Autor(a) divulgue o seu livro, conheça o Pacote Divulgação Para Autores

Autor(a), saiba como divulgar o seu livro conosco, acesse: http://www.revistaconexaoliteratura.com.br/2020/09/autora-divulgue-o-seu-livro-co...

terça-feira, 21 de junho de 2022

Emoções e amizades são temas de lançamentos de livros infantis

 


Catapulta Editores lança "Invisível", "Eu estou com você" e " Maravilha do céu"; títulos apresentam sentimentos e companheirismo de modo divertido na primeira infância

A Catapulta Editores acaba de lançar três novos livros, que tem como missão ajudar as crianças a lidarem com as emoções desde a primeira infância e destaca a importância de ter amigos, de maneira saudável. Os livros “Invisível”, “Eu estou com você” e “ Maravilha do céu” são um estímulo à descoberta dos sentimentos. 

Indicado para crianças a partir de cinco anos, os livros apresentam assuntos complexos, que podem ser um desafio para as crianças, por isso, os pequenos precisam ser incentivados no  processo de percepção dos sentimentos de forma lúdica e divertida, além de entenderem o valor dos amigos.

Segundo Carmen Pereras, diretora da Catapulta Editores no Brasil, os temas são importantes em qualquer idade, mas ainda melhores na infância. “Trazer essa temática para as crianças é essencial. E os livros cumprem papel fundamental na descoberta das emoções e na construção de amizades.” 

Confira mais detalhes de cada lançamento abaixo:


- Invisível: Isabel e sua família se mudam para o outro lado da cidade e a pequena começa a se sentir invisível. Com 32 páginas, o livro conta uma delicada história a respeito de olhar para quem nos cerca e como temos o direito de pertencer a algum lugar.


- Eu estou com você: Um título que evidencia a importância da amizade e de ter amigos não só em bons momentos. Além de fazer com que os pequenos se divirtam em cada página com aventuras de dois grandes amigos, o título reforça que amigos estão unidos, mas também podem ter momentos confusos.


- Maravilha do céu: Em uma quinta-feira, algo cai do céu e ninguém sabia de onde vinha, mas tinham a certeza de que era uma coisa incrível. Em 52 páginas, as crianças se envolvem na história tentando descobrir de onde veio aquela maravilha e o que pode ser.

Todas as opções de livros podem ser encontradas nas principais livrarias do país, tanto em lojas físicas quanto online, além do e-commerce da editora no www.catapultalivros.com.br, com preços sugeridos ao varejo em R$59,90

Compartilhe:

Autor(a), saiba como divulgar o seu livro

 


Autor(a), saiba como divulgar o seu livro: Clique aqui.



Compartilhe:

segunda-feira, 20 de junho de 2022

ENTREVISTA COM ESCRITOR: Marco Tulio Michalick e o livro Qual o sentido da vida?, por Cida Simka e Sérgio Simka


Fale-nos sobre você.
 

Marco Tulio Michalick é empresário, escritor e palestrante. Tem mais de uma centena de artigos publicados em periódicos espíritas: Revista Cristã de Espiritismo, Revista Internacional de Espiritismo, Espiritismo & Ciência, Revista Caminho Espiritual.

Participou do programa “Como Conheci o Espiritismo”, episódio 2, produzido pela TV CEI/FEB.  

É casado com Zeneida, tem duas filhas, Pâmela e Ana Paula, e uma netinha, Isabela. É natural de Belo Horizonte, mas, desde 1996, está morando em Brasília. Nasceu em 1965, e entrou para a Doutrina Espírita quando tinha doze anos. É trabalhador assíduo no movimento espírita e está como presidente do CELST – Centro Espírita Lar da Santíssima Trindade – em Taguatinga-DF. 

ENTREVISTA: 

Fale-nos sobre o livro. O que motivou a escrevê-lo? 

Este livro foi escrito em meio à pandemia. Diversos temas, que estavam aflorados tanto na pandemia como no dia a dia, começaram a fazer sentido para escrever “Qual o Sentido da Vida?”. Ademais, as pessoas confundem o propósito de vida com o sentido de vida. Este é singular para cada pessoa e, também, para a sociedade. Precisamos crescer e nos desenvolver intelectual e moralmente. Não para sermos melhores que os outros, mas para sermos melhores do que fomos ontem. Entretanto, o sentido da vida não está atrelado somente ao nosso crescimento individual, pois a nossa existência tem que fazer sentido na vida de outras pessoas. Por isso, um de nossos propósitos de vida precisa ser o combate ao orgulho e ao egoísmo; esses dois vícios invocam o sentido da vida somente para si, ignorando a existência de outras pessoas. Sendo assim, o que me motivou a escrever este livro é identificar que uma grande parcela da população ainda não encontrou seu sentido de vida, e isso é muito triste.  

Fale-nos sobre seus outros livros. 

