Jane Austen: Livros e Filmes

Jane Austen, Thibaudet e um retrato da burguesia do séc. 18 Nascida em 16 de dezembro de 1775, a britânica Jane Austen foi uma das...

Mostrando postagens com marcador Nordeste. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Nordeste. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 18 de janeiro de 2021

Mormaço Editorial estreia no mercado para dar visibilidade a novos autores nordestinos

 Voltada para publicações independentes, a editora lança a sua primeira obra: "Tantas que aqui passaram", da editora, escritora e poeta Maria Luiza Machado, com edição da cordelista pernambucana Jarid Arraes


Segundo a pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, do Instituto Pró-Livro, entre as dez capitais brasileiras que mais leram em 2019, cinco delas ficam no Nordeste. Ao analisar a visibilidade da produção nordestina, não vemos números tão expressivos, mas os novos autores existem e procuram ocupar mais espaço na cena editorial nacional. 


Com o propósito de dar voz e vez a estes escritores estreantes, surgiu, em plena pandemia e em meio ao caos do anúncio da nova tributação de livros, a Mormaço Editorial, com o objetivo de dar visibilidade às publicações independentes nordestinas, valorizando a pluralidade. A marca baiana — uma iniciativa dos escritores e editores Maria Luiza Machado e Daniel Pasini — também vai abrir espaço para outras publicações, além de projetos e antologias desenvolvidos pelos sócios. 


Segundo Maria Luiza, a editora responsável pela Mormaço, não é possível falar em uma "literatura nordestina" de forma unificada. "Existe uma grande diversidade no que é publicado, como não poderia deixar de ser, considerando o tamanho e as particularidades dos estados da região e dos grupos de pessoas que a compõem: mulheres, homens, jovens adultos, LGBTQI+, independentes etc", frisa. Ela aponta que o mercado editorial nordestino está passando por uma espécie de reformulação, com o aumento do cenário independente. "É um mercado em transformação, com mais novos e jovens escritores conseguindo ocupar mais espaços."


Porém, um novo autor não precisa, necessariamente, investir na publicação independente: "A Mormaço Editorial trabalha com recebimento de originais, de forma periódica; uma forma interessante de se publicar, principalmente quando se trata de um primeiro livro". A ideia, de acordo com Maria Luiza, é ser uma editora que oferece acolhimento aos escritores e, sobretudo, reconhecimento e identificação. 


Primeiro lançamento feito totalmente por mulheres


"Muita gente chega até mim com dificuldades para publicar. Quero dar espaço para esses autores, explicar todo o processo de publicação de um livro, prestar um serviço de consultoria mesmo, dizendo tudo que não me explicaram quando lancei o meu primeiro livro", destaca a escritora que publica a sua terceira obra "Tantas que aqui passaram", a primeira da Mormaço Editorial, viabilizada via Catarse. 


"Nela, eu conto, em forma de poemas narrativos, fragmentos e cenas que fazem parte da história de diferentes mulheres", resume. O livro também foi totalmente produzido por elas: a edição é da escritora, cordelista e poeta Jarid Arraes e o projeto gráfico é assinado pela poeta e ilustradora Isabela Sancho. O posfácio ficou por conta da antropóloga, colagista e também escritora Monique Malcher. 


Além da editora, a dupla de sócios criou a Revista Mormaço, publicação digital que reúne textos produzidos por uma equipe fixa de escritores e também enviada por voluntários e colaboradores. Mais informações podem ser acessadas pelo site: www.mormacoeditorial.com.br

Compartilhe:

quarta-feira, 19 de setembro de 2018

Literatura e audiovisual nas oficinas da Fenelivro

Raimundo Carrero - Foto divulgação
O premiado escritor Raimundo Carrero, que lançou recentemente pela Cepe Editora a tetralogia definitiva Condenados à Vida, ministrará duas oficinas literárias durante a 4ª Feira Nordestina do Livro (Fenelivro), no Centro de Convenções, em Olinda.

A primeira oficina acontece nesta quinta-feira (20), segundo dia da feira, das 14h às 17h. "Falarei da construção de uma novela e o trabalho com as cenas", adianta Carrero. Como toda a programação é gratuita, basta chegar e se acomodar. Debruçada na mesma temática, a segunda oficina ministrada por Carrero ocorrerá no sábado (22), das 9h às 11h.

Outra oficina que deve interessar aos amantes da leitura será voltada para a construção do livro em si, de maneira artesanal. Na sexta-feira (21), às 14h, a editora Mariposa Cartonera ensinará ao público técnicas básicas de encadernação e pintura. Será exibido ainda um tutorial de como diagramar o livro usando como ferramenta o programa Word. A ideia é que cada participante saia com seu livro produzido.

Aliando iniciação ao audiovisual a partir da literatura, a proposta da oficina baseada no TVPE Escola é produzir videopoemas com dispositivos móveis, com direito a edição. "A ideia é que os roteiros produzidos sejam veiculados na TV Pernambuco", diz o instrutor Raphael França. As oficinas ocorrerão de 20 a 23 de setembro, das 14h às 17h, com dez vagas para cada dia. 
Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Posts mais acessados da semana

ANTOLOGIAS LITERÁRIAS

POEME-SE

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

CEDRIK - ROBERTO FIORI

Leitores que passaram por aqui

Labels