Drummond, Cecilia Meireles ou Clarice Lispector, mas não é preciso recorrer às personalidades de sempre. Mauro Felippe é um dos novos nomes de peso da poesia contemporânea e amplia as discussões sobre a humanidade na obra poética Humanos.

Elogiado por muitos, a estimável cantora Ana Decker também apontou o talento do autor. Responsável pelo prefácio de seu livro, as palavras da música para a obra foram: “Mauro imprime sutileza em suas reflexões e paixão em sua poesia, despertando no leitor o olhar de fora”. Mauro usa a delicadeza e graciosidade para transformar seus pensamentos em palavras incisivas que, além de arrebatarem o leitor, também levam a amplas reflexões de grandes temas. A atriz Letícia Sabatella também apreciou a arte do poeta e confirma: “Belos poemas educadores e reflexivos. Bonitos! Lembram-me o Rumi; esses místicos poetas da humanidade”.

Os relacionamentos interpessoais da atualidade e as motivações que levam a sociedade às suas decisões estão entre os principais questionamentos da obra Humanos. Buscando esmiuçar o comportamento da humanidade, Mauro usa uma rica linguagem que leva a insights profundos sobre o homem. Afinal, a sociedade é sempre hipócrita, indiferente e com uma alma questionável, ou esses são picos alcançados casualmente por conta da fragilidade humana? Com o brilhantismo das palavras do autor é possível ter uma intensa discussão sobre os problemas contemporâneos.

Durante às suas vidas os humanos perdem mais tempo e energia tentando recuperar as amizades perdidas do que as manterem. Quando as tinham, desprezavam-nas para definharem presentes dos falsos e para acomodarem seus egos. Assim caminha a humanidade. É pura hipocrisia.

Cheia de complexidade, a obra do poeta é impressionante e atemporal, além de trabalhar com uma ampla visão da realidade do homem. Desde o cerne dos problemas universais, assim como as soluções, sempre com um singelo verso para tocar a alma dos apaixonados pela harmoniosidade da poesia.

O estilo intenso de escrita do autor faz com que suas obras sejam ainda mais cativantes, pois a abordagem vigorosa de suas palavras em temas profundos eleva a curiosidade e envolvimento de quem se aventura na leitura. Mauro também explora as diversas facetas encontradas na convivência em sociedade, intensificando críticas à hipocrisia humana, presente na relação entre pessoas.

Com uma edição belíssima e recheada de ilustrações, as artes de Rael Dionisio dão vida aos pensamentos de Mauro Felippe, que além de encantarem o público, tem o poder de enfeitiçar junto às imagens e levar o leitor às profundezas do eu interior.      

Ficha Técnica
Título: Humanos
Autor: Mauro Felippe
Tamanho: 24 x 17 cm
Páginas: 152
Tipo: Capa Dura
ISBN: 8591833139
Preço: R$ 39,90     

Sobre o autor: Natural de Urussanga/SC, o advogado Mauro Felippe já chegou a cursar Engenharia de Alimentos antes de se decidir pela carreira em Direito. Autor das coletâneas poéticas Nove, Humanos, Espectros e Ócio, já preencheu diversos cadernos em sua infância e adolescência com textos e versos, dos simples aos elaborados (a predileção pelo segundo evidente em sua escrita). As temáticas de suas obras são extraídas de questões existenciais, filosóficas e psicológicas que compreende no dia a dia, sendo que algumas advém dos longos anos da advocacia, atendendo a muitas espécies de conflitos e traumas. Por fim, pretende com a literatura viver dignamente e deixar uma marca positiva no mundo, uma prova inequívoca de sua existência como autor. Participante assíduo de feiras literárias, já esteve como expositor na Bienal Internacional do Livro de São Paulo 2016 e Bienal Internacional do Livro do Rio 2017.
Compartilhe:

segunda-feira, 30 de julho de 2018

Reflexos de sensibilidade em luz e poesia

Um olhar sensível e crítico sobre as fases da vida nos versos talentosos e ricamente ilustrados do escritor catarinense e advogado Mauro Felippe

Espectro: conjunto de raios coloridos resultantes da decomposição de uma complexa luz; a decomposição da luz solar que produz a imagem do arco-íris no céu; energia.