Pronto para Vencer Sem Medo de Tentar (2003), editora DPL. Abordagens esclarecedoras à luz dos ensinamentos espíritas, a respeito de temas como sexo, aborto, homossexualismo, doação de órgãos, eutanásia, epilepsia, experiência de quase-morte, déjà-vu, obsessão, remorso, violência na infância, criminalidade, terrorismo, guerra e perda de entes queridos.

Em Busca da Evolução (2008), editora All Print. Cada existência que Deus nos concede tem um propósito e deve ser palmilhada pela estrada comum, aquela que Jesus chamava de “caminho apertado”, mesmo que pareça crivada de obstáculos, pois todo aprendizado terá importância especial em nossa vida e cada vez que vencermos as pequenas dificuldades fortaleceremos nosso espírito para desafios ainda maiores.

Coragem, Esperança e Fé (2011), Mythos Editora. A felicidade existe? Por que temos esperança? Consigo superar meus limites? Será que sou capaz? Por que temos mais facilidade em lembrar os acontecimentos ruins do que os bons? O que é essa tal de reforma íntima que as pessoas comentam? Por que alguns têm a coragem, ou melhor, a caridade de doar seus órgãos, enquanto outros têm pavor? Por que em nossas orações pedimos tanto e agradecemos tão pouco? Por que precisamos da “dor” para crescer espiritualmente? Ilustrados, os vários contos desta obra peculiar trazem valiosas oportunidades de crescimento, respondendo a muitas de nossas inquietantes e sempre presentes questões existenciais.

Seu Legado para o Mundo (2014), Mythos Editora. Personagens de histórias que comoverão o leitor formam o conjunto de capítulos desta obra. Em diálogos e relatos profundos, o texto sensibiliza pela sabedoria e pelo estímulo ao crescimento e aprimoramento das virtudes humanas. Notam-se, com clareza, os comportamentos que conclamam a uma nova postura diante da vida e dos seus desafios. O bombeiro, a menina e o músico, a graça de Maggie e outras histórias com certeza tocarão seu coração para sempre.

O Vidente – Memórias de um Peregrino (2015), Mythos Editora. A psicometria é um assunto empolgante. Ela constitui-se em uma das modalidades da clarividência segundo a qual é estabelecida uma conexão entre o sensitivo e a pessoa ou meio concernente ao objeto psicometrado. Sendo assim, o médium portador de aguçada sensibilidade psíquica, ao segurar o objeto de uma pessoa, seja encarnada ou desencarnada, pode "entrar em contato" com ela ou sua história. O personagem Gabriel possui a mediunidade da psicometria, além de vidência e audiência. Ele vive situações que esclarecem esse intercâmbio que impregna fluidicamente objetos, pessoas e
ambientes, e que pode ser percebido por tais capacidades.
 

As pessoas, de modo geral, têm encontrado o sentido da vida? Como se "encontra" o sentido da vida? 

Viktor Frankl esteve preso no campo de extermínio nazista durante a Segunda Guerra Mundial. Em seu best-seller “Em Busca de Sentido”, escreveu: “Não se deveria procurar um sentido abstrato da vida. Cada qual tem sua própria vocação ou missão específica que está a exigir realização. Nisso a pessoa não pode ser substituída, nem pode sua vida ser repetida. Assim, a tarefa de cada um é tão singular como a sua oportunidade específica de levá-la a cabo. (...) Quanto mais a pessoa esquecer de si mesma – dedicando-se a servir uma causa ou a amar outra pessoa –, mais humana será e mais se realizará”.  

Então, “Qual o sentido da Vida?” tem o intuito de nos trazer uma reflexão mais ampla sobre o tema. Por isso, cada capítulo traz um conteúdo ou uma história que, possivelmente, iremos nos identificar e emocionar. Porque, de um modo geral, as pessoas ainda estão distantes de encontrar o seu sentido de vida. 

O que tem lido ultimamente?

Neste momento estou relendo “Paulo e Estevão”, pois estamos desenvolvendo um estudo para tratar das lições morais de cada capítulo deste clássico da literatura espírita. 

Existe um momento para encontrar o sentido da vida? 

O tempo é o nosso maior inimigo. Quanto mais rápido começarmos, melhor. Se deixarmos para amanhã aquilo que se pode construir hoje, perderemos muito tempo, apenas “apreciando a paisagem”. Feliz daquele que, ao final da jornada, olhar para trás, e ter o sentimento do dever cumprido, apesar de todas as dificuldades enfrentadas. É isso que faz o sentido da vida ser essencial em nossa vida.

Busquemos o nosso sentido de vida. Façamos o que precisa ser feito. Amanhã, quando estivermos “partindo”, que o sentimento de gratidão percorra por nós, e que façamos valer cada segundo aqui no plano terrestre, e que o legado que deixarmos sirva de exemplo e motivação para outras pessoas. 

Como podemos adquirir a obra? 

