Apoio e incentivo à leitura

FAÇA UM BRASIL DIFERENTE ONDE A NOSSA ÚNICA ARMA SEJA OS LIVROS Olá, sou Ademir Pascale, criador da REVISTA CONEXÃO LITERATURA. Sabemos que ...

Mostrando postagens com marcador Papai Atípico. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Papai Atípico. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 9 de março de 2020

Guilherme Bucco, um Papai Atípico, e o livro Cachinhos Lisos

Guilherme Bucco - Foto divulgação
Formado em Desenho Industrial em 2007, migrou para a área do audiovisual, onde trabalha como editor de vídeo e motion designer desde 2012. Apesar de contar histórias através de vídeo, foi só depois do nascimento da filha, em 2018, que se sentiu mais à vontade para se expressar por meio de palavras, devido à condição de sua pequena: ela tem paralisia cerebral e epilepsia de difícil controle. Desde então, criou o Papai Atípico para lidar com suas vivências e se comunicar com outros pais e famílias de crianças com desenvolvimento atípico. 

ENTREVISTA:

Conexão Literatura: Poderia contar para os nossos leitores como foi o seu início no meio literário? Sua mãe o incentivou a ler desde pequeno.

Guilherme Bucco: Tudo começou com o nascimento de Dora, minha filha, em 2018. Ela teve uma hipóxia neonatal, ou seja, faltou oxigenação no cérebro durante o parto. Isso a deixou com paralisia cerebral e epilepsia infantil de difícil controle.

Então eu fui pouco a pouco entrando num estado de muita frustração e angústia, decorrente das expectativas criadas durante a gravidez.

Como eu via poucos relatos de homens pais de criança com deficiência, resolvi criar o Papai Atípico para expressar meus sentimentos em relação aos desalentos e desafios que enfrento em casa e na sociedade. Esse projeto também tem intuito de ser um canal de comunicação e apoio para outros homens pais de criança com deficiência. Uma voz bem pouco vista nos meios de comunicação.

E nesse processo, também escrevi Cachinhos Lisos.

Curiosamente, meus pais pouco me incentivaram a ler. Para ser sincero, não lembro de um momento em que lemos juntos, ou discutimos sobre um mesmo livro. 

Conexão Literatura: Você é autor dos livros “Cachinhos Lisos e Papai Atípico”. Poderia comentar?

Guilherme Bucco: Sou idealizador do Papai Atípico, oriundo da grande transformação da minha vida: me tornar pai. Não só escrevo sobre minha paternidade, como também compartilhei meu relato sobre como foram os 7 primeiros meses de vida da minha filha. (do nascimento em maio até dezembro do mesmo ano, quando resolvi criar o Papai Atípico). Lancei esse relato no formato de podcast, assim como entrevistas com outros pais.

Porém, antes de criar o projeto em si, eu escrevi Cachinhos Lisos.
Dora tinha 2 meses e já sabíamos da paralisia cerebral. Então eu comecei a imaginar como seria, dentro da cabecinha dela, essa jornada de desenvolvimento que ela iria enfrentar. Dessa imaginação, surgiu Cachinhos Lisos, uma história de fantasia, aventura e autoconhecimento.

A história teve leitura crítica, edição e revisão do Daniel Zanella, idealizador do Jornal RelevO, um jornal de literatura que é enviado para o país inteiro.

E foi ilustrada pela Andrea Martau, uma artista que fez um trabalho sensacional ao transpor a história para traços e cores.

Conexão Literatura: Quanto tempo levou para concluir seus livros?

Guilherme Bucco: O Papai Atípico é um projeto de vida. Tenho várias ideias para ele, então penso que será bem duradouro.

Cachinhos Lisos levou pouco mais de 1 mês. Porém passou por algumas versões e só nos demos por satisfeitos com o texto depois de 6 meses.

Conexão Literatura: Poderia destacar um trecho que você acha especial em seus livros? 
  
Guilherme Bucco: Uma passagem que gosto muito é um final de diálogo em que uma das personagens pede para ver através do olhos de Cachinhos Lisos:
  
Antes de se despedir, a guia da floresta fez um pedido: “Cachinhos Lisos. Seus olhos são a coisa mais fascinante que eu já vi. Queria poder ver através deles”.
“Se te der meus olhos, não poderei contemplar sua floresta. Mas, para agradecer sua ajuda, prometo contar tudo o que eu vir. Assim será como se você estivesse lá comigo.” Vagalumosa achou a proposta muito graciosa. 
Cachinhos Lisos e Lola estavam, enfim, chegando ao seu destino.

Para podermos ver através dos olhos de outra pessoa, precisamos exercitar a escuta. E ao nos permitirmos ouvir outras pessoas, somos transportados para suas histórias como se estivéssemos lá com elas. Assim, temos contato com outros universos, tão verdadeiros quanto os nossos próprios. É um caminho para entendermos as dores e alegrias alheias.  Um exercício difícil, porém muito recompensador.

Conexão Literatura: Como o leitor interessado deverá proceder para adquirir os seus livros e saber um pouco mais sobre você e o seu trabalho?

O Papai Atípico pode ser encontrado no instagram.com/papaiatipico e no site papaiatipico.com.br.
Os podcasts podem ser ouvidos no agregador de podcast favorito dos leitores da Conexão Literatura. Ou no youtube. Só procurar Papai Atípico que já acha.

Guilherme Bucco: O livro Cachinhos Lisos está somente na versão digital. Dividido em 6 capítulos, que serão lançados semanalmente no medium.com/cachinhoslisos.
  
Conexão Literatura: Existem novos projetos em pauta?

Guilherme Bucco: Sim. Para o Papai Atípico, estou produzindo uma temporada onde abordarei diferentes tipos de paternidade atípica e como elas me ajudam a entender minha própria paternidade. É algo bem pessoal, mas acredito que ajudará muitas pessoas, não só quem convive com a deficiência.

Para a Cachinhos Lisos, temos ideia de um livro físico interativo, com atividades e estimulação. E também já tenho rascunho para uma segunda história.

Perguntas rápidas:

Um livro: Guia do Mochileiro das Galáxias
Um (a) autor (a): Gabriel García Marquez
Um ator ou atriz:
Um filme: O Labirinto de Fauno
Um dia especial: O dia do ultrassom quando pude ouvir o coração da minha filha. Foi quando ser pai passou de ideia para realidade.

Conexão Literatura: Deseja encerrar com mais algum comentário?

Guilherme Bucco: Gostaria de agradecer a Revista Conexão Literária pelo espaço e dizer a todos os pais de criança com deficiência que vocês não estão sozinhos. Nossa paternidade é como qualquer outra.
Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Posts mais acessados da semana

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA
clique sobre a capa

BAIXE O E-BOOK GRATUITAMENTE

APOIO E INCENTIVO À LEITURA

APOIO E INCENTIVO À LEITURA
APOIO E INCENTIVO À LEITURA

INSCREVA-SE NO CANAL

INSCREVA-SE NO CANAL
INSCREVA-SE NO CANAL

DO INCISIVO AO CANINO - BERT JR.

MAFRA EDITIONS

ANTOLOGIAS LITERÁRIAS

DIVULGUE O SEU LIVRO

FUTURO! - ROBERTO FIORI

Leitores que passaram por aqui

Labels