Mostrando postagens com marcador Policial. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Policial. Mostrar todas as postagens

sábado, 15 de maio de 2021

Participe da antologia (e-book) NO REFÚGIO DOS CORVOS - CONTOS E POEMAS DE TERROR, AVENTURA E SUSPENSE


PARTICIPE DA ANTOLOGIA (E-BOOK): NO REFÚGIO DOS CORVOS - CONTOS E POEMAS DE TERROR, AVENTURA E SUSPENSE

REGRAS PARA PARTICIPAÇÃO NA ANTOLOGIA DIGITAL "NO REFÚGIO DOS CORVOS - CONTOS E POEMAS DE TERROR, AVENTURA E SUSPENSE":

1 - Escrever um poema ou conto de terror, suspense ou aventura. Também aceitaremos poemas ou contos do gênero detetivesco e policial. Aceitaremos até 2 contos ou 2 poemas por autor. Caso sejam aprovados, os 2 textos serão publicados.

2 - SOBRE O CONTO OU POEMA: até 4 páginas, fonte Times ou Arial, tamanho 12, incluindo título. Espaçamento 1,5.
     
3 - Tipo de arquivo aceito: documento do Word (arquivos em PDF serão deletados).

4 - O conto ou poema não precisa ser inédito, desde que os direitos autorais sejam do autor e não da editora ou qualquer outra plataforma de publicação.

5 - Idade mínima do autor para participação na antologia: 18 anos completos. Menores de idade irão precisar de autorização dos pais ou responsável, caso o conto ou poema seja aprovado.

6 - Envie o conto ou poema pré-revisado. Leia e releia antes de enviá-lo.

7 - Data para envio do conto ou poema: do dia 16/05/21 até 16/06/21.

8 - Veja ficha de inscrição no final desse texto. Leia, copie as informações e preencha. Envie as informações da ficha + o conto ou poema para o e-mail: contato@edgarallanpoe.com.br. Escreva no título do e-mail: NO REFÚGIO DOS CORVOS - CONTOS E POEMAS DE TERROR, AVENTURA E SUSPENSE

CUSTO PARA O AUTOR:

R$ 50,00 por conto ou poema. Caso o autor envie 2 poemas ou 2 contos e tenha os dois selecionados, o valor será R$ 100,00. As informações para depósito serão informadas ao autor no e-mail que enviaremos caso o conto ou poema seja aprovado.
O valor servirá para cobrir os custos de leitura crítica e revisão, diagramação e divulgação da obra.

A antologia será digital (e-book) e gratuita para os leitores baixarem através de download, ela não será vendida. A antologia será amplamente divulgada nas redes sociais da Revista Conexão Literatura: Fanpage e Grupos do Facebook e Instagram, que somam cerca de 180 mil seguidores.

O resultado será divulgado no site www.revistaconexaoliteratura.com.br e na fanpage www.facebook.com/conexaoliteratura, até o dia 17/06/21 (a data poderá ser prorrogada).

OBS: Enviaremos certificado digital de participação para os autores selecionados.


NOSSOS CRITÉRIOS PARA AVALIAÇÃO:

A) - Criatividade;

B) - Textos preconceituosos, homofóbicos, racistas ou que usem palavras de baixo calão, serão desconsiderados;

C) - Seguir todas as regras para participação.

OBS.: Ademir Pascale, idealizador do concurso, disponibilizou para download uma apostila intitulada "Oficina Jovem Escritor", com dicas para quem está iniciando no mundo da escrita. Baixe gratuitamente, leia e pratique: CLIQUE AQUI.


FICHA DE INSCRIÇÃO DO AUTOR(A)

Nome completo do autor(a):

Seu Pseudônimo (caso use), para publicação na antologia:

Idade:

Título do conto ou poesia:

E-mail 1:
E-mail 2 (caso tenha):

Biografia em terceira pessoa (escreva sobre você num máximo de 7 linhas):
 

IMPORTANTE: Envie todas essas informações da ficha de inscrição para o e-mail: contato@edgarallanpoe.com.br. Escreva no título do e-mail: NO REFÚGIO DOS CORVOS

O envio da ficha de inscrição + poesia ou conto para o e-mail indicado significa que o autor(a) leu todas as informações e regras dessa página para participação na antologia. Se entrarmos em contato, por favor responda o e-mail.