Editora EME – https://editoraeme.com.br/home/766-qual-o-sentido-da-vida-9786555430721.html 

Amazon – https://www.amazon.com.br/Qual-sentido-vida-Marco-T%C3%BAlio-ebook/dp/B0B1F533R7/ref=sr_1_6?__mk_pt_BR=%C3%85M%C3%85%C5%BD%C3%95%C3%91&crid=1U4TTTPEJ81FJ&keywords=marco+tulio+michalick&qid=1655472253&sprefix=marco+tulio+michalick%2Caps%2C239&sr=8-6 

Candeia – https://www.candeia.com/qual-o-sentido-da-vida/p 

 

CIDA SIMKA

É licenciada em Letras pelas Faculdades Integradas de Ribeirão Pires (FIRP). Autora, dentre outros, dos livros O enigma da velha casa (Editora Uirapuru, 2016), Prática de escrita: atividades para pensar e escrever (Wak Editora, 2019), O enigma da biblioteca (Editora Verlidelas, 2020), Horror na biblioteca (Editora Verlidelas, 2021) e O quarto número 2 (Editora Uirapuru, 2021). Organizadora dos livros Uma noite no castelo (Editora Selo Jovem, 2019), Contos para um mundo melhor (Editora Xeque-Matte, 2019), Aquela casa (Editora Verlidelas, 2020), Um fantasma ronda o campus (Editora Verlidelas, 2020), O medo que nos envolve (Editora Verlidelas, 2021) e Queimem as bruxas: contos sobre intolerância (Editora Verlidelas, 2021). Colunista da revista Conexão Literatura.

SÉRGIO SIMKA

É professor universitário desde 1999. Autor de mais de seis dezenas de livros publicados nas áreas de gramática, literatura, produção textual, literatura infantil e infantojuvenil. Idealizou, com Cida Simka, a série Mistério, publicada pela editora Uirapuru. Colunista da revista Conexão Literatura. Seu mais recente trabalho acadêmico se intitula Pedagogia do encantamento: por um ensino eficaz de escrita (Editora Mercado de Letras, 2020) e seu mais novo livro juvenil se denomina O quarto número 2 (Editora Uirapuru, 2021). 

Compartilhe:

Entrevista com Cleiton Cunha, autor do livro Ensaios Poéticos (Folhas secas)


Cleiton Lopes da Cunha, nasceu em Pedro Leopoldo-MG, região metropolitana de Belo Horizonte. Nascido em 03 de janeiro de 1978, começou a escrever ainda adolescente, admirador dos poetas e escritores locais, anônimos e desconhecidos, porém respeitados e admirados. E inspirado por tais, começou a rabiscar seus primeiros versos aos 14 anos, aproximadamente. Se identificando com um estilo Lírico-Amoroso, romântico raro, sempre se identificou com poesia, gênero preferido do Autor. Com uma visão eclética, livre e espontânea, prossegue se dedicando ao estilo poético. Autor de 6 livros, sendo 4 de poesias, 1 biográfico, 1 na área técnica e algumas participações em coletâneas literárias. Faço parte do grupo Clã da Poesia, grupo seleto de Poetas e Escritores de várias partes do mundo. 

ENTREVISTA: 

Conexão Literatura: Poderia contar para os nossos leitores como foi o seu início no meio literário? 

Cleiton Cunha: Meu interesse Literário nasceu ainda na escola, onde conheci alguns grandes nomes da Literatura, onde participava de atividades voltadas para a Literatura, desde cedo manifestava afinidade pela escrita.

Interesse esse crescente em minha vida, que se intensificou posteriormente quando me despertou interesse em conhecer e aprofundar na obra de outros escritores das mais diversas nacionalidades. Um dos grandes nomes que me influenciou foi Cecília Meireles (Poesia Completa), em particular, por me identificar com sua forma e estilo literário. Ali, percebi esse sentimento comum, lia e me identificava com a Poesia dela. Percebi que era capaz de escrever e me expressar, partindo dai meu interesse em publicar o que escrevia.  

Conexão Literatura: Você é autor do livro "Ensaios Poéticos (Folhas secas)”. Poderia comentar? 

Cleiton Cunha: Após alguns ensaios, algumas tentativas, publiquei “Ensaios Poéticos (Folhas Secas)”. Uma obra poética onde traduzi meus sentimentos, pensamentos de uma forma bem singular e espontânea. Uma continuidade, amadurecida das obras anteriores, numa forma bastante simples de expressão. Unindo elementos e conectando ideias poéticas, organizando em forma de páginas, momentos e reflexões. A obra propõe um resgate, um rejuvenescimento por meio de sentimentos e pensamentos românticos.  A obra propõe uma continuação das anteriores, onde não existe princípio e fim, mas um ciclo contínuo de aprendizado. Como se fosse mais um tijolo na construção da obra individual de cada um de nós. 

Conexão Literatura: Como foram as suas pesquisas e quanto tempo levou para concluir seu livro? 

Cleiton Cunha: O trabalho foi escrito de forma bem espontânea, iniciou-se a alguns meses, quando a motivação estava aflorada, mas se acomodou por alguns meses, engavetada, se perdeu no tempo. Meses depois, resgatada, veio à tona em forma de livro.

