Livros que foram rejeitados pelas editoras - 15 motivos para você autor(a) continuar tentando

Tirando os youtubers famosos, a maioria dos escritores já tiveram seus livros rejeitados por algumas (ou inúmeras) editoras. Eu també...

Mostrando postagens com marcador exoplanetas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador exoplanetas. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 11 de maio de 2018

Planetas Oceânicos — A Face das Águas — Robert Silverberg

Um exoplaneta e suas três luas: conteria vida aquática e terrestre, se as leis que regem a biologia e a física atuarem tanto aqui, na Terra, como lá, a milhões de anos-luz de distância
Destruída por um cataclismo há gerações, a Terra já foi esquecida por aqueles que se refugiaram no espaço cósmico. No mundo oceânico de Hydros, o médico Lawler guarda em sua morada objetos de valor de sua família — pertences originados da antiga Terra — em uma das inúmeras ilhas artificiais construídas pelos Gillies. Estes são uma forma anfíbia nativa inteligente do planeta, e nas ilhas eles permitem que os humanos convivam consigo.

Para Lawler, viver junto aos seres anfíbios não era problema. Mas Nid Delagard, navegador e comerciante entre as ilhas habitadas pelos humanos, cometera um dos piores erros de sua vida. Acidentalmente, matara criaturas mergulhadoras que ajudavam os homens a trazerem material valioso do fundo do oceano. Eram criaturas extremamente inofensivas, mas que mantinham profundos laços de afeição com os Gillies. E eles não perdoaram: deixaram um ultimato, Delagard, Lawler e as poucas dezenas de pessoas da ilha tinham de abandoná-la em questão de dias.

E o oceano de Hydros era violento, perigoso, hostil. A viagem desses homens e mulheres pelos mares vastos deste mundo é o tema de A Face das Águas (The Face of Waters), do renomado escritor de Ficção Científica e Fantasia Robert Silverberg.

Quais são os planetas e luas que existem no Sistema Solar e que apresentam oceanos em sua superfície ou abaixo dela? Existem, além deles, outros lugares em que a presença de água pode existir?

1. Terra: nosso planeta natal. Com sua superfície constituída por 29% de terra e 71% de água, deve a presença de vida muito provavelmente ao equilíbrio físico-químico entre elas, ecologicamente falando.

2. Luas congeladas de Ganimedes, Europa e Calisto, de Júpiter; Enceladus e Titã, de Saturno. O telescópio espacial Hubble apontou evidências de um oceano de água salgada abaixo da superfície congelada de Ganimedes. Em Europa e Enceladus pensa-se haver um oceano de água líquida sob a superfície congelada, com condições muito boas para o surgimento de vida: elementos químicos, fonte de energia (Enceladus deve possuir fontes hidrotermais quentes no oceano) e, é claro, água líquida.

3. Marte. O planeta vermelho foi objeto de muito estudo, nos últimos anos. O rover Curiosity encontrou um leito seco em meio a material que muito provavelmente abrigou formas de vida no passado. Nas calotas e abaixo da superfície de Marte é pensado existir hoje uma boa parte da água líquida sob forma congelada. Cientistas, utilizando telescópios para observar Marte, concluíram que o planeta já teve uma camada de 1,6 km de profundidade de água líquida cobrindo quase a metade do hemisfério Norte. Marte perdeu sua enorme quantidade de água devido à perda de sua atmosfera primitiva arrancada pelo vento solar, composto de partículas carregadas eletricamente. É a teoria do desaparecimento da água de Marte.

4. Ceres. Este planeta-anão, o maior corpo do cinturão de asteroides, pode possuir condições para a existência de água. Quando nosso Sistema Solar se formou, há 4,5 bilhões de anos, a nuvem de gás e poeira que se aglutinou era quente demais para que próximo ao Sol água permanecesse em estado líquido. A água teve de ser descarregada nos planetas interiores por cometas e meteoros, e as condições planetárias de Ceres hoje irão fornecer pistas para que se descubra como era a composição de cometas e meteoros nessa época tão antiga. Existe um limite a partir do qual a água existente em cometas e corpos que viajam pelo Sistema Solar começa a vaporizar. Esse limite situa-se aproximadamente na órbita de Ceres e, ao se dirigir em direção ao Sol, um cometa composto de gelo começa a emitir um rastro luminoso, proveniente da conversão do gelo em vapor d’água.

5. Titã. Lua de Saturno. É muito possível existir um oceano de água muito salgada — tão salgado quanto o Mar Morto, na Terra. Este oceano começaria a 50 km abaixo da crosta congelada. Ele ou seria fino e existiria entre camadas de gelo ou seria espesso e se embrenharia pelo interior rochoso do planeta, bem abaixo.