Não fique fora dessa. O concurso cultural será amplamente divulgado nas redes sociais.

COMPARTILHE ;)

OBS.: para conhecer e participar de outras de nossas antologias: clique aqui.


Compartilhe:

sexta-feira, 6 de setembro de 2019

Vera Carvalho Assumpção e o livro “Alyrio Cobra – Imagem Restaurada”

Vera Carvalho Assumpção - Foto divulgação
Vera Carvalho Assumpção nasceu e viveu toda a vida na cidade de São Paulo. Foi premiada em diversos concursos de contos. Criou o detetive Alyrio Cobra, paulistano que atua na cidade de São Paulo e protagoniza os livros: Paisagens Noturnas, Rigor da Forma, Peças Fragilizadas, Royal Destiny (finalista no 1º. Concurso ABERST de literatura), Serpente Tatuada, Mandalas Translúcidas e Imagem Restaurada. 
Em 2016 esteve presente na BAN Buenos Aires Negra falando sobre: Cocaína, a rainha das drogas e as investigações do detetive Alyrio Cobra. Em 2018 participou do PORTO ALEGRE NOIR coordenando a mesa “Detetives de ficção: ontem e hoje” Em 2019 participou da “Quinta Noir” na FLIPOÇOS.

ENTREVISTA:

Conexão Literatura: Poderia contar para os nossos leitores como foi o seu início no meio literário?

Vera Carvalho Assumpção: Entrei nos meios literários ainda no final do último milênio. Escrevi diversos contos que foram premiados em concursos e foram publicados em antologias, inclusive a antologia GeraçãoSubZero. Até que resolvi me aventurar pelo romance e escolhi o gênero policial. Em 2003 foi publicada a primeira investigação do detetive Alyrio Cobra, PAISAGENS NOTURNAS pela Editora Landscape. Desde então já estou publicando a 7ª. Investigação do detetive: IMAGEM RESTAURADA. Posso dizer que Alyrio Cobra já é uma série de romances policiais.

Conexão Literatura: Você é autora do livro “Alyrio Cobra – Imagem Restaurada”. Poderia comentar?

Vera Carvalho Assumpção: Como já disse, IMAGEM RESTAURADA é a 7ª. investigação do Detetive Alyrio Cobra publicada em e-book. Alyrio Cobra é um detetive paulistano que atua quase que exclusivamente na cidade de São Paulo. Em Imagem Restaurada, ele é contratado para encontrar um sujeito desaparecido. Começa pela delegacia que registrou a ocorrência. Lá encontra a policial Luiza, amiga que o leva ao Breja´s Island, bar que pertence ao melhor amigo do desaparecido, é gerido por mulheres poderosas e está sendo disputado por facções criminosas. É neste bar, localizado numa região nobre da cidade de São Paulo, que muitas histórias acontecem e se entrelaçam, inclusive a história de uma imagem que protegia o bar e que foi roubada e quebrada. É quando esta imagem é restaurada e recolocada em seu pequeno altar no fundo do bar que vidas vão se revelar, outras se acabar, e ainda outras, inclusive a do bar, restauram a própria imagem.

Conexão Literatura: Como foram as suas pesquisas e quanto tempo levou para concluir seu livro?

Vera Carvalho Assumpção: Em geral levo um ano para concluir um livro. IMAGEM RESTAURADA envolve muito da violência praticada pelas facções criminosas, especialmente o tráfico de drogas em São Paulo. Li muito em jornais, revistas e na internet sobre o assunto. Também os telejornais sensacionalistas dão muitas dicas de como os criminosos atuam e como o tráfico acontece. Em outros livros do detetive uso um pouco da história de São Paulo, o que envolve mais pesquisa. Neste usei somente fatos da atualidade.

Conexão Literatura: Poderia destacar um trecho do qual você acha especial em seu livro?