A Poesia é atemporal, o livro não tem data marcada, ele vem à vida como um filho, nasce no momento oportuno. 

Conexão Literatura: Poderia destacar um trecho que você acha especial em seu livro?  

Cleiton Cunha: 

Poesia

 

A poesia serve pra dizer

O que nunca foi dito

Pra revelar o vazio

Pra acender o pavio

 

Vem dos entusiastas sentimentais

Vem das profundezas do eu

Vem dos escombros da alma

 

Vem do sóbrio

Vem do ateu

Vem das páginas da vida

 

Vem dos naufrágios

Vem dos presságios

Vem dos batimentos

Vem dos tormentos

 

Das tortuosas causas perdidas

Dos corações aflitos

Das ociosas embarcações

Das indagações 

Conexão Literatura: Como o leitor interessado deverá proceder para adquirir o seu livro e saber um pouco mais sobre você e o seu trabalho literário? 

Cleiton Cunha: Acessando os sites relacionados ou minhas redes sociais: 

Instagram: 

https://www.instagram.com/cleiton_lopes1978/ 

https://clubedeautores.com.br/livros/autores/cleiton-lopes-da-cunha 

http://cleitonlcunha.wixsite.com/ensaiospoeticos 

Conexão Literatura: Existem novos projetos em pauta? 

Cleiton Cunha: Sim, participar de algumas coletâneas literárias e lançar uma releitura do livro “Olhar Poético”. 

Perguntas rápidas: 

Um livro: “Nunca desista de seus sonhos” (Augusto Cury)

Um (a) autor (a):  Cecília Meireles

Um ator ou atriz: Fernanda Montenegro

Um filme: “O menino que descobriu o vento”.

Um dia especial: Quando abracei minha Mãe pela última vez... 

Conexão Literatura: Deseja encerrar com mais algum comentário? 

Cleiton Cunha: Gostaria de registrar alguns nomes de escritores que tive contato com a obra e que me influenciaram em sua forma de pensar e escrever. 

Cecília Meireles, Carlos Drummond de Andrade, Florbela Espanca, Charles Baudelaire, Dante Alighieri, Erasmo de Roterdã.  

Frase que me inspira: 

“Onde houver um Poeta no mundo, haverá um rastro de Amor e Luz entre as criaturas”.

Compartilhe:

Escritor e jornalista lança Dicionário Brasileiro-Português em versão digital para turista levar no celular

 


Após anos morando em Portugal escritor cria guia com mais de 2 mil palavras divergentes

Durante os oito anos em que morou em Portugal, o escritor e jornalista Stevan Lekitsch foi anotando todas as palavras que eram diferentes, tanto em grafia, quanto em pronúncia, utilização ou significado, do vocabulário português de Portugal, em relação ao vocabulário português usado no Brasil.

Eram os produtos no supermercado, o que era falado nas lojas, os rodapés das notícias da televisão, e por aí vai. Toda a vez que uma palavra se diferenciava, não era reconhecida, ou tinha uma utilização diferente da que os brasileiros usavam, ia para o papel. Aliás, as compras na papelaria também eram um sufoco.

E durante os últimos anos de pandemia, as anotações se intensificaram. Tanto que o resultado foi esse: um Dicionário com mais de 2.200 verbetes: o Pequeno Dicionário Rápido e Prático Brasileiro-Português e Português-Brasileiro.

Alguns exemplos são clássicos e corriqueiros. Por aqui falamos celular, e por lá, telemóvel. A nossa palavra deriva do inglês, cell phone, e a deles do espanhol e italiano, telemóvil. Para nós, o durex vende na papelaria, e serve para colar. Para eles, é o preservativo. O nosso “durex”, eles chamam de fita-cola. O inverso também se aplica, pois há várias palavras para eles que são utilizadas de forma completamente diferente do que por nós. E vale lembrar que a quantidade de brasileiros, tanto como turistas ou como moradores, em territórios portugueses, é enorme, o que causa MUITA confusão!

“Apesar de os portugueses e nós brasileiros falarmos (teoricamente) o mesmo idioma, o Português, o fato da língua dos dois países estarem vivas, ainda em uso, e sofrendo influências constantes (dos EUA, da África, do restante da Europa), faz com que elas fiquem cada vez mais distantes uma da outra”, afirma Lekitsch.

E qual a importância desse dicionário na prática? Stevan, que vem de uma família que durante anos trabalhou no turismo, ia se sentir muito acolhido se, como brasileiro, tivesse esse dicionário na sua chegada à Portugal.

“Sou do tempo em que os turistas, ao saírem para ou chegarem a um destino, recebiam um “kit” com folhetos, mapas, dicas, vouchers de descontos, do local aonde iam, e, creio, que isso não mudou muito até hoje. A única coisa que muda agora é a tecnologia que temos. Você pode ter tudo isso digitalmente, na palma da sua mão literalmente”, explica Lekitsch.

