Livros que foram rejeitados pelas editoras - 15 motivos para você autor(a) continuar tentando

Tirando os youtubers famosos, a maioria dos escritores já tiveram seus livros rejeitados por algumas (ou inúmeras) editoras. Eu també...

Mostrando postagens com marcador Nívea Sabino. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Nívea Sabino. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 12 de agosto de 2019

4ª Primavera Literária transforma BH na capital dos livros entre 15 e 18 de agosto

Nívea Sabino - Foto Pablo Bernardo
Evento acontece no CCBB e reúne autores e editoras; programação cultural terá batalha de slam, contação de histórias e debates   

Acontece entre os dias 15 e 18 de agosto, no CCBB Belo Horizonte, a quarta edição da Primavera Literária de Belo Horizonte. Uma das principais iniciativas voltadas para o fomento à produção literária e ao hábito da leitura, o evento se desdobra entre a programação cultural e uma feira literária com diversos autores e mais de 40 editoras. Batalha de slam, contação de histórias, debates, oficinas e seminários dão o tom das atividades, totalmente gratuitas. Entre os destaques, estão as participações do escritor Ricardo Lísias (SP) e da poeta Ana Martins Marques (MG) em mesas de debate, oficina com Anna Cunha (MG), além de nomes da efervescente cena de slam e rap de BH como da poeta Nívea Sabino e dos rappers Douglas Din e Roger Deff.

Veja no arquivo anexo a programação completa, que acontece das 10h às 22h, nas galerias I, II e III (1º piso), na sala 206 e no pátio do CCBB

Realizada em Belo Horizonte pela Liga Brasileira de Letras (Libre) desde 2015, a Primavera Literária que neste ano realiza a sua 19ª edição no Rio de Janeiro, começou em 2001 na capital carioca fruto da demanda de editoras pequenas que não se viam atendidas pelos grandes eventos literários e não tinham espaço nas livrarias. "Um dos objetivos do evento é mostrar toda a bibliodiversidade que as editoras independentes promovem por meio de seu trabalho.", explica Raquel Menezes, presidente da Libre. "No Rio, neste ano, de 3 a 6 de outubro, chegamos à 19a edição. Por ano, são cerca de 100 editoras e algo em torno de 200 nomes na programação. Já recebemos participantes como Conceição Evaristo, Roger Chatier, Martinho da Vila e Xico Sá", sublinha.

Segundo Menezes, a ideia de propagar a Primavera Literária para BH, Salvador e São Paulo parte da luta para que o mercado seja equânime para todos os agentes. "BH tem uma cena cultural efervescente. Todas as vezes que visito a cidade, seja a trabalho ou a lazer, percebo isso. E não poderia ser diferente na cena literária", destaca. "Há trabalhos editoriais lindíssimos, como os realizados pelas editoras Aletria, Mazza, Autêntica e a novíssima, e não menos talentosa, Quintal Edições".
Ana Martins Marques Foto Rodrigo Valente
Programação

A presidente da Libre ressalta que a programação da IV Primavera Literária é voltada para o público em geral e não apenas para envolvidos no metiê das letras. "A programação contempla mesas sobre o mercado, atividades infantis, um seminário para professores e mesas para o público em geral. A ideia é manter em BH o espírito agregador e a diversidade de gêneros, raças e idades", diz Menezes. "Destaco a mesa sobre ficção, com o escritor Ricardo Lísias; a mesa 'Literatura: Para Que Serve?', com participação da escritora Ana Martins Marques; os seminários para o mercado editorial e para educadores que realizaremos na quinta e sexta respectivamente, além de uma programação de contação de histórias para crianças cuja curadoria é da grande contadora de histórias Rosana Mont´Alverne".

Para Menezes, o evento é uma forma de fomentar a produção literária de maneira democrática, somando forças ao mercado independente e formando diferentes públicos. "Acredito que as bandeiras da bibliodiversidade e da equidade no mercado funcionam, respectiva e consonantemente, como célula nodal para fomentar o hábito de leitura. Ou seja, formar o leitor, mas também como um propulsor e fomentador da indústria do livro", finaliza, ressaltando que toda a programação do evento é acessível em Libras.

Esta quarta edição da Primavera Literária em BH é realizada com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte, tem patrocínio do Mater Dei, parceria com a Gráfica Forma Certa e apoio do Circuito Cultural Praça da Liberdade.

Sobre a Libre

A Liga Brasileira de Editoras (Libre) é uma rede de editoras independentes que trabalham cooperativamente pelo fortalecimento de seus negócios, do mercado editorial e da bibliodiversidade. É uma associação de interesse público, sem fins lucrativos, filiação político-partidária, livre e independente de órgãos públicos e governamentais.

A Libre tem por missão preservar a bibliodiversidade no mercado editorial brasileiro por meio do fortalecimento do negócio da edição independente e constitui-se como uma rede de editores colaborativos em busca de reflexão e ação para a ampliação do público leitor, do fortalecimento das empresas editoriais independentes, e da criação de políticas públicas em favor do livro e da leitura.

Serviço: IV Primavera Literária de Belo Horizonte 
Quando. De 15 a 18 de agosto, quinta-feira a domingo, das 10h às 22h 
Onde. CCBB Belo Horizonte (Praça da Liberdade, 450, Funcionários), nas galerias I, II, III (primeiro piso), na sala 206 e no pátio
Quanto. Entrada franca
Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Posts mais acessados da semana

PARCEIRA AMAZON:

ANTOLOGIAS LITERÁRIAS

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA
clique sobre a capa

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

FUTURO! - ROBERTO FIORI

Leitores que passaram por aqui

Labels