Vera Carvalho Assumpção:

“─ O mundo é muito mais simples do que parece, ─ ela (a poderosa Amélia, esposa do traficante Marlon) esboçou um sorriso. ─ Todo mundo quer grana e poder. No momento, o poder absoluto é o poder da cocaína! Dizem que no mundo, só perde em vendas para o petróleo. Particularmente acredito que já ultrapassou o petróleo.
Alyrio olhou-a. Seus olhos eram olhos de loba faminta.
─ Preciso admitir, ─ disse Alyrio. ─ Deixei passar alguma coisa enquanto investigava o desaparecido. Perdi algum detalhe importante. Um detalhe que talvez minha amiga Luiza tenha tido a sorte de captar.
─ Isto costuma acontecer no seu trabalho de investigador, ─ Amélia franziu a testa. ─ Também acontece no meu trabalho. Sempre há alguma coisa que deixamos passar. Algo simples, completamente banal. Este algo banal pode nos levar ao céu ou nos prejudicar muito.”

Conexão Literatura: Como o leitor interessado deverá proceder para adquirir um exemplar do seu livro e saber um pouco mais sobre você e o seu trabalho literário?

Vera Carvalho Assumpção: IMAGEM RESTAURADA está à venda na Amazon. Mesmo quem não possui o Kindle pode baixar o aplicativo em tablets, computadores ou celulares e ler o livro. Para me conhecer melhor, tenho o site www.veracarvalhoassumpcao.com.br ou o site do detetive www.alyriocobra.com.br. Também tenho a página do detetive no Facebook.

Conexão Literatura: Existem novos projetos em pauta?

Vera Carvalho Assumpção: Há sempre uma nova investigação do Alyrio Cobra sendo alinhavada. Tenho um conto protagonizado pelo Alyrio Cobra que está saindo no livro O MELHOR DO CRIME NACIONAL, publicado pela LUVA EDITORA.

Perguntas rápidas:

Um livro: difícil!!!! Leio e releio muitos livros. Os que mais reli: 100 Anos de Solidão, Boneco de Neve, A Forma da Água
Um (a) autor (a): Jo Nesbo; Andrea Camilleri
Um ator ou atriz: Sean Connery
Um filme: O Nome da Rosa
Um dia especial: Hoje

Conexão Literatura: Deseja encerrar com mais algum comentário?

Vera Carvalho Assumpção: As investigações do Detetive Alyrio Cobra vêm aumentando suas vendas e se tornando mais populares. Acredito que já tem histórias suficientes para que cada uma seja um episódio de uma série para TV. Ainda não consegui, mas sonhar é preciso!
Compartilhe:

terça-feira, 3 de setembro de 2019

Uma cidade tórrida. Dois crimes. Um detetive perspicaz

Andréa Gaspar - Foto divulgação
'Inspetor Sopa e o último copo', livro de Andréa Gaspar, lançado em 13 de agosto na Casa Villarino, estabelecimento por onde circula o personagem Adauto Veloso Leão, o Sopa

Lapa, Catete, Glória, Flamengo, Madureira, Centro. Os bairros do Rio de Janeiro são o cenário por onde transita o intuitivo e sagaz inspetor de polícia Adauto Veloso Leão, o Sopa. Entre inspiradores acarajés, bolinhos de bacalhau e podrões, o detetive encaixa mentalmente as peças do quebra-cabeças dos casos que o desafiam na 9ª DP.

Em 'Inspetor Sopa e o Último Copo', primeiro romance policial de uma série de ficção da autora Andréa Gaspar, envolva-se com o peculiar processo de investigação de Sopa. Ele conta com o colega e amigo Trombeta, na busca de pistas para solucionar, simultaneamente, o homicídio de uma misteriosa portuguesa e o desaparecimento da filha de um poderoso bicheiro, diretor de uma escola de samba carioca.

"O Sopa é uma espécie de síntese de várias figuras humanas que de alguma forma estiveram presentes no meu caminho. Por meio dele, eu dou vida a uma pequena parte de cada uma delas. E é por meio de suas andanças que posso também contar um pouco da história vibrante do Rio", explica Andréa Gaspar. "Mas o detetive Sopa é mais do que isso. Ele é alguém que percorre também os caminhos da alma humana e tenta compreender a motivação de cada crime investigado sem um olhar perscrutador. E o livro - assim espero - tenta capturar o interesse do leitor por meio desse olhar curioso antes de tudo que é - na verdade - o olhar do investigador que a tudo está atento: a quem vê e ao que vê". 

O livro está à venda em formato físico e e-book nas melhores plataformas digitais: UmLivro, Estante Virtual, B2W, Mercado Livre, Amazon, Apple iBooks, Barnes&Noble, Kobo, Wook e Saraiva.