Tanto que, pensando nisso, Stevan lançou o seu dicionário em formato digital, que pode ser adquirido e baixado no celular ou no tablet. “Ideal para aquele turista que está indo para Portugal, ou para o português que está chegando ao Brasil”, comenta ele. “O dicionário vai dentro do celular, ou do telemóvel”. Agora Stevan Lekitsch busca uma editora convencional para publicar o dicionário em formato impresso.

Sobre o autor:

Stevan Lekitsch, 49 anos, é Bacharel em Comunicação Social pela FAAP (Fundação Armando Álvares Penteado), e desde os 13 anos de idade se dedica a arte da escrita, tendo 5 livros publicados, revistas e materiais impressos editados, além de centenas de reportagens e artigos em mídias impressas e digitais. Morou por 8 anos em Portugal onde adquiriu o conhecimento e identificou as diferenças que possibilitaram a criação deste dicionário.

SERVIÇO:

Pequeno Dicionário Rápido e Prático Brasileiro-Português Português-Brasileiro

Assunto: dicionário, linguística, tradução, língua portuguesa.

Autor: Stevan Lekitsch.

Editora: Interconectada Comunicação.

ISBN: 978-65-00-45880-0.

Edição: 1ª – 2022.

Páginas: 87 páginas.

Formato: arquivo digital em PDF.

Valor: R$ 30,00.

Sistema de vendas: Hotmart.

Link para compra: https://go.hotmart.com/R71783646B

Compartilhe:

INDICAÇÃO PARA LEITURA: "Diário de Otto Klein", do autor Jaime Kopstein


SINOPSE: O “Diário de Otto Klein” foi mantido por um judeu austríaco entre 1922 e 1939. Melhor do que uma narrativa meramente factual, ele registra as vivências do autor (do referido diário) ao longo de seu dia a dia, num texto, portanto, não influenciado pelos ardis e lacunas da memória tão frequentes nos relatos elaborados décadas depois dos acontecimentos. Frequentemente emotivo leva-nos a nos embrenhar, a mergulhar no espírito que prevalecia na Viena daqueles dias, a senti-lo, portanto. A ação nos conduz até o início da hecatombe que tanto abalou a Europa e o mundo na primeira metade do século XX, permitindo-nos acompanhar como aquilo evoluiu em Viena. O dia a dia de um homem em busca de realização pessoal em um meio crescentemente hostil, seus estratagemas para superar as privações familiares em que foi criado, obrigando-se para isso a abrir mão de sua identidade. O diário permite-nos acompanhar as contradições em que é obrigado a viver, as conquistas e perdas em sua vida profissional, social e amorosa até os dias do epílogo tão dramático quanto inesperado. Um interesse adicional da obra é o olhar penetrante que lança o leitor a um período pouco visitado pela literatura que existe a respeito. Refiro-me à determinada inflexão no desenrolar da história do Holocausto. Na verdade, a literatura de ficção inspirada no período da anexação austríaca (Anschluss) é extremamente rara. E esse é justamente o momento culminante do desenrolar de nossa narrativa, o drama do judeu austríaco ao eclodir o Anschluss, a súbita e brutal precipitação do ataque aos judeus, a extinção abrupta de sua identidade como cidadão austríaco, finalmente sua expulsão ou confinamento e morte.

SOBRE O AUTOR:

Sou brasileiro, médico, nefrologista, aposentado, idoso, casado, pai de dois filhos, Doutor em Medicina, realizei estágio no Hammersmith Hospital e no Royal Free Lawn Road, ambos de Londres, sou professor de Clínica Médica na Universidade Federal do RS, Brasil, e autor de outro livro, esse no estilo “memoirs”,  publicado (Vanity Printing) com o título "The Road to José Ignácio", em 2019.

RESENHA - POR RAFAEL BOTTER:

Diário de Otto Klein, traz uma memória e recordação jamais esquecida ou até mesmo apagada através do tempo. Estamos falando do horror que foi toda a Segunda Guerra Mundial.

Jaime Kopstein traz uma obra sensível e intimista que leva o leitor para dentro de toda a história, através da sensibilidade do protagonista, Otto Klein. Uma verdadeira viagem no tempo através dos capítulos.

Esse diário foi guardado a sete chaves, protegido dos olhares de curiosos, preservando uma verdadeira relíquia que narra toda a vida do nosso protagonista, deixando levar pelas lembranças através do tempo.

O autor possuí uma escrita intimista, óbvio! Estamos falando de um livro do qual é baseado em um diário. Fica evidente que o autor soube explorar os mínimos detalhes do personagem principal, contando tudo sobre a vida e a rotina do dia a dia. Ponto positivo! Detalhes e fluidez logo nas primeiras páginas.

Um ponto em destaque que merece atenção, é o fato do protagonista narrar de forma hábil toda situação vivida do início da Segunda Guerra Mundial e sofrimento dos judeus nas mãos dos nazistas.

O livro é sensível e tocante, levando o leitor para fazer parte da vida de Otto, protagonizando diversos momentos marcantes do personagem principal. Uma obra rica em fatos históricos e relevantes para entendermos como foi a Segunda Guerra Mundial pelos olhos dos judeus.

FICHA TÉCNICA:

Título: Diário de Otto Klein

Autor: Jaime Kopstein

Editora: Astrolábio Edições

Páginas: 474

Ano Lançamento: 2022

PARA SABER MAIS, CONFIRA ENTREVISTA EXCLUSIVA COM O AUTOR JAIME KOPSTEIN: CLIQUE AQUI.

Compartilhe:

sábado, 18 de junho de 2022

TOP GUN - MAVERICK, é o que os fãs aguardavam e um pouco mais


Os fãs de "Top Gun - Ases Indomáveis", de 1986, se deleitaram com Top Gun - Maverick que, assim como eu, não perdeu um minuto sequer do filme.

Muitas sequências que se passam depois de muitos anos ou décadas, não são tão bem sucedidas ou os protagonistas são trocados por atores mais jovens, diferente de Top Gun, que teve como protagonista Tom Cruise, encarnando novamente o irreverente Maverick. No filme, encontramos um pouco de tudo, como romance, aventura, drama e até cenas engraçadas. Muito mais do que diversão, foi relembrar o passado, quando assisti Top Gun pela primeira vez, isso no final da década de 80. A trilha sonora era impecável e "Take My Breath Away" emociona até hoje, música que na época, jovens como eu ouviu centenas de vezes. Então para continuar o sucesso e marcar novamente como o primeiro Top Gun, temos Lady Gaga com Hold My Hand (veja o clipe no final da página).

Cena do filme - Top Gun - Maverick

Na sala de exibição onde assistimos Top Gun, pude notar pessoas de todas as idades, jovens e não tão jovens, alguns conhecendo Top Gun pela primeira vez e outros, como eu, revivendo a história. 

Logo nos primeiros segundos do filme, senti um arrepio e a nostalgia com as cenas dos aviões e a música Danger Zone, de Kenny Loggins, o mesmo cantor de Footloose. Na trama, a marinha reúne os melhores pilotos para destruírem uma ameaça nuclear inimiga, num local de difícil acesso, sendo quase uma missão impossível e até suicida, liderada por ninguém menos que o Capitão Maverick (Tom Cruise), uma lenda entre os pilotos. Top Gun - Maverick, também faz uma interessante crítica sobre o futuro da automação.

Vale muito a pena. Recomendo.

ANO: 2022

PAÍS: EUA

DURAÇÃO: 131 min.

DIREÇÃO: Joseph Kosinski

ROTEIRO: Ehren Kruger, Christopher McQuarrie

ELENCO: Tom Cruise, Jennifer Connelly, Miles Teller, Jon Hamm

Lady Gaga - Hold My Hand

Compartilhe:

sexta-feira, 17 de junho de 2022

Participe da antologia nacional (e-book) JARDIM POÉTICO - VOL. III


 Participe da antologia nacional (e-book) JARDIM POÉTICO - VOL. III. Leia o edital: CLIQUE AQUI.

Compartilhe:

Participe da antologia nacional (e-book) JARDIM POÉTICO - VOL. III


PARTICIPE DA ANTOLOGIA (E-BOOK): JARDIM POÉTICO - VOL. III

POR FAVOR, LEIA TODO O EDITAL

REGRAS PARA PARTICIPAÇÃO NA ANTOLOGIA DIGITAL 
JARDIM POÉTICO - VOL. III:

1 - Escreva um poema (tema livre). Aceitaremos até 3 poemas por autor. Caso sejam aprovados, os 3 textos serão publicados.

2 - SOBRE O POEMA: até 4 páginas cada poema, fonte Times ou Arial, tamanho 12, incluindo título. Espaçamento 1,5.
     
3 - Tipo de arquivo aceito: documento do Word (arquivos em PDF serão deletados).

4 - O poema não precisa ser inédito, desde que os direitos autorais sejam do autor e não da editora ou qualquer outra plataforma de publicação.

5 - Idade mínima do autor para participação na antologia: 18 anos completos.

6 - Envie o poema pré-revisado. Leia e releia antes de enviá-lo.

7 - Data para envio do poema: do dia 17/06/22 até 20/07/22.

8 - Veja ficha de inscrição no final desse texto. Leia, copie as informações e preencha. Envie as informações da ficha + poema(s) para o e-mail: contato@edgarallanpoe.com.br. Escreva no título do e-mail: JARDIM POÉTICO - VOL. III

CUSTO PARA O AUTOR:

R$ 60,00 para 01 texto aprovado. Caso o autor envie 2 poemas e tenha os dois (02) selecionados, o valor será R$ 100,00 (terá R$ 20,00 de desconto). Caso o autor envie 3 poemas e tenha os três (03) selecionados, o valor será R$ 150,00 (terá R$ 30,00 de desconto). As informações para depósito serão informadas ao autor no e-mail que enviaremos caso o poema seja aprovado.
O valor servirá para cobrir os custos de leitura crítica, diagramação e divulgação da obra.

A antologia será digital (e-book) e gratuita para os leitores baixarem através de download, ela não será vendida. A antologia será amplamente divulgada nas redes sociais da Revista Conexão Literatura: Fanpage, Instagram e Grupos do Facebook, que somam mais de 220 mil seguidores.

O resultado será divulgado no site www.revistaconexaoliteratura.com.br e na fanpage www.facebook.com/conexaoliteratura, até o dia 21/07/22.

OBS: Enviaremos certificado digital de participação para os autores selecionados.


NOSSOS CRITÉRIOS PARA AVALIAÇÃO:

A) - Criatividade;

B) - Textos preconceituosos, homofóbicos, pornográficos, racistas ou que usem palavras de baixo calão, serão desconsiderados;

C) - Seguir todas as regras para participação.

OBS.: Ademir Pascale, idealizador do concurso, disponibilizou para download uma apostila intitulada "Oficina Jovem Escritor", com dicas para quem está iniciando no mundo da escrita. Baixe gratuitamente, leia e pratique: CLIQUE AQUI.


FICHA DE INSCRIÇÃO DO AUTOR(A)

Nome completo do autor(a). Não escreva em letra maiúscula:

Seu Pseudônimo (caso use), para publicação na antologia:

Idade:

Nacionalidade:

Título do poema (Não escreva em letra maiúscula):

E-mail 1:
E-mail 2 (caso tenha):

Biografia em terceira pessoa (escreva sobre você num máximo de 7 linhas. Não escreva em letra maiúscula):


IMPORTANTE: Envie todas essas informações da ficha de inscrição para o e-mail: contato@edgarallanpoe.com.br. Escreva no título do e-mail: JARDIM POÉTICO - VOL. III

O envio da ficha de inscrição + poema(s) para o e-mail indicado significa que o autor(a) leu todas as informações e regras dessa página para participação na antologia.

Não fique fora dessa. O concurso cultural será amplamente divulgado nas redes sociais.

COMPARTILHE ;)

OBS.: para conhecer e participar de outras de nossas antologias: clique aqui.



Compartilhe:

quinta-feira, 16 de junho de 2022

Quem aqui gosta de poesia, terror gótico e horror cósmico?


Em Poesias de Mistério, de Luiz Cecanecchia, que está disponível em e-book na Amazon, você encontra 7 narrativas em poemas dentro de um mesmo mundo de suspense sobrenatural: 

Canto às Fadas das Sombras: conheçam ninfas diferentes da mitologia grega 

O Sangue de Dagon tem Poder: reinterpretando o deus monstro ancestral aquático mais famoso da tradição de horror cósmico 

Ferida Sinistra: um suspense sobrenatural trazendo uma aventura poética do doutor Sangar. 

O Chicote de Tisífone: a releitura de uma personagem da mitologia grega que habita o submundo. 

Óleo: doutor Sangar em uma aventura de assombração gótica. 

O Príncipe Acordou: horror corporal inspirado em contos de fada. 

A Fada da Noite: uma heroína diferente do mundo das trevas. 

"Adorei as poesias! E como cada uma trata de algo diferente, mas mantendo o mesmo clima. Gostei da mistura de fantasia, terror, aventura e mitologia grega. Leria muito mais! Também gostei muito das ilustrações! Com mais poesias daria um lindo livro físico :)"  avaliação por Bella Mendes 

Garanta sua edição aqui: https://www.amazon.com.br/dp/B0B3H6HSST/ 

Luiz Cecanecchia é médico,  escritor e produtor de conteúdo da rede "Monstros e Aventuras" ( https://youtube.com/c/Monstroseaventuras )  focada em fantasia e ficção científica.

Compartilhe:

Confira a lista dos autores selecionados da antologia POESIAS AO VENTO - VOL. IV


CONFIRA A LISTA DOS AUTORES SELECIONADOS DA ANTOLOGIA 
(E-BOOK): POESIAS AO VENTO - VOL. IV

01 - Joaquim Cândido de Gouvêa - "O precioso cofre"; "'Bela' Conclusão" e "O renovar"
02 - Hamilton de Jesus Miranda - "Arte Musa"; "A arte" e "Habita-me"
03 - Mirian Menezes de Oliveira - Versos circulares
04- Célia Cristina Marques de Oliveira - "Amor"; "São tantos sentimentos" e "O mãe"
05 - Fábio Caetano - "Soneto Português No 17"; "Soneto Português No 6" e "Soneto Português No 13"
06 - M. (Mariana de Almeida Valle Costa): "Contador" e "Sozinha Sem Você" 
07 - Marília Gabriela Massetto - "Dói"; "Ferida aberta" e "Somos espelhos"
08 - Rogerio Reis Devisate - "Polpa do pêssego, todas as partes"; "Vida" e "Janela do tempo, nuvens"
09 - Pedro Veríssimo da Silveira - "Passeio Alado" e "Vento Sul"
10 - Lurdinha Alencar - A vida e o vento
11 - Vânia Lúcia Malta Costa Catunda - O confidente vento