Com textos de profundidade subjetiva e de inspirações ora psicológicas, ora filosóficas, o autor permeia pelo passar dos anos e os reflete no livro Espectros. O poeta catarinense Mauro Felippe partilha da ideia de que cada época da vida é multiplicada pelas sucessivas reflexões das que lhe seguem, e, por isso, para a criança o tempo é tão longo e, em contrapartida, a fase da velhice parece tão curta.

Espectros é prefaciado pelo psicólogo, professor e escritor Adroaldo Bittencourt e pela poetisa e educadora Anna Zin Pilotto – ambos grandes especialistas em suas respectivas áreas –, que antecipam para o leitor: versos marcantes e uma grande aventura poética estão por vir. Mauro Felippe criou a obra a partir de ensaios provenientes de períodos ociosos de paz interior que resultaram em tal construção, profunda e desprovida de princípio, meio e fim. Ou seja, cada peça vale por si mesma, sem estar ligada necessariamente à outra numa sequência, sendo cada página o seu próprio começo e final de acordo com os critérios do próprio leitor.

Livros são fontes que transbordam
Nenhum animal descreve o passado
Nem o que ocorre no presente
Nem desenha o futuro
O homem, ao menos, desabafa escrevendo.

A obra é ricamente ilustrada pelo artista visual Rael Dionísio, que utiliza de forma generosa as cores e imagens intensas, perfeitas para os versos de Mauro. Este possui uma veia artística que mostra a realidade de maneira poética, crítica e existencialista, proporcionando uma verdadeira viagem no tempo ao leitor. O poeta consegue trazer os espectros visíveis e invisíveis da luz do mundo e da magnificência das pequenas coisas que observadas por olhos como os dele se mostram tão grandiosas.

Mauro Felippe é autor de escritos que chegam sorrateiramente, em horas inesperadas, até mesmo em locais não harmônicos, como em rodoviárias, no sono interrompido da madrugada e nos pensamentos decorrentes das perdas de entes queridos. Entre uma responsabilidade e outra provenientes da profissão de advogado, o poeta cria suas obras-primas em papéis de rascunhos que ganham a reflexão complexa sobre o dia a dia. Mauro Felippe aborda temas como o espírito, a personalidade, os momentos especiais, a mente, o corpo, o céu e a terra, a luz e a sombra, o silêncio, a essência, os sonhos, o ontem, o hoje e o amanhã. E, claro, os espectros.   

Ficha Técnica
Titulo: Espectros
Autor: Mauro Felippe
Tamanho: 24 x 17 cm
Páginas: 152
Formato: Capa dura
ISBN: 9788591833122
Preço: R$ 49,90    

Sobre o autor: Natural de Urussanga/SC, o advogado Mauro Felippe já chegou a cursar Engenharia de Alimentos antes de se decidir pela carreira em Direito. Autor das coletâneas poéticas Nove, Humanos, Espectros e Ócio, já preencheu diversos cadernos em sua infância e adolescência com textos e versos, dos simples aos elaborados (a predileção pelo segundo evidente em sua escrita). As temáticas de suas obras são extraídas de questões existenciais, filosóficas e psicológicas que compreende no dia a dia, sendo que algumas advém dos longos anos da advocacia, atendendo a muitas espécies de conflitos e traumas. Por fim, pretende com a literatura viver dignamente e deixar uma marca positiva no mundo, uma prova inequívoca de sua existência como autor. Participante assíduo de feiras literárias, já esteve como expositor na Bienal Internacional do Livro de São Paulo 2016 e Bienal Internacional do Livro do Rio 2017.
Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Receba nossas novidades por e-mail (você receberá um email. Basta confirmar ):

Anuncie e Divulgue Conosco

Posts mais acessados da semana

COMUNIDADE INFLUXO

SONHOS FULGURANTES - ROBERTO MINADEO

CLUBE DO LIVRO UNIÃO

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

FUTURO! - ROBERTO FIORI

SROMERO PUBLISHER

Leitores que passaram por aqui

Labels