Sobre Andréa Gaspar
Escritora, roteirista, dramaturga, produtora, diretora e atriz. É a Madame Gaspar no YouTube. Especialista em formação de escritores e autora de duas peças: 'Devil's Bar' e 'Entre princesas e monstros' (infantil), encenadas no Brasil. Graduada em Letras e Direito. Obras publicadas: Passante poeta, Editora Raiz - 2018; Despedaços (como coautora), Editora Oito e Meio - 2016; Visita ao DHPP (como coautora), Chiado Editora - 2015; e Licor de Pequi, Chiado Editora - 2014.

Sobre a Editora Raiz
A Editora Raiz chegou ao mercado em junho de 2017 com o propósito de oferecer soluções editoriais para autores nacionais e independentes. Presta serviços de edição, parecer de manuscritos, agenciamento, consultoria, coaching, criação de projetos, marketing digital e publicação. Tem como foco principal o enriquecimento do texto literário para incentivar a produção do conhecimento e da leitura. Seu diferencial está alinhado à satisfação daqueles para quem trabalha: autores e leitores.
Compartilhe:

segunda-feira, 22 de abril de 2019

Canto Escuro: uma história para além das investigações


Corrupção e prostituição em Brasília são temas em novo romance policial do escritor Daniel Barros

No dia 14 de maio, em Brasília, o escritor Daniel Barros lança seu mais recente livro: o romance Canto Escuro.
Desde Mar de Pedras, seu romance anterior publicado há quatro anos, o autor vinha se dedicando a essa nova trama. “Disse para mim mesmo”, comentou o escritor em recente entrevista, “que se este não fosse meu melhor livro, eu não o publicaria”.
 Diferente dos livros anteriores, Barros admite que este romance tem um enredo mais denso, menos agradável ao leitor que busca apenas o entretenimento na experiência da leitura. Nas palavras do autor, não se trata de um livro “difícil de ler”, mas de uma narrativa que provoca inquietações e, é bom que se diga, reflexões meio amargas. 
 “É a visão de um homem que vê o mundo à sua volta se esboroar aos poucos, ao se deparar em sua repartição com um suposto esquema de corrupção”, adianta Barros. “O personagem se sente impotente diante dos fatos e descrente com o rumo dos acontecimentos. Paralelo a esse processo, ele vê seu casamento ruir e sua vida ir perdendo o sentido”.
O autor também se orgulha de ter se empenhado e não medido esforços para lapidar o livro ao longo dos quarenta e oito meses que abrangeram sua gênese e produção. “Não me poupei. Busquei cortar cada excesso, cada gordura, cada desejo de panfletar, evitando assim deixar o autor transparecer mais do que os personagens”, conclui.

Referências:   
Na orelha do livro, a autora Cristiane Krumeauer destaca: “Quem conhece a ficção policial de Daniel Barros, sabe que ele tem tanta fluidez no discurso que acaba indo além das investigações do crime. A descrição detalhada da cena inclui desde o toque na textura lisa da parede à cortina que balança com suavidade ao vento, ou até o palpitar aflito do coração da personagem, prestes a ser flagrada. O romance, dividido em partes, não é linear, o que deixa a leitura mais instigante. O leitor vê, com olhos curiosos e atentos, que essas partes se complementam, oferecendo respostas às lacunas propositalmente jogadas ao ar. Integridade e corrupção; ficção e realidade, dualidades que fazem parte do nosso dia-a-dia e que estão presentes neste estupendo romance. Uma realidade nem sempre sedutora, mas que prende o leitor do começo ao fim, retratada com maestria”.
Amanda Pessoa é outra autora que evidencia as qualidades deste romance. No texto de quarta capa, ela diz: “Em Canto Escuro, a história de Paulo Henrique é contada de maneira tão pungente, que a identificação do leitor com ele é inevitável, para o bem e para o mal. Suas falhas, suas vontades, seus desejos, são todos retratados de forma exageradamente humana e o leitor se sente convidado para acompanhar todas as situações pelas quais ele passa, ainda que não aprove os meios que ele usa para alcançar alguns fins. O enredo de Canto Escuro é construído de forma a impactar quem lê, algo que acontece com maestria - a vontade de ser mais específica é grande, mas seria um pecado tirar de você, colega leitor, a chance de descobrir facetas humanas presentes na nesta obra e que são vistas em tantas pessoas, mas na maioria das vezes negadas”.