PARABÉNS aos autores selecionados

COMPARTILHE ;)

OBS.: para conhecer e participar de outras de nossas antologias: clique aqui.
Compartilhe:

quarta-feira, 15 de junho de 2022

Entrevista com Luiz Cecanecchia, autor do livro Poesias de mistério


Luiz Cecanecchia é médico, escritor e produtor de conteúdo da rede “Monstros e Aventuras” focada em ficção científica e fantasia. Sua primeira publicação foi o conto pós-apocalíptico “O fantasma e o Dragão” na Revista Literatura Fantástica n1, tendo atualmente os e-books de suspense sobrenatural “Aventureiro do Espanto”, “Tecnoexorcismo” e “Poesias de mistério” disponíveis na Amazon. 

ENTREVISTA: 

Conexão Literatura: Poderia contar para os nossos leitores como foi o seu início no meio literário? 

Luiz Cecanecchia: Os quadrinhos, como muita gente, foi minha introdução na área, tanto pela leitura em si como pela adaptação de clássicos que consumi pela primeira vez nesse formato. Com Cavaleiros do Zodíaco minha empolgação foi tanta que cheguei a fazer um curso de teatro grego na adolescência, o que me abriu os olhos para um mundo novo, me influenciando até hoje.

            Durante a pandemia fiz finalmente uma série de cursos de escrita que permitiram realmente publicar meus livros. 

Conexão Literatura: Você é autor do livro "Poesias de mistério”. Poderia comentar? 

Luiz Cecanecchia: Comecei a notar um interesse crescente poesia narrativa nos últimos anos, especialmente depois da publicação pela primeira vez no Brasil das poesias de Lovecraft em versão comentada.  Então finalmente resolvi experimentar o gênero justamente na linha com poesias góticas de horror cósmico, que já tinha tateado nos meu e-books em prosa anteriores.

            Procurei fazer com que a métrica de cada poesia dialogasse com os próprios temas, como a desorganização de “O Chicote de Tisífone” refletindo a história se passar justamente no inferno, ou o alto formalismo de “O príncipe acordou” pela história se passar com uma nobreza inspirada em contos de fadas. Mesma a ordem das poesias como um tudo dialoga entre sim, começando e iniciando com poemas de fadas noturnas. 

Conexão Literatura: Como foram as suas pesquisas e quanto tempo levou para concluir seu livro? 

Luiz Cecanecchia: De pesquisa em si foram 6 meses estudando mitologia grega e terror gótico para inspiração e estruturação. Na hora de escrever o livro em si foi um mês de dedicação e muita reescrita até chegar no patamar ideal, além de toda experimentação com sistemas de ilustração por rede neural artificial para criar imagens que transmitissem o clima onírico que combinasse poesia e pesadelo da obra. 

Conexão Literatura: Poderia destacar um trecho que você acha especial em seu livro?  

Luiz Cecanecchia: 

Pelo labirinto de metal, destroços e insetos.

Um quadro eu buscava na estranha travessia

Uma pintura ancestral da fundação da cidade

Preservada através de desconhecida feitiçaria 

Conexão Literatura: Como o leitor interessado deverá proceder para adquirir o seu livro e saber um pouco mais sobre você e o seu trabalho literário? 

Luiz Cecanecchia: O livro está disponível na Amazon, sendo gratuito para assinantes do Kindle Unlimited, junto com minhas outras obras.

            Além disso produzo conteúdo em outras mídias, especialmente no canal de youtube Monstros e Aventuras onde muito material de pesquisa para vídeos é parte da minha própria pesquisa de produção literária, onde estarei aberto ao diálogo no setor Comunidade e nos comentários dos vídeos. 

Conexão Literatura: Existem novos projetos em pauta? 

Luiz Cecanecchia: Com certeza! Tem mais poesia gótica de horror cósmico já sendo escrita, sem repetir as temáticas dos poemas já publicados, além de outros projetos literários sendo esboçados. 

Perguntas rápidas: 

Um livro: Paraíso Perdido de John Milton

Um (a) autor (a): R. F. Luchetti

Um ator ou atriz: Vicent Price

Um filme:  A Hora do Pesadelo

Um dia especial: 31 de outubro 

Conexão Literatura: Deseja encerrar com mais algum comentário? 

Luiz Cecanecchia: Existe um universo poético enorme que trabalha ficção especulativa, tanto nacional quanto estrangeira, que está se expandindo no Brasil. Aproveitem essa oportunidade e não tenham medo por achar difícil entender poesia (um preconceito bem comum em nossa cultura), pois existe formas e conteúdos acessíveis para todos. Lembrando que cordel também é poesia!

Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Posts mais acessados da semana

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA
clique sobre a capa

DO INCISIVO AO CANINO - BERT JR.

MAFRA EDITIONS

ANTOLOGIAS LITERÁRIAS

DIVULGUE O SEU LIVRO

FUTURO! - ROBERTO FIORI

Leitores que passaram por aqui

Labels