6. Tritão. Lua de Netuno. Em gêisers ativos de sua superfície, nitrogênio gasoso jorra. Fraturas e fissuras na superfície fria e gelada provavelmente são causadas por ação de maré, provocada pelo efeito gravitacional de Netuno. Um oceano líquido abaixo de sua superfície é considerado, mas ainda desconhecido.

7. Mimas. Lua de Saturno. Pensa-se que, ou há um oceano líquido sob a superfície, ou há um núcleo com a forma de uma bola de futebol. Se houver um oceano, ele começará 24 a 31 km abaixo da superfície marcada por ação de meteoros e cometas.

8. Plutão. Planeta-anão. Com a missão não-tripulada da sonda New Horizons, vimos que há montanhas de gelo elevando-se da superfície de Plutão, além de planícies de gelo onde não há existência de crateras. A idade das planícies é de somente 100 milhões de anos.

Existem atualmente projetos de observação e estudo de exoplanetas. Mais de 3.500 desses planetas já foram identificados e existem mais de 570 sistemas planetários confirmados. 5.000 corpos celestes aguardam confirmação de serem ou não exoplanetas.

Pensemos que a água de nossos oceanos, mares, lagos e rios pode ser a mesma trazida por cometas e meteoros e um passado longínquo. E lembremos que talvez a água que agora estamos bebendo possa ter vindo de qualquer um dos planetas e luas de nosso Sistema Solar. Ou das praias remotas de algum exoplaneta, que ainda descobriremos possuir água, vida e inteligência. E ainda uma civilização mais antiga que a nossa, mais sábia e mais pacífica.

Sobre Roberto Fiori:
Escritor de Literatura Fantástica. Natural de São Paulo, reside atualmente em Vargem Grande Paulista, no Estado de São Paulo. Graduou-se na FATEC – SP e trabalhou por anos como free-lancer em Informática. Estudou pintura a óleo. Hoje, dedica-se somente à literatura, tendo como hobby sua guitarra elétrica. Estudou literatura com o escritor, poeta, cineasta e pintor André Carneiro, na Oficina da Palavra, em São Paulo. Mas Roberto não é somente aficionado por Ficção Científica, Fantasia e Horror. Admira toda forma de arte, arte que, segundo o escritor, quando realizada com bom gosto e técnica apurada, torna-se uma manifestação do espírito elevada e extremamente valiosa.

Sobre o livro “Futuro! – contos fantásticos de outros lugares e outros tempos”, do autor Roberto Fiori:

Sinopse: Contos instigantes, com o poder de tele transporte às mais remotas fronteiras de nosso Universo e diferentes dimensões.
Assim é “Futuro! – contos fantásticos de outros lugares e outros tempos”, uma celebração à humanidade, uma raça que, através de suas conquistas, demonstra que deseja tudo, menos permanecer parada no tempo e espaço.

Dizem que duas pessoas podem fazer a diferença, quando no espaço e na Terra parece não haver mais nenhuma esperança de paz. Histórias de conquistas e derrotas fenomenais. Do avanço inexorável de uma raça exótica que jamais será derrotada... Ou a fantasia que conta a chegada de um povo que, em tempos remotos, ameaçou o Homem e tinha tudo para destruí-lo. Esses são relatos dos tempos em que o futuro do Homem se dispunha em um xadrez interplanetário, onde Marte era uma potência econômica e militar, e a Terra, um mero aprendiz neste jogo de vida e morte... Ou, em outro mundo, permanece o aviso de que um dia o sistema solar não mais existirá, morte e destruição esperando pelos habitantes da Terra.
Através desta obra, será impossível o leitor não lembrar de quando o ser humano enviou o primeiro satélite artificial para a órbita — o Sputnik —, o primeiro cosmonauta a orbitar a Terra — Yuri Alekseievitch Gagarin — e deu-se o primeiro pouso do Homem na Lua, na missão Apollo 11.
O livro traz à tona feitos gloriosos da Humanidade, que conseguirá tudo o que almeja, se o destino e os deuses permitirem. 

Para adquirir o livro:
Diretamente com o autor: spbras2000@gmail.com
Livro Impresso:
Na editora, pelo link: Clique aqui.
No site da Submarino: Clique aqui.
No site das americanas.com: Clique aqui.

E-book:
Pelo site da Saraiva: Clique aqui.
Pelo site da Amazon: Clique aqui.
Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Posts mais acessados da semana

PARCEIRA AMAZON:

ANTOLOGIAS LITERÁRIAS

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA
clique sobre a capa

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

FUTURO! - ROBERTO FIORI

Leitores que passaram por aqui

Labels