Segue abaixo um trecho do romance:
   
– Boa noite, doutor Paulo Henrique. Vai fazer serão?
– Pois é, ia levar trabalho para casa, mas resolvi terminar aqui mesmo. [...] Eu te aviso quando estiver de saída.
– Não precisa. Daqui vejo a luz da sua sala. Quando o senhor apagar, saberei que tá saindo. Bom trabalho, senhor.
E dessa forma o vigilante acabou alertando Paulo Henrique, que não se lembraria de acender a luz de seu escritório antes de ir para a sala da diretora. Correu para sua sala, acendeu a luz e demonstrando normalidade apareceu na janela, de onde pôde ver e acenar para o vigilante lá embaixo. Mais rápido ainda chegou à direção, por hábito, quase acendeu a luz, mas se conteve. Por sorte, Miriam era uma secretária atenciosa e havia fechado as cortinas do escritório, o que facilitaria o uso da lanterna sem despertar suspeita com os clarões. Abriu a bolsa com os apetrechos e começou a montar o equipamento. Suas mãos suavam e de imediato se arrependeu de não ter tomado uns tragos antes para se acalmar. [....] Ainda tomou cuidado para que o facho da lanterna não fosse em direção às janelas. Não podia demorar muito, pois o vigilante poderia mudar de ideia e resolver realizar a ronda com ele ainda no prédio. Terminado o trabalho, verificou se tudo estava em ordem. Trancou o escritório e desceu para apagar a luz da sua sala. Já no elevador lembrou: “Puta-merda! Esqueci a pasta!”. Imediatamente começou a apertar os botões do elevador para ele parar em algum andar antes do térreo. Finalmente, parou; ele saltou e correu pelas escadas. No andar térreo, o vigilante, ao ver que o elevador descia, dirigiu-se para a porta para recepcionar Paulo Henrique. Para a sua surpresa, o elevador estava vazio. 

Sobre o autor:
Daniel Barros nasceu a 4 de outubro de 1968, na cidade de Maceió, estado de Alagoas, filho de um oficial da Polícia Militar de Alagoas, Ivan Marinho de Barros, e da professora Maria Tereza Costa de Barros. É engenheiro agrônomo formado pela Universidade Federal de Alagoas (1992). Em Brasília, onde reside desde 1998, pós-graduou-se em Segurança Pública, área em que atua profissionalmente há vários anos.
Foi colaborador, como fotógrafo, de O jornal e Gazeta de Alagoas.
É autor dos romances O sorriso da cachorra (2011) e Mar de pedra (2015), ambos pela editora Thesaurus. Participou das coletâneas Contos Eróticos, Enquanto a noite durar  (contos sobrenaturais) e Os bastidores do crime (contos policiais, livro do qual foi organizador). Integra as antologias poéticas Sombras & desejos, Toda forma de amor e  Confissões.
É membro do sindicato dos escritores DF.


Serviço:
Canto escuro, romance (244 p., 42 reais). Daniel Barros – Editora Penalux.
Disponível em:
www.editorapenalux.com.br/loja/canto-escuro

Lançamento: Dia 14 de maio, às 19h, no restaurante Fausto & Manoel, em Brasília/DF.
Compartilhe:

quarta-feira, 23 de maio de 2018

Mary Oliveira e a duologia trust Intenso & Misterioso e Atraente & Perigosa, por Sérgio Simka e Cida Simka

Mary Oliveira - Foto divulgação
Fale-nos sobre você.

Sou apaixonada por livros; amo lê-los, escrevê-los, senti-los, cheirá-los e admirá-los na minha estante (ou mesmo em uma livraria)! Iniciei no mundo da escrita em 2013, com fanfics, e hoje escrevo e publico livros de romance com pegada erótica e policial. Sonho um dia vê-los disponíveis para outros leitores também nas livrarias de todo o país e cumprir o desejo que me levou a entrar nessa jornada árdua e incrível: criar histórias e personagens pelos quais eu e meus leitores nos apaixonemos.

ENTREVISTA:

Fale-nos sobre seus livros.


Então, tenho livros de romance erótico com certa inclinação ao policial, como disse anteriormente, exemplos são as duologias Blame e Trust; Italiano Espanhol (volumes um e dois) e Intenso & Misterioso e Atraente & Perigosa, respectivamente. Tenho também uma noveleta de romance erótico, Encontros Lascivos, e romances mais lights como Princesa Implacável e Princesa Impulsiva. Além de alguns contos em antologias como Era Uma vez, publicado pela Editora Coerência.
Fale-nos sobre seu processo de criação.

Meu processo de criação é um pouco lento. Creio que acabo lendo e relendo tudo o que escrevo mais vezes do que seria saudável, e na ânsia de tentar aprimorar e deixar o trabalho melhor, acabo perdendo muito tempo. É um ponto que estou trabalhando para melhorar.
 
Como o leitor interessado deverá proceder para saber um pouco mais sobre você e o seu trabalho?

Meus livros estão disponíveis na Amazon em formato de e-book, os exemplares físicos da Duologia Trust (Intenso & Misterioso e Atraente & Perigosa) entrarão em pré-venda em junho, serão publicados pela Editora Coerência, com lançamento na Bienal de SP. Tento ao máximo manter minhas redes sociais atualizadas e respondo sempre aos leitores através delas, seja na minha página ou perfil pessoal do Facebook, no Instagram ou através de e-mails. Os contatos são estes:
Facebook: www.facebook.com /AutoraMaryOliveira
Instagram: @autora_maryoliveira
E-mail: autoramaryoliveira@gmail.com

Como analisa a questão da leitura no país?

Acredito que, apesar da falta de incentivo à leitura por parte do governo, dos preços exorbitantes dos livros físicos, mesmo os essenciais para as universidades e os clássicos nacionais e internacionais, tem crescido gradativamente nos últimos anos o número de leitores no país. Aos poucos é possível ver que com a diversidade de livros e temas, e a facilidade e preço acessível dos livros digitais, a leitura tem conquistado mais espaço entre os jovens e mesmo entre os adultos do país.

O que tem lido ultimamente?


Recentemente li um romance que aborda o empoderamento feminino, o último da trilogia de MotoClubes da autora Mari Sales, além de um livro de poemas sobre sobrevivência, Outros Jeitos de Usar a Boca, da autora Rupi Kaur.

Quais os seus próximos projetos?

Esse ano ainda pretendo publicar dois livros, um spin-off da duologia Trust e um conto em uma antologia.
Srta. Wright, que é um romance policial repleto de segredos, mentiras e fantasmas do passado e presente que acontece entre um delegado de Detroit, Michigan, e uma imigrante ilegal do Canadá.
Há também Princesa Implacável que na verdade estou reescrevendo, esse é um romance mais leve, embora também possua um número de segredos e situações a serem descobertas e superadas pela mocinha. Vindo desse livro há o conto Princesa impulsiva também, embora não seja um lançamento previsto para esse ano.
O spin-off da duologia Trust é um presente para muitos leitores. Aviso de antemão aqui que será uma surpresa para quem for à Bienal.
O conto da antologia é surpresa, sobre esse ainda não posso falar nada além de que estou trabalhando com muito carinho nele.

*Sérgio Simka é professor universitário desde 1999. Autor de cinco dezenas de livros publicados nas áreas de gramática, literatura, produção textual, literatura infantil e infantojuvenil. Idealizou, com Cida Simka, a coleção Mistério, publicada pela Editora Uirapuru.

Cida Simka é licenciada em Letras pelas Faculdades Integradas de Ribeirão Pires (FIRP). Coautora do livro Ética como substantivo concreto (Wak, 2014) e autora dos livros O acordo ortográfico da língua portuguesa na prática (Wak, 2016), O enigma da velha casa (Uirapuru, 2016) e “Nóis sabe português” (Wak, 2017).
Compartilhe:

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Revista Conexão Literatura, nº 32 - Suspense e Mistério

Você curte livros de suspense e mistério? Caso sim, aproveite bem esta edição. Geralmente os livros do gênero policial ou terror trazem uma boa dose de suspense e mistério. Nomes como Agatha Christie e Edgar Allan Poe estão no topo da lista dos leitores que curtem o gênero. Leia matéria especial nas páginas da revista.

Nesta edição publicamos os três contos vencedores do concurso cultural de contos “Helsing – Caçadores de Monstros”, assim como entrevista com ambos autores. Outros autores também receberam menção honrosa por seus contos.

Entrevistas, contos, resenhas, dicas de livros e muito mais lhe aguardam nas linhas das páginas desta edição.

Para participar ou anunciar em nossa próxima edição de nº 33 (março, 2018), acesse a página em nosso site: http://www.revistaconexaoliteratura.com.br/p/midia-kit.html
Aproveite e assine o nosso Feed de notícias, ele fica na lateral direita da página do nosso site, com o título: "Inscreva-se e receba nossas novidades por e-mail:", basta inserir o seu e-mail e clicar no botão "Incluir", em seguida chegará um e-mail em sua caixa postal pedindo a sua confirmação, confirme e pronto, você receberá as novidades da Revista Conexão Literatura.

Tenham uma ótima leitura e até a próxima edição!

VEJA O QUE VOCÊ ENCONTRARÁ NESTA EDIÇÃO DE FEVEREIRO/18:

Editorial: por Ademir Pascale, pág. 03
Parceiros da Revista Conexão Literatura, pág. 04
Especial: Suspense e Mistério (capa), pág. 05
Resultado do concurso de contos “Helsing – Caçadores de Monstros”, pág. 08
Entrevista com Tito Prates, vencedor do concurso de contos “Helsing”, pág. 10
Conto: “Vampiro à Paulista”, por Tito Prates, pág. 14
Entrevista com Marli Freitas, vencedora do concurso de contos “Helsing”, pág. 21
Conto: “Sem Rastros”, por Marli Freitas, pág. 24
Entrevista com Juan Daniel Diniz Quintana, vencedor do concurso de contos “Helsing”, pág. 28
Conto: Reminiscências da Besta, por Juan Daniel Diniz Quintana, pág. 31
Resenha do livro “Bolerus”, de Vanderley Sampaio, por Marcos Fidêncio, pág. 36
Resenha do livro “Umami”, de Alan Santiago, por Eudes Cruz, pág. 41
Resenha do filme “Bright”, por Rafael Botter, pág. 45
Entrevista com o autor Vanderley Sampaio, pág. 47
Entrevista com o autor Roberto Fiori, pág. 51
Entrevista com a autora Angela Aguiar, pág. 59
Estudo: Cinema, literatura e reflexões sobre ideologia de gênero e construção de identidade: um estudo em “Boys don't cry” e “The danish girl”, por José Flávio da Paz, pág. 64
Conto: “A Esfera”, por Ademir Pascale, pág. 89
Conto: “Carnaval na Juréia”, por Míriam Santiago, pág. 92
Saiba como participar da próxima edição da Revista Conexão Literatura, pág. 97
BAIXE A NOVA EDIÇÃO DA REVISTA CONEXÃO LITERATURA, Nº 32: CLIQUE AQUI.


Compartilhem a nossa revista com os seus amigos, ela é gratuita. Para compartilhar no Facebook: Clique aqui.

Compartilhe:

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Citado como um dos principais lançamentos de terror de 2017: "O Julgamento de Samuel Stefano", de Mauricio R B Campos


Citado como um dos principais lançamentos de terror de 2017 pelo blog Biblioteca do Terror

Sinopse: Uma droga nova chega ao mercado, trazendo uma súbita onda de mortes. As manchetes dos jornais são inundadas sobre uma bizarra onda de automutilação coletiva nos parques e praças. O Julgamento de Samuel Stefano é uma obra para estômagos fortes.
No Julgamento de Samuel Stefano, há jurados, juiz e acusador, mas não há inocentes. Todos estão loucos para achar um culpado, mas ninguém está disposto a se olhar no espelho.

Para adquirir o e-book no site Amazon: Clique aqui.

ASSESSORIA EM DIVULGAÇÃO LITERÁRIA:
Ademir Pascale - pascale@cranik.com


Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Receba nossas novidades por e-mail (você receberá um email. Basta confirmar ):

Posts mais acessados da semana

Anuncie e Divulgue Conosco

CLUBE DO LIVRO UNIÃO

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

FUTURO! - ROBERTO FIORI

SROMERO PUBLISHER

Leitores que passaram por aqui